atendimentos

BEM-VINDOS!

Orientações, consultas, partilhas e atendimentos: via skype ou presencial.

Para marcar um horário, escrevam para o email fernanda.manzoli@gmail.com

" Todos os tipos de relacionamentos proporcionam transformação, tomada de consciência e crescimento pessoal e espiritual "

Espero você para este sagrado encontro!!

Somos todos UM!

sábado, 5 de maio de 2012

LUA CHEIA de Maio - FESTIVAL DE WESAK (informações)

Lua Cheia de 06 de maio de 2012


A Lua cheia de Maio 5-6, 2012, é uma lua perigeu, tanto quanto 14% maior e 30% mais brilhante que outras luas cheias de 2012. ((compartilhado por Volnylson A. de Castro))

"a Lua Cheia de Wesak se aproxima. No contexto planetário atual vem com força total escancarando o PODER DA PRESENÇA AMOROSA... Todos estaremos mais sensíveis, inteligentes, com visão profunda da realidade e de nós mesmos...

(Por certo, por se encontrar a Lua na distância mais próxima de sua orbita em torno da Terra, será vista no seu maior tamanho. Espetáculo lindo de ver! Como o Sol está em conjunção com Júpiter, a LUA ESTARÁ CHEIA DO SOL E DE JÚPITER, refletindo para todos as bênçãos deles... Neste dia conta a tradição a Terra recebe a Bênção dos Grandes Avatares do Amor e da Inteligência que rege este Mundo)

O perigo é ver e sentir preso ao automatismo que só quer ver o que falam os regulamentos, o costume, as doutrinas, as crenças, a cabeça feita nas religiões, ou no ateismo...

O ESPÍRITO PEDE SIMPLICIDADE, ENTREGA, CORAGEM PARA VIVER NA VERDADE DO CORAÇÃO, unica forma de poder ancorar no corpo com ALEGRIA!!!

quem estiver preso na MENTE, NA CABEÇA FEITA, poderá sofrer estremecimentos que o lancem na DOR, no SOFRIMENTO, na GUERRA,.. ainda se acreditando estar na PAZ DE SEU DEUS!

BEM E MAL
BOM E MAU
não existem com valor absoluto
mas relativo

Deus e o Diabo são as duas caras de uma mesma moeda
Deus é a Ordem vigente
O Diabo é a Nova Ordem que nega dialeticamente a Ordem Vigente

O que pode ser visto como MAU num momento da vida pode virar BOM em outro e vice-versa

As chamadas FORÇAS OU ENTIDADES MALIGNAS têm a ver com forças ressentidas do passado... com BRIGAS ANCESTRAIS pelo PODER EXCLUSIVO ENTRE EGREGORAS...

guERRAS

Algo que no passado provocou dor ou sofrimento, quando RECONTATADO no automático no presente, pode ser lido como algo MAU... que deve ser combatido... tipo o entendimento entre Judeus e Palestinos... entre Índios e não Índios, etc...
mas quando ILUMINADO E ENTENDIDO pode ser VIVIDO como BOM (integração de culturas - todos o UM...)

Por isso a questão não é COMBATER O MAL, O DIFERENTE
ou entrar na paranoia de que FORÇAS DO MAL estão atacando, perturbando

o foco é AUMENTAR, INTENSIFICAR, POTENCIALIZAR

o AMOR, A CONSCIÊNCIA, A ARTE

No REINO DO AMOR, não existe nem o MAU nem o BOM

existem os seres e as coisas na ETERNA RODA DA IMPERMANÊNCIA

onde as coisas e os seres adotam caras segundo QUEM OLHA

BEM E MAL
BOM E MAU
VELHO E JOVEM
MORTE E VIDA
FEIO E BONITO
FORTE E FRACO
são polaridades alternantes, relativas, liberdades, tonalidades
nunca
absolutos

nesta perspectiva o
DIABO VIRA DIABOM
DEUS VIRA HUMANO
HUMANO VIRA o TUDO
o TUDO VIRA o NADA
E o NADA VIRA ...
o que sentes NO AGORA
Meu bem, meu mal
CARINHO"
Hector Othón

***

Na lua cheia de Touro é realizada a celebração máxima do Budismo, o Festival de Wesak, no vale dos Himalaias, na India, em homenagem a Lord Gautama.
O FESTIVAL DE WESAK
Lua cheia de Buda (Touro)
O que deveria ser realizado em cada lua cheia de Touro?
1. A liberação de certas energias que podem afetar poderosamente a humanidade e que, se liberadas, estimularão o espírito de amor, de fraternidade e de boa vontade na Terra. Essas energias são tão definidas e reais como são as de que se ocupa a própria ciência que as chama de raios cósmicos.

2. A fusão de todos os homens de boa vontade no mundo em um todo integrado e com capacidade de resposta.

3. A invocação e a resposta de certos Grandes Seres, Cujo trabalho pode ser, e será possível, se o primeiro destes objetivos for atingido, graças à realização do segundo objetivo. Meditem nesta síntese dos três objetivos. Por que nome estas Forças Vivas são chamadas é inteiramente imaterial. Podem ser considerados como os vice-regentes de Deus, que podem e cooperarão com o Espírito de Vida e de Amor sobre o nosso planeta, aquele no qual vivemos, nos movemos e temos nosso ser.
Certos pensadores podem considerá-los como os Arcanjos do Altíssimo, cujo trabalho tem sido possível pela atividade do Cristo e do Seu corpo de discípulos, a Igreja verdadeira e viva. Outros os considerarão como os Guias da Hierarquia planetária, que se encontram por detrás de nossa evolução planetária e que raramente tomam parte ativa exterior nas atividades do mundo, deixando isso para os Mestres de Sabedoria, salvo nos casos excepcionais como o atual. Qualquer que seja o nome pelo qual os chamemos, eles estão prontos para ajudar, se o apelo for feito com força e poder suficientes por parte dos aspirantes e discípulos no momento da lua cheia de Touro e da lua cheia de Gêmeos.


4. A evocação de uma atividade enérgica e concentrada do lado interno realizada pela Hierarquia de Mestres, essas Mentes iluminadas à quais foi confiado o trabalho de direção do mundo. Deseja-se uma resposta e pode ser obtida entre os três grupos:


- a. A expectante e (nesse momento) ansiosa Hierarquia – ansiosa porque nem mesmo Eles podem dizer como reagirá a humanidade, e se os homens serão suficientemente sensatos para aproveitar a oportunidade oferecida. Os Mestres aguardam, organizados sob a direção do Cristo, o Mestre dos Mestres e Instrutor de anjos e homens. Ele foi instituído como o intermediário direto entre a Terra e o Buda, Aquele que, por sua vez, é o intermediário consagrado entre a Hierarquia expectante e as forças atentas.

- b. Novo Grupo de Servidores do Mundo, cujo objetivo é a paz do mundo, composto nesta época por todos os servidores sensíveis e consagrados da raça, que tem o propósito de estabelecer a boa vontade na Terra, como a base para a futura vida e expansão mundiais. Originalmente, este grupo era formado por uns poucos discípulos aceitos e aspirantes consagrados. As suas fileiras foram abertas, ultimamente, a todos os homens de boa vontade que trabalham ativamente por uma verdadeira compreensão, que estão prontos a se sacrificarem para ajudar a humanidade, que não vêem nenhuma linha de separação, mas têm, isso sim, o mesmo sentimento para com os homens de todas as raças, nacionalidades e credos.

- c. As massas dos homens e mulheres que responderam às idéias que foram lançadas, e que reagiram favoravelmente aos objetivos de compreensão internacional, interdependência econômica e unidade religiosa.


À medida em que estes três grupos de pensadores e servidores se tenham contatado, quando os três grupos possam estar alinhados, ainda que momentaneamente, muito pode ser realizado; as portas da nova vida podem ser abertas para dar passagem ao influxo de novas forças espirituais. Tal é o objetivo e a idéia do Grupo.

Que importância tem para vocês, pessoalmente,esta lua cheia de Touro? Parece-lhes ter suficiente importância para realmente significar tão grandes esforços a vocês? Crêem sinceramente que neste dia pode haver realmente uma liberação de energia espiritual suficientemente potente para mudar os assuntos do mundo, desde que os filhos dos homens desempenhem sua parte? Acreditam realmente, e estão prontos na prática, a apoiar a crença de que nesse dia o Buda, em cooperação com Cristo e com a Hierarquia de Mestres Iluminados, mais a ajuda oferecida por alguns dos Tronos, Principados e Poderes da Luz, que são a correspondência superior dos poderes das trevas, estão prontos a executar os Planos de Deus, quando for dado o direito e a permissão dos homens?
A principal tarefa de vocês na atualidade, não é lutar contra os poderes do mal e as forças das trevas, mas despertar o interesse e mobilizar as Forças da Luz e os recursos dos homens de boa vontade e de inclinação correta no mundo atual. Não resistir ao mal, mas organizar e mobilizar o bem e assim fortalecer as mãos dos trabalhadores que estão do lado do direito e doar amor, para que o mal tenha menos oportunidades.

Se vocês tiverem fé no que lhes disse, – ainda que seja do tamanho de um grão de mostarda – se tiverem uma crença firme no trabalho do espírito de Deus e na divindade do homem, então esqueçam-se de si próprios e consagrem cada um de seus esforços, a partir do momento em que receberem esta comunicação, para a tarefa de cooperar no esforço organizado, a fim de mudar o curso dos assuntos mundiais, por meio de um acréscimo no espírito de amor e de boa vontade no mundo durante este mês.

ANTIGOS ENSINAMENTOS

Ensinamentos da Antiga Sabedoria consideram Wesak o momento mais significante do ano, quando um real evento celestial ocorre e se manifesta sobre a Terra. Considera-se que o Festival de Wesak seja um tempo em que o próprio Deus, transmitindo através de Buda e de Cristo, envia um benção para a Terra. Durante séculos tem sido celebrado na Índia e sempre ocorre na Lua Cheia de Buda. Durante esse tempo, a humanidade pode se alinhar completamente com forças espirituais que não estão à disposição em outras ocasiões do ano. A força dessa benção nos estimula espiritualmente e nos deixa mais preparados para servir completamente ao Plano Divino.

Próximo ao Nepal e rodeado pelas montanhas dos Himalaias, fica uma área de terra protegida. Um caminho, entre passagens estreitas, eventualmente se abre para um vale coberto de grama. Vários dias antes da Lua Cheia, buscadores espirituais entram no vale e aí montam tendas coloridas. Na parte norte do vale há uma grande rocha plana onde é colocada uma grande vasilha de cristal cheia de água. Logo antes da Lua Cheia, Cristo, os Senhores, os Mestres, os Arcanjos e os Iluminados que guiam o planeta Terra se reúnem ao redor dessa rocha para orar.

Poucos minutos antes do momento exato da Lua Cheia, pode se ver uma pequena luz no céu. À medida que ela se aproxima e cresce em claridade, a forma do Buda, com seu robe cor de açafrão e com as penas em posição cruzada, pode ser vista no céu.
No momento exato da Lua Cheia, Buda, suspenso sobre a rocha, estende sua mão em uma benção em direção a Cristo, que, representando a Humanidade, a recebe para distribuição. Então é pronunciada a Grande Invocação, enviando uma forte corrente de gratidão, da Humanidade para o Próprio Deus. Enquanto Buda envia sua Benção de Iluminação e Cristo envia sua Benção de Amor, a estrutura atômica e molecular da água se altera, recebendo uma infusão de Sabedoria. Ela é então distribuída em pequenas porções e levada ao mundo para ser compartilhada.
O Festival de Wesak é um momento poderoso de intenso serviço espiritual, feito da Humanidade para Deus e de Deus para a Humanidade, através de Buda e de Cristo. Durante os 8 minutos dessa celebração, o universo inteiro faz uma ligação unindo a humanidade com a Fonte da nossa criação, a que chamamos Deus. Os efeitos espirituais permanecem até o próximo Festival de Wesak.

Existe uma ênfase crescente dada pelos esotéricos ocidentais para a Lua Cheia de Maio, que é o festival do Buda e ocorre na ocasião em que Ele faz o seu contacto anual com a Humanidade. Esta ênfase, que continuará nos próximos anos, não foi trazida para impor o reconhecimento de Buda no Ocidente. Há duas razões pelas quais, desde 1900, esse esforço foi feito. Uma foi o desejo, por parte da Hierarquia, de trazer à atenção do público o fato de que dois Avatares, Buda e Cristo, do Raio de Amor-Sabedoria, foram os primeiros de nossa humanidade a chegarem como Avatares humano-divinos e a incorporar em si mesmos certos Princípios Cósmicos e dar-lhes forma.

Buda incorporou o Princípio de Luz e, por causa de sua Iluminação, a humanidade foi capacitada a reconhecer Cristo, que incorporou o Princípio ainda maior de Amor. O ponto que deve nascer na mente é o de que luz é substância, e o Buda demonstrou a consumação de substância-matéria como meio da Luz e por isso é que tem o título de “O Iluminado”. Cristo corporificou a energia da Consciência.
Um demonstrou a elevação do alcance do terceiro aspecto divino; o outro, do segundo aspecto divino e os dois juntos representam um Todo perfeito. A segunda razão foi para iniciar o tema da nova religião mundial. Este tema ligará todas as observâncias religiosas, colorirá todas as aproximações ao centro divino da vida espiritual, fornecerá a chave para todos os processos de cura e –usando a luz cientificamente – governará todas as técnicas para trazer a unidade de consciência e as relações entre o homem e sua alma e entre o homem e a Hierarquia.

Muitas pessoas de todo o mundo tem sido treinadas durante anos para reconhecer duas coisas. Primeiro, a importância do Festival de Wesak por ocasião da Lua Cheia de Touro, não somente porque ele liga a maior religião do Oriente com a maior Fé do Ocidente, mas porque esotericamente ele fornece a chave para abrir a porta entre Shambala e a Hierarquia, entre o propósito de Deus (ainda não identificado pelo homem) e o método de Deus, que é Amor; ele também faz a conexão entre o Buda, temporariamente corporificando vontade-sabedoria e o Cristo, corporificando amor-sabedoria, e também entre a humanidade, concentrada na consciência através de Cristo e a Hierarquia, centralizada na consciência através do Buda.
O retorno anual do Buda para abençoar seu povo em todas as partes e para transmitir a mensagem de sabedoria, luz e amor para a humanidade – vindo como Ele o faz, do coração da Deidade de seu Eu Sou – é a evidência exterior e a garantia da orientação divina interna e revelação no atual ciclo mundial de 2500 anos. Ano após ano Ele retorna. Por um breve instante Ele nos relembra de que Deus existe e ama sempre; que Ele não se esquece de Seu povo; que o coração do universo é compaixão inalterável e que o homem não está sozinho. Para trazer este reconhecimento e para que a aparição seja possível, um Triângulo vivo de Energia é criado e focalizado através de três grandes Indivíduos espirituais, que evocam reconhecimento tanto do Leste quanto do Oeste. Eles são conhecidos pelos crentes de todas as fés e de todas as nacionalidades.
Estes Três são:

1. O Senhor do Mundo, o Ancião dos Dias, Sanat Kumara, o Logos planetário, Melquisedec, Aquele a quem Cristo se referiu quando Eles disse: “Eu e Meu Pai somos Um”.

2. O Buda, o Iluminado, o Revelador da Luz e da sabedoria que vem a nós de fontes muito maiores que a nossa vida planetária, um Mensageiro dos Deuses.

3. O Cristo, o Filho de Deus, o Salvador do Mundo, o Redentor. Aquele que permaneceu conosco e que está juntando seu rebanho em seu manto, o Senhor do Amor.

Nestes três, cuja natureza é Amor e Luz radiantes, a humanidade pode, de alguma forma, alcançar a natureza da divindade. Eles são maiores do que é conhecido ou percebido; a inteligência e a aspiração humanas somente podem sentir Sua natureza essencial. Sua Potência espiritual tem que ser diminuída se a humanidade for sentir a pressão do impacto da energia em que Eles vibram e procuram transmitir. È o processo de baixar essa energia que ocorre na Lua Cheia de Maio, e ela é trazida para um “foco de transmissão” pela intenção em massa dos aspirantes e discípulos do mundo – ela mesma puxada pela necessidade em massa dos povos de todas as terras.

A cada ano por ocasião de Wesak, Buda se comunica com a humanidade, através de Cristo e da Hierarquia. Ele atua desta maneira como um agente trazendo as relações entre “o centro onde a vontade de Deus é conhecida” e o “centro a que chamamos a raça dos homens”. Estas duas frases são usadas com cautela porque todo o trabalho sendo feito atualmente por esses dois grandes Filhos de Deus está relacionado com a distribuição de energia – energia da Luz e energia do Amor. É através do Triângulo, já mencionado, que a energia da vontade eventualmente será distribuída e um desses distribuidores divinos é o Buda.


A GRANDE INVOCAÇÃO

Que as Forças da Luz tragam a iluminação ao gênero humano.
Que o Espírito da Paz se espalhe em todos os lugares.
Possam os homens de Boa Vontade, em todos os lugares,
Unir-se num espírito de cooperação.
Possa o perdão, por parte de todos os homens,
Ser a tônica destes tempos.
Que o poder ouça os esforços dos Grandes Seres.
Que assim seja, e ajudai-nos a fazer a nossa parte.
Que venham os Senhores da Libertação.
Que tragam socorro aos filhos dos homens.
Que venha o cavaleiro do local secreto.
E, ao chegar, que salve.
Vinde, ó Ser Supremo.
Que as almas dos homens despertem para a luz
E que possam permanecer concentradas no objetivo.
Que a ordem do Senhor se adiante; chegou o fim do infortúnio!
Vinde ó Ser Supremo.
Chegou a hora do serviço da Força da Salvação.
Que ela se alastre por todos os lugares, ó Ser Supremo.
Que a Luz, o Amor, o Poder e a Transformação
Preencham o propósito daquele que se aproxima.
A vontade de salvar está aqui.
O amor por levar o trabalho adiante está amplamente difundido.
A ajuda ativa de todos os que conhecem a Verdade, também está aqui.
Aproximai-vos ó Ser Supremo e harmonizai esses três.
Construí um grande muro de defesa.
O domínio do mal deve terminar agora.
Do ponto de luz na mente de Deus
Que flua a luz às mentes dos homens,

Que a luz desça à Terra.
Do ponto de amor no coração de Deus
Que flua amor aos corações dos homens
Que Cristo retorne à Terra.
Do centro onde a vontade de Deus é conhecida
Que o propósito guie as pequenas vontades dos homens,
O propósito que os Mestres conhecem e servem.
Do centro a que chamamos raça dos homens
Que se cumpra o plano de amor e luz
E se feche a porta onde se encontra o mal.
Que a luz, o amor, e o poder restabeleçam o plano de Deus sobre a Terra.
Do centro da Vontade e do Poder
Que o propósito do Rei
Seja o propósito de todos os homens.
Do centro da Sabedoria e do Amor
Que a obra dos Grandes
Seja o serviço entre todos os homens.
Do centro da Inteligência e da luz
Que o Verbo do Cristo seja ouvido e atendido.
E que o Espírito de Cooperação una a todos os homens.
A Era da Redenção chegou!
Que o cavaleiro soerga a espada!
Que o plano de Deus se realize!

O Espírito da Paz, que é invocado na segunda frase – “Que o Espírito da Paz se espalhe em todos os lugares” – é aquela misteriosa e divina Entidade com Quem Cristo se relacionou e Cuja influência atuou através Dele na ocasião em que Ele teve direito ao título de “Príncipe da Paz”. O Cristo incorporou em Si o princípio cósmico do amor, a expressão do qual em manifestação trabalhará como “Glória de Deus, Paz na Terra e Boa Vontade para com os homens”. Isto foi testemunhado pelos anjos por ocasião de seu nascimento.
Quando Ele expressou este princípio de amor em sua vida e em Seu serviço ao mundo, Ele definitivamente fez a conexão entre nosso planeta e a humanidade (em particular) com a Fonte de Luz, Amor e Vida à qual nos referimos na segunda frase. Esta foi a salvação do mundo que Ele trouxe, um fato que ainda é pouco percebido e que não será amplamente reconhecido até que esta poderosa Invocação tenha exercido o seu devido efeito.

Quando os aspirantes e discípulos do mundo usam esta Invocação, a primeira frase leva a consciência para a Hierarquia de Luz, que é o centro intermediário entre a Humanidade e Shambala. Ela serve então para enfatizar e estabelecer uma relação íntima, fundindo os centros humanos e os hierárquicos. Após isto ocorrer, a Hierarquia pode então usar esta Grande Invocação com maior potência e pode conduzir a relação a um estado mais elevado e produzir uma fusão com o centro Shambala, onde as Forças da Luz são encontradas como presenças incorporadas e onde Sua energia focalizada serve para prover grandes reservatórios de Luz e de Amor.

Estas ainda não estão disponíveis para distribuição planetária, devido à falta de relação estabelecida entre os três centros: Humanidade, Hierarquia e Shambala. Essa relação agora está começando a ser estabelecida; o fluxo de Luz e Amor para a humanidade agora é possível se os discípulos e aspirantes do mundo puderem ser guiados a fazer o esforço necessário para sustentar-se como seres espirituais e desta atenta atitude de equilíbrio, invocar estas grandes Entidades. É a essa possibilidade que o Novo Testamento se refere quando é feita uma citação à lagoa que era agitada pelo Anjo de tempos em tempos e onde foi produzida uma condição que levou à cura dos enfermos.

O Anjo da Presença, a alma da humanidade, como corporificado na Hierarquia e aqueles que conscientemente estão se empenhando para funcionar como almas podem agora agitar esses reservatórios de Força e Luz nos planos etéricos de Shambala de forma que uma definitiva “cura das nações” possa ocorrer.
Quando idéia trazida pela Grande Invocação possa ser elevada o suficiente na consciência daqueles que a estiverem usando através de um esforço conjunto dos discípulos do mundo e da Hierarquia de Luz – e também com o reforço das Forças da Luz – então o Espírito de Paz poderá ser invocado.
Numa das voltas inferiores da espiral, vocês notarão que o Festival de Wesak efetua uma invocação e um processo similares. Nesse tempo, lá, os três Representantes de Shambala na Hierarquia, o Manu, o Cristo e o Maha Chohan, invocam o Buda que por sua vez é o transmissor de Forças ainda mais elevadas. Ele é invocado por um mantra especial e transmite o apelo Àquele de Quem Ele é agente.

Se esta grande Invocação for feita corretamente, os três grandes centros planetários podem ser relacionados de uma maneira similar. O Senhor da civilização, o Mestre R., representando a humanidade, Cristo representando a Hierarquia e o Senhor do Mundo, conectados através do Manu e representando Shambala podem ser trazidos numa relação próxima, cujo resultado será o estabelecimento de uma vibração tão poderosa que o Espírito da Paz será invocado e contactado. Pelo apelo vocal Sua atenção será forçada a se voltar para o nosso planeta.
As conseqüências serão potentes e significantes. Não se sabe ainda de que forma isso ocorrerá. Talvez isso conduza a alguma demonstração peculiar e poderosa do significado da paz como expressão do amor universal e planetário; talvez produza o envio de um Avatar ou Mensageiro de Paz para guiar as nações à ação correta; talvez ocorra algum acontecimento de grande significado, que sua importância será imediatamente será imediatamente reconhecida pela humanidade como um todo, levando-a a dar todos os passos necessários para restaurar corretamente as relações humanas.

A natureza das atividades que o Espírito de Paz instituirá não é nossa responsabilidade. Nosso dever é aprender a contactar corretamente a Hierarquia, através de nossas próprias almas.; usar corretamente a grande Invocação como almas e nos render corretamente, responsivos e sensíveis aos efeitos resultantes.
Note-se que as Forças da Luz se expressam através da Hierarquia de Luz e Seu maior efeito é a Iluminação das mentes dos homens com amor e luz. Isto é precipitado no plano mental. A personalidade do aspecto da forma da humanidade é assim penetrada e iluminada. Assim o terceiro grande centro planetário, a Humanidade, se torna criativa e magnética e dois aspectos divinos, inteligência e amor, atingirão o gozo no plano físico, tornando possível para o primeiro aspecto e a vontade de Deus (conhecido pela humanidade como o Plano) serem trazidos conscientemente à Terra, em conformidade com a atividade instituída em Shambala. A vontade d deus é o propósito e isto, pela primeira vez, está para ser reconhecido conscientemente pelo homem.

O Espírito de Paz, quando chegar o tempo, vitalizará as capacidades de resposta da humanidade, através da influência da Hierarquia, para a vontade de Deus, que tem por intenção básica trazer a paz à terra. O que é Paz? É essencialmente o estabelecimento das relações humanas corretas, de relação sintética com sua cooperação resultante, de correta interação entre os três centros planetários e uma compreensão cheia de amor, iluminada, da vontade de deus, à medida que ela afeta a humanidade e alcança o intento divino.

É por essa razão que Cristo, que estabeleceu pela primeira vez na história planetária, um contacto entre a Hierarquia, a humanidade, Shambala e o Espírito da Paz em Seu próprio elevado lugar, em Sua própria elocução registrada disse que Ele devia cumprir os assuntos de Seu Pai e depois, no final de Sua vida, reiterou a mesma idéia com as palavras: “Pai, que seja feita tua vontade, não a minha”, assim levando o pensamento para o plano mais alto, pois Ele se dirigiu ao Pai, o primeiro aspecto da Divindade.
Ele então focalizou em si mesmo os dois maiores atributos e aspectos divinos – Vontade e Amor (atma-buddhi) – e devido a isto, Sua consciência tornou-se extra-planetária, assim com é a consciência do Senhor do Mundo e Ele pode então tocar certas alturas de percepção e contactar certas Agências solares que nunca haviam antes sido contactadas pelo homem. Este feito O capacitou a colocar a Humanidade em conexão com o Espírito de Paz. Então ele mesmo se tornou a Luz do Mundo e o Príncipe da Paz.

Desta maneira, Shambala e a Hierarquia foram trazidas para um relacionamento próximo e duas grandes correntes de força foram fundidas e uma interação definitiva ocorreu entre elas. O Buda, através de sua capacitação para a Iluminação estabeleceu a primeira ligação maior com as Forças da Luz. O Cristo, através de sua capacidade para expressar a vontade de Deus em Amor e como Salvador do mundo, estabeleceu a primeira ligação maior com o Espírito de Paz.

No festival de Wesak há três fatores de importância para a Humanidade:

1. O Buda, a corporificação ou o agente das Forças da Luz pode ser contactado e aquilo que Elas procuram trazer para a Humanidade, pode ser apropriado conscientemente.

2. O Cristo, a corporificação do Amor e da Vontade de Deus e o agente do Espírito de Paz, pode também ser contactado e a humanidade pode ser treinada para se adaptar a este tipo de energia extra-planetário.

3. Através do Cristo e do Buda, a humanidade agora pode estabelecer uma relação mais íntima com Shambala e então dar a sua própria contribuição, como centro planetário, para a vida planetária. Penetrada pela Luz e controlada pelo Espírito de Paz, a expressão da vontade para o Bem da humanidade pode emanar poderosamente deste terceiro centro planetário.A humanidade então, pela primeira vez, empreenderá sua missão destinada, como intermediário inteligente, com muito amor, entre os estados elevados de consciência planetária , os estados supra-humanos e os reinos sub-humanos. Assim a humanidade eventualmente irá tornar-se o salvador do planeta.

Quando um inteiro conjunto de pessoas é animado por um único desejo superior, quando suas auras se misturam e se fundem e formam um canal unido para o fluxo que desce, o efeito é tremendamente intensificado e seu raio pode abranger o mundo. Vocês tem um exemplo disto no maravilhoso Festival de Wesak, comemorado tão universalmente na Índia neste dia, quando a própria Hierarquia se transforma num canal para a transmissão de poder e bênçãos desde os níveis em que se encontra o Buda. Ele age como um ponto focal para esse poder, e passando-o através de sua Aura, derrama-o sobre a humanidade por meio do canal fornecido pela assembléia dos Senhores, dos Mestres iniciados graduados e discípulos. Este canal é formado pelo uso de som e de ritmo, empregados simultaneamente.

Pelo canto de um certo mantra, através de movimentos leves, medidos, que acompanham o canto, o funil é formado e ele alcança desde cima até a localidade desejada. As figuras geométricas formadas na matéria do plano mais elevado que o físico se transformam, elas mesmas, em maravilhosas avenidas de aproximação do centro de bênçãos para os habitantes, devas ou outros, de qualquer plano particular. Para aqueles que tem vidência, a beleza das formas geométricas é inacreditável, e aquela beleza é aumentada pelas auras radiantes dos Grandes que são reunidos ali.

Enquanto vocês preparam seus próprios corações, lembrem-se de que a Lua Cheia de Touro é a ocasião em que o Novo Grupo de Servidores do Mundo e todos os povos esotéricos e espiritualmente orientados do mundo devem trabalhar em total cooperação com o Buda, e de que a Lua Cheia de Gêmeos é a oportunidade para as pessoas de boa vontade, auxiliadas pelo Novo grupo de Servidores do Mundo, para despertar povos em todos os locais e fazer um grande apelo, e por este apelo fazer com que o Cristo invoque para eles o auxílio necessário.
Textos selecionados dos trabalhos de Alice Bailey (1888-1949)

MINHA CHAMA GÊMEA SENHORA MARIA BUDA

Chegou o momento de apresentar a vocês minha amada Chama gêmea, parte do meu todo, que é minha forma feminina. Ela é minha querida, que permaneceu desconhecida por todos estes séculos. Em 1993, ela começou a fazer parte da Tríade da Mãe Cósmica, função que foi anteriormente ocupada por Mãe Isis, Mãe Atena e Mãe Pavarti.

Pelos últimos 5.000 anos, Deus Pai esteve encarregado das coisas do Céu e da Terra. Enquanto entramos nesta Nova Era, a Mãe princípio está sendo honrada. Assim como no Céu, é também na Terra. Alterações dramáticas ocorreram em relação à igualdade dos sexos durante os últimos 5 anos, especialmente nos Planos Internos.

A Mãe Cósmica
Saber da Mãe Cósmica e de parte de seu trabalho é vital para todos os trabalhadores da Luz bem informados. A função de Mãe Cósmica está nas mãos da Senhora Maria, Mãe de Jesus, Senhora Maria Buda, sustentando o ápice da pirâmide de Bondade e Misericórdia, Senhora Kwan Yin, à direita. Estes Seres muito capazes servem como Deus-Mãe a este Universo e além. Chegou o tempo de eles serem justamente honrados.

As Mães Cósmicas estão encarregadas da criação, nutrição, treinamento e implementação de todos os dez mil e um Avatares (Mestres do Mundo) que já vieram ou virão ao Plano Terrestre. Cada Mãe Cósmica tem tarefas específicas que serão cumpridas:
* A Senhora Maria sustenta o Conceito Imaculado para todas as formas de vida no cosmos. Isto significa que Ela engloba a perfeição de toda a vida em Seu Coração Azul de Diamante. Na verdade, esta grande Mãe deveria ser reverenciada por todas as Crianças da Terra. Ela é corretamente chamada “Mãe de Todos Nós”.

* A Senhora Maria Buda sustenta a Essência do Senhor Jesus, o Cristo bem como minha Essência. Seu foco particular logo será explicado.

* A Deusa da compaixão, Kwan Yin, sustenta a Chama da Misericórdia para toda a vida.Ela também treina as mulhers que estão ou estarão tendo posições importantes na política, ou que são líderes nas artes ou nas ciências.

As Mães Cósmicas servem a estes Cosmos e são responsáveis pelas petições ao Pai e pelo Conselho Cármico que estendeu a vida do planeta terra. Elas firmemente sustentam o dogma de que ninguém deve se perder enquanto a terra ascende ao seu lugar correto no Cosmos.

Nos Planos Internos, a Senhora Maria Buda começou o novo trabalho de reorganização da Hierarquia Espiritual. Esta Mãe Cósmica insiste em que o conceito da Hierarquia é patriarcal e ultrapassado. Ela e muitas outras sentem que esta forma piramidal antiga deve ser desenhada nos conselhos de Luz. Este conceito está lentamente sendo aceito por outros grupos neste Cosmos e Além. A Senhora Maria Buda é o ser primário encarregada deste empreendimento compreensível.

O Raio Feminino está sendo posteriormente ativado e está sendo incluído nestes conselhos de forma mais intensa. Alguns Mestres Ascensionados masculinos estão mudando para novas posições para implementar um equilíbrio maior entre os Conselhos de Luz. Certamente os Mestres masculinos concordam que é tempo para que a igualdade exista em todos os níveis de vida.

A Senhora Maria Buda também está me assistindo como Co-Regente deste planeta. Os muitos problemas da Terra estão sendo trabalhados, e nós sentimos que o auxílio da humanidade é prioritário e assim mais e mais responsabilidade esta sendo deslocada para cada pessoa encarnada neste tempo.

A co-dependência deve ser mudada para co-criação e cooperação entre os povos. As estruturas formais e as instituições estão se defrontando com tirania interna e esforço similar àquele que deve ser enfrentado por cada corrente de vida na Mãe Terra.

A purificação está à mão! A Terra e cada um de vocês deve encarar seu lado sombrio e limpar seu ato. Um por um, passo a passo, assuntos pessoais e coletivos devem ser definidos, encarados e avaliados. A ação correta deve ser iniciada para resolver estes problemas.
A destruição, o Princípio de Shiva, tem tanto valor quanto a criação. Como Co-Regentes, nós vemos o lugar para dissolução de formas antigas e os métodos patriarcais de aproximação da vida. Pedimos que façam sua parte para apagar todo o karma pessoal passado, que perdoem e liberem tudo que não serve ao objetivo primeiro de Céu na Terra. Ao redor de 2005, a terra deverá ter ascensionado e vocês se rejubilarão conosco, tendo juntos co-criado a equipe da Grande Paz.
Eu Sou o Senhor Gautama Buda, co-regente para a amada Mãe Terra, ao lado da Senhora Maria Buda.
Através de Mother Mary-Ma McChrist

FONTE: Caminhos de Luz

MEDITAÇÃO DA LUA CHEIA

.
Pelo Mestre Tibetano Djwhal Khul – Extraído do Calendário do EU SOU de Marisa Varela.
veja aqui, passo a passo

Nenhum comentário:

Postar um comentário