atendimentos

BEM-VINDOS!

Orientações, consultas, partilhas e atendimentos: via skype ou presencial.

Para marcar um horário, escrevam para o email fernanda.manzoli@gmail.com

" Todos os tipos de relacionamentos proporcionam transformação, tomada de consciência e crescimento pessoal e espiritual "

Espero você para este sagrado encontro!!

Somos todos UM!

terça-feira, 24 de maio de 2011


O.M. AÏVANHOV


 
E bem, caros amigos, estou extremamente contente por reencontrá-los e eu lhes transmito todo o meu Amor.





Questão: como viver o melhor possível o serviço que é o nosso quando bloqueios, devidos à personalidade, estão tão presentes?



Os bloqueios da personalidade pertencem à personalidade, portanto, não é preciso mais identificar-se à personalidade.





Há um nível de você (e isso foi repetido numerosas vezes) que está para além desses «sofrimentos», entre aspas.





Você não é esse sofrimento.

O problema da personalidade é que ela está persuadida de que ela é o sofrimento, o estado que ela vive no instante em que ela o vive, porque, quaisquer que sejam suas idades, vocês têm o hábito de identificar-se a um sofrimento, a um problema.

Mas vocês não são esses problemas, isso nós dissemos sem parar.





Isso faz parte de toda a transmutação que está em curso atualmente.

Vocês precisam, de algum modo, tomar uma distância em relação a si mesmos, ou seja, enquanto vocês jogam o jogo da personalidade.

Obviamente, quando vocês têm um sofrimento, são vocês que sofrem, mas, ao nível psicológico, é ainda mais fácil para compreender.

Se há uma emoção, se há um sofrimento, qualquer que seja a espécie de sofrimento, enquanto vocês estão identificados a esse sofrimento, vocês não têm qualquer meio de dali sair ou, então, vocês farão o que se chamam psicoterapias, trabalhos de análise etc.

Não há mais tempo para fazer tudo isso.





Portanto, isso quer dizer que é preciso aceitar, para viver, que você não é esse sofrimento.

É tão simples assim.

Aceitar, já, não mais identificar-se aos seus próprios sofrimentos; compreender que você não é isso permite ir para outra coisa.

Mas, enquanto você se identifica ao seu próprio sofrimento, não há razão alguma para que esse sofrimento seja transcendido ou desapareça.





Questão: o que é da Unidade e da Fusão no olhar das Sombras e das projeções existentes ainda no ego?



Mas as projeções, elas desaparecem, justamente.

No fim derradeiro desse sistema solar, em sua liberação final, tudo o que é projeção desaparece, absolutamente tudo.

Mesmo esse corpo, que é uma projeção, ele desaparece, inteiramente.





O que resta é a Consciência.

Portanto, a Consciência, quando ela permanece, não se pode falar de morte, ao contrário, é um renascimento.





Não haverá mais, jamais, morte.

É o Nascimento, é o segundo Nascimento de que falava o Cristo.





É para isso que vocês são chamados.

E tudo o que são antagonismos, complicações, tudo o que é ligado a uma função exteriorizada.

Vocês sabem: quando se chama esse mundo de uma matriz, é uma matriz, ou seja, um mundo de projeções que não existe.

Como dizem os povos nativos, em alguns países, é um sonho, um pesadelo, eu diria, mas é um sonho, não é?





Simplesmente, nós todos fomos tão aderentes, de algum modo, a esse sonho, que cremos, todos, que é a única realidade.

E há, aliás, muito grandes pensadores que se exprimiram sobre isso.





Há, como isso se chama..., «A Alegoria da Caverna», de Platão, que é muito simples para compreender: a um dado momento, seres entraram num lugar.

A Luz, na caverna, ela vinha por trás.

No início, eles sabiam quem eles mesmos eram e depois, de repente, eles foram atraídos pelas projeções que estavam na parede do fundo da caverna.

E, pouco a pouco, por força de ver as sombras, eles identificaram-se a essas sombras, e a consciência penetrou nessas sombras.

E, para eles, a um dado momento, não existia mais do que a sombra.

Eles eram incapazes de ver a Luz, é claro, mas, ainda menos, uma outra dimensão deles mesmos, que puxava os cordões, de algum modo, a Alma.

Mas mesmo uma vez que se possa girar e que a Sombra aceite ver a Alma, ela vê apenas a projeção da Luz.

Ela não vê a Luz.

(http://pt.wikipedia.org/wiki/Mito_da_caverna)





Como o disse Sri Aurobindo, há algum tempo, vocês estão num mundo de franjas de interferências, ligadas às alterações dos envelopes isolantes que estão desagregando-se.

Portanto, vocês estão num mundo de interferências, de complicações que não existem, se não é na Consciência.





Quando os Orientais, alguns seres despertos, dizem-lhes, sem parar, que esse mundo é Maya, não é uma visão do espírito.

É a estrita verdade.





Dito diferentemente, como o Cristo disse-lhes: «Vocês estão sobre esse mundo, mas vocês não são desse mundo».

Vocês não são esse corpo e, no entanto, é nesse corpo que se vive.

Vocês não são essa Sombra, essa densidade, esse confinamento.





Então, é claro, muitos, muitos «ensinamentos» quiseram fazê-los crer que, evoluindo nessa Sombra, vocês se tornariam Luz.

Não é possível.

É um sonho.

É uma projeção, aí também.

O mundo melhor não existe.





Então, é claro, aqueles que estão persuadidos de que há um mundo melhor, possível na estrutura carbonada, irão a uma estrutura carbonada, mas não dissociada, ou seja, Unificada.

Eles terão, de qualquer modo, o contato com a Fonte, mas não é a Liberdade, não é a Luz.

É uma experiência na Sombra.

É um paradoxo; quer dizer que vocês estão na Sombra e buscam a Luz, mas, assim que se lhes propõe a Luz, vocês têm medo, porque ir à Luz é perder a Sombra.

Não há outra alternativa.





Questão: convém, portanto, não tanto fazer descer essa Luz a essas zonas de Sombra, o que poderia reforçar o ego, mas elevar-se para a Luz, ali abandonando-se, ali banhando-se cada vez mais, tornando-se Vibração?





A Consciência é Vibração.

Quando a Luz ilumina, é a Luz real, e não a luz astral ou mental, Luciferiana.

É a verdadeira Luz Vibral, como a chamamos (as Partículas Adamantinas, a Radiação do Ultravioleta) que vem, pouco a pouco, dissolver o que não é a verdade.

Isso, muitos de vocês vivem, progressivamente, alguns desde os Casamentos Celestes, outros, mais recentemente e, outros, mais anteriormente, eu diria.





Assim que você sobe em Vibração, a Consciência se expande.

Quando a Consciência se expande, o que acontece?

Há zonas de Sombra que impedem a Consciência de expandir-se totalmente e, naquele momento, a Consciência que se expande vê claramente as zonas de Sombras.





Mas não é questão de projetar a Luz ou de pedir à Luz para agir nessas zonas de Sombras.

Sem isso, vocês recaem na Dualidade, ou seja, no bem e no mal, na Sombra e na Luz.





O que vocês vivem, hoje, é uma Ascensão, ou seja, uma Liberação da Ilusão.

Portanto, se vocês dão peso à Ilusão, se vocês aderem a essa zona de Sombra que é iluminada e dizem: «Eu quero que essa zona de Sombra desapareça», não!

É a Inteligência da Luz que age e a Inteligência da Luz age porque vocês sobem seu nível Vibratório e abandonam-se à Luz.





As zonas de Sombras são iluminadas pela Luz, mas não por vocês.

Portanto, uma vez que elas sejam vistas, elas se dissolvem por si mesmas.





Mas, se vocês mesmos dão peso às suas próprias Sombras, elas não desaparecerão jamais.

Elas se reforçarão, porque, se vocês querem colocar Luz onde há Sombra, vocês recaem na Dualidade.





É o mesmo princípio para as entidades astrais, a Sombra, o jogo e o combate permanente da Sombra e da Luz, que, justamente, manteve a matriz no estado.





Aí, o que vocês vivem não é o «canto dos pequenos pássaros, vai-se tomar um gole de Luz».

É sua transformação final, seu retorno (e nós todos dissemos, nós jamais escondemos) à sua Eternidade.





Agora, se vocês não querem a Eternidade, vocês farão uma estada a que os levará, como lhes foi dito, sua Vibração e, se sua Vibração é demasiado pesada para viver a Ascensão (que é uma elevação Vibratória total), o que vai acontecer?

Primeiramente, haverá resistências, haverá sofrimentos, haverá medos e, naquele momento, sua Consciência, que perderá esse corpo ou que levará esse corpo, será obrigada a permanecer numa gama de frequências inferior à Luz, ou seja, num mundo carbonado.





Vocês compreendem que não são mais as sombras projetadas na parede da caverna, da gruta, e que vocês têm uma Alma e, sobretudo, um Espírito.





Portanto, haverá uma forma de reconquista pacífica de seu estado de Existência multidimensional.

Vocês são Espíritos.

Vocês não são nada do que creem.

Isso, os Arcanjos o disseram.

Vamos insistir, cada vez mais intensamente, porque não há outra solução.





Então, é claro, a maior parte dos ensinamentos espirituais Luciferianos insistiu num mundo melhor, com a vontade de bem: «Tudo vai melhorar, a Terra será regenerada, vocês vão se tornar melhores».

Mas tudo isso é uma armadilha, uma armadilha magnífica.





Orionis, em sua vida (quando ele era o walk-in de Bença Deunov) perfeitamente descreveu (e eu também, disso falei) o advento do Fogo.

É o batismo do Fogo que vocês vivem.

Não é um mundo melhor que aparece sobre essa Terra.





Então, é claro, muitas, muitas escolas de ensinamentos e de pessoas sabem que há uma mudança.

Aliás, vocês a veem todos os dias, independentemente de suas Vibrações.

As coisas aceleram-se consideravelmente.





Mas muitos seres humanos estão persuadidos de que haverá, como dizer..., uma grande lavagem e que tudo estará limpo, tudo bonito, na mesma gama de frequências.

Mas é impossível.





Nós o dissemos: a Terra vive sua Liberação.





Eu creio que é o que, efetivamente, nós repetimos sem parar, porque vocês têm, eu o concebo, muita dificuldade, se não penetram o Samadhi e a dissolução, para compreender (mesmo aceitar) isso.





O ser humano não pode aceitar o fim do efêmero.

É similar a quando vocês sabem que têm uma doença e vão morrer.

É exatamente o mesmo princípio.





É o que lhes disse Sri Aurobindo: são as diferentes etapas do choque da humanidade.

Mas não são os seres que dormem porque, estes, eles dormirão até o fim.

Isso concerne a vocês, que estão na fase de despertar.

São vocês que devem compreender isso e vivê-lo.

Os outros não saberão mesmo.

Eles não compreenderão mesmo que é o fim.

Vejam vocês a diferença.





Questão: tive um sonho em que sentia uma grande força Interior, que parecia superar-me completamente, que estava além de minha personalidade.





A Existência está sempre além da pessoa, felizmente.





Questão: por que me foi dito que não era o momento para que essa forma se exprimisse?



Porque há seres para quem não é o momento.

Nós o dissemos.





Há seres que viveram os Casamentos Celestes, que viveram as Vibrações, mas não puderam aceder à Existência (ou seja, ao Corpo que está no Sol), por uma razão que é muito simples: havia, primeiramente, efetivamente, barreiras (e, digamos, ao nível biológico) que foram retiradas muito facilmente.





Mas, independentemente disso, se lhes deixássemos a total liberdade para reencontrar seu Corpo de Existência, vocês não voltariam, todos, aqui, porque vocês não têm razão alguma para estarem aí, quando vocês vivem a Existência.

Vocês compreendem que estão numa rede de mentiras.





Portanto, alguns seres viverão isso apenas nos últimos instantes: a Liberação e o acesso total à Existência.





Vocês estão na prisão.

Vocês estão confinados, totalmente confinados.

Então, a sutileza é tê-los feito crer que, um belo dia, tornando-se melhores, melhorando-se e, sobretudo, reencarnando-se, um dia, vocês estariam na Luz.

Um dia, sim.

E isso dura 300.000 anos.

Imaginem o número de vidas.





É isso que é preciso aceitar: que vocês estão na prisão.

Se vocês não têm consciência da prisão (como 90% da humanidade), o que vai acontecer quando a prisão desaparecer, segundo vocês?

Vocês vão pedir outra prisão.

É tão simples assim, porque a maioria da humanidade não pode conceber a ausência de prisão.

Isso é bizarro a dizer, mas é exatamente assim.





Agora, lembrem-se, ser-lhes-á feito segundo sua Vibração.





O confinamento foi tão bem feito que a maioria dos ocidentais pensa que nascem do reencontro de dois gametas e que, no dia em que morrem, não há mais nada.

É terrível.

Observem que não é mais terrível do que reencarnar-se.





Questão: você pode explicar o termo « transubstanciação»?



Então, a Elevação, a Ascensão é uma metamorfose, uma transformação e uma transubstanciação.

Eu já empreguei essa palavra.





Transubstanciação quer dizer, simplesmente, que vocês mudam de substância.

Vocês passam de um corpo carbonado para outro corpo, que vibra diferentemente, que tem mecanismos de funcionamento, se se pode dizer, totalmente diferentes.





A transubstanciação é passar de uma substância à outra, de uma forma à outra.

É a lagarta que se torna borboleta.

A borboleta nada mais tem a ver com a lagarta.

No entanto, ela efetivamente saiu da lagarta, não é?

É a metamorfose.





É a melhor expressão que encontrei para explicar a transubstanciação: é a passagem da lagarta à borboleta.





Atualmente, e eu já disse isso, vocês vivem as premissas do casulo, ou seja, vocês conseguem, cada vez menos, funcionar na Ilusão, mas vocês não funcionam ainda, totalmente, no novo corpo que é a borboleta.

Vocês estão numa metamorfose, que está em curso.





A diferença é que a matéria da lagarta é a mesma «matéria» (mesmo se não é a mesma forma e a mesma constituição, a mesma gama de frequências que da borboleta).





Aí, vocês passam de uma lagarta, que está na 3D, para uma borboleta, que é multidimensional.

É uma transubstanciação.





Vocês passam de uma gama de frequências para outra gama de frequências, da personalidade à Existência, do confinamento à Liberdade, de um espaço localizado e confinado, que é esse corpo, para um corpo que não é limitado pelo que quer que seja, que pode desembocar na Fusão com o Tudo, chamada, em outros termos, a Dissolução no Maha Samadhi.

Vocês podem tornar-se a Fonte.





Os Arcanjos disseram, há algum tempo, que eles estavam em vocês.

Mas não é uma visão do espírito, é a estrita verdade.

Porque, pelo momento, vocês concebem que um Arcanjo é exterior, que ele evolui em outra Dimensão.

Mas vocês também, vocês evoluem numa outra Dimensão, confinados no Sol, e lá vocês serão liberados.

Vocês reencontrarão as Leis da Graça e a Verdade de seu Espírito, sua família estelar, suas origens dimensionais, suas quatro Linhagens, etc.

Tudo isso nós já dissemos.





Questão: como manter um nível elevado de Vibração?



Vibrando.

A resposta é muito simples.





Se vocês percebem as Vibrações, levem sua Consciência nas Vibrações, que elas estejam em todo o corpo, numa Coroa Radiante, no Sacrum.





A Consciência que se leva na Vibração torna-se a Vibração.

Portanto, aumentar a Vibração e subir em Vibração é unicamente assim.





Então, é claro, há técnicas, hein?

Vocês podem subir em Vibração pela respiração.

Vocês têm técnicas que haviam sido dadas, há algum tempo, por Mestre Ram, que permitiam respirar e passar, também, como dizia Sri Aurobindo, da respiração dos pulmões para a respiração do Coração.

Há os cristais, eu creio.

Há meios de subir em Vibração, mas, quanto mais isso for, mais o meio o mais fácil de subir em Vibração é sair da matriz, ou seja, não mais identificar-se ao que quer que seja dessa matriz.

Isso provocará uma transmutação, uma transubstanciação de seu corpo e de sua Consciência.





Questão: na 3D, como aliar o não apego com o sentido de responsabilidades para com aqueles que dependem de nossos cuidados, incluindo os animais domésticos?



Essa questão, você a coloca porque não penetrou ainda a Existência.





Quando vocês estão na Existência, vocês têm sempre a responsabilidade, mas não é mais um apego, não é mais um peso.





Será que, quando vocês tocam a Existência, será que, quando alguns, entre vocês, vivem a Existência (mesmo no Sol, e voltam aqui), será que estão, contudo, confinados num lugar, para não mais mover-se, durante 24 horas?

Não.

Vocês têm, de qualquer modo, um mínimo de atividades, de responsabilidades.

Um não é incompatível com o outro.





Simplesmente, quando vocês têm a Visão e a Vibração da lagarta, vocês têm pés e pulsos ligados às suas responsabilidades.

Quando vocês penetram a Existência, então, o Impulso da Alma obriga (e isso era para os anos precedentes), a alguns, mudanças essenciais, sem se colocar a questão do dia seguinte (abandonar isso ou aquilo ou tal coisa).





Mas, hoje, quando vocês começam a viver as Vibrações, quando vocês penetram a Existência, como dizer..., vocês estão livres.

Vocês fazem as coisas, mas vocês ali não estão apegados.

É uma mudança de ponto de vista radical.





Mas, obviamente, enquanto vocês estão na lagarta, vocês escutam o que eu digo e se dizem: «Gostaria de ser borboleta».

Mas vocês dizem: «Sim, mas se sou borboleta, o que vão tornar-se as folhas que eu estava comendo, o que vai tornar-se a árvore onde eu estava?».

Mas, quando vocês são borboletas, vocês não colocam mais essa questão, porque vocês têm a chance, ainda por um tempo, de poder ir de uma à outra.

Portanto, pelo momento, parece-me, esse mundo, esta Terra não desapareceu, não?

Portanto, não há qualquer antinomia [contradição].





É o ego que crê que não vai poder fazer isso, não vai poder fazer aquilo.

Então, em alguns casos, o Impulso da Alma, quando vocês vivem o Despertar, vai mudar, radicalmente, sua vida.





Há, entre vocês, quem se encontrou, de um dia para o outro, sem mais nada, mas eles estavam na Existência.

Era, para eles, o meio de ir, inteiramente, para a própria Existência.





Lembrem-se, a Existência e o Espírito não se importam com as leis desse mundo, uma vez que é uma Ilusão.





Enquanto vocês estão apegados à Ilusão, vocês permanecem apegados à Ilusão.

É tão simples assim.





Enquanto vocês consideram que seus filhos, seu trabalho, seu automóvel é a menina de seus olhos, vocês estão apegados.





Agora, viver a Existência não vai fazer com que vocês lancem seus filhos ou seu automóvel.

É simplesmente uma mudança de ponto de vista, mas é capital, essa mudança de ponto de vista.

Mas vocês não podem adotá-lo com o ponto de vista da lagarta.

É preciso viver, primeiramente, o Reino dos Céus, todo o resto, depois, estabelece-se, mas não antes, porque, antes, é a personalidade que decide.





Questão: poderia precisar a diferença entre a Visão Interior e a Visão do Coração?



A Visão Interior, geralmente, para o ser humano, é chamada uma projeção no interior do terceiro olho, ou seja, vocês fecham os olhos e vai projetar-se certo número de coisas.





Há fases muito precisas que foram descritas, também, da abertura do terceiro olho.

Do tempo do confinamento e mesmo, por exemplo, nos textos hindus antigos, detalharam-se sete etapas de ativação do terceiro olho, a percepção de uma faixa, de flashes de luz.

Depois, aparece uma luz amarela, com o violeta que gira ao redor.

Depois, o amarelo passa para o exterior, o violeta passa para o centro.

Depois, passam por círculos concêntricos.

Mas tudo isso é a Visão Interior, é uma visão falsificada, que é oriunda da matriz, que nada tem a ver com a Visão do Coração.





A Visão do Coração não passa pelos olhos, mesmo se, hoje, a Visão Etérea estabeleça-se para os seres que despertaram o 12º Corpo e que podem ver as Forças Etéreas em ação.





Então, alguns de vocês as veem, por exemplo, de modo efêmero, pela manhã, ao acordar.

Vocês verão a trama etérea, sob forma de grade de Luz.





Mas, independentemente disso, a visão do Coração é a Visão do Coração, ou seja, aquela que lhes dá a possibilidade de não ver pelos olhos físicos, de não ver pelo terceiro olho, mas ver, realmente, pelo Coração.





A Visão do Coração é uma Visão de Vibração.





Por exemplo, todos aqueles que são seduzidos pela visão Luciferiana, o que vai acontecer?

Eles vão entender que se comunica com eles, pela telepatia.

A telepatia passa, sempre, pelo terceiro olho.

É uma Ilusão.

E, no terceiro olho, haverá representações.

Aliás, aqueles que as veem, foram muito bem representadas.





Eles vão falar de auras.

Eles vão falar de uma luz que é irradiada no exterior do objeto e da pessoa.

É profundamente diferente na Visão do Coração porque, na Visão do Coração, a Luz não está no exterior do objeto, mas ela está no objeto.

Quando eu digo o objeto, é a Consciência, é claro.

É profundamente diferente.





Portanto, num caso, há uma projeção exterior.

No outro caso, há uma vivência Interior.





Portanto, a Visão do Coração nada tem a ver com a visão dos olhos, pode ter a ver com a Visão Etérea (quando ela apareceu) e nada tem a ver com a visão do terceiro olho, e nada tem a ver com o que se chama a visão astral.





Na visão astral (que não passa necessariamente pelo terceiro olho), há o que se chamam os médiuns.

Eles vão tirar as cartas e trabalhar com o plexo solar.

Portanto, eles vão captar, em vocês, certo número de elementos e traduzi-los em luz, porque o plexo solar é acoplado ao terceiro olho e vão descrever a cor de seu automóvel, vão descrever a casa em que vocês habitam.

Isso é o astral.

Não é uma Visão do Coração, nem uma clarividência.

É a pura visão astral, que está ligada ao plexo solar.





O Coração?

É completamente outra coisa.

Jamais o Coração poderá ver a placa de um automóvel, mas ele vai perceber o que se chama a Essência [*].





[*] NDT: Aqui, salvo melhor juízo, foi feito um jogo de palavras, porque, em francês, a palavra “essence” é usada tanto para “essência” como para “gasolina”]





Questão: quando estivermos na Existência, acolheremos a Vibração Crística?



É necessário acolhê-la antes.

O Retorno do Cristo, no Fim dos Tempos, foi escrito perfeitamente por São João.





Agora, como nós o dissemos, não busquem um Cristo num corpo, porque, aí, vocês cometeriam erro e é, também, a Ilusão.





O problema com o Supramental, e Cristo disse: «Haverá muitos que virão em meu nome, que são os falsos profetas».

O que é um falso profeta?

São aqueles que se identificaram ao Cristo, mas na Luz Luciferiana.

Eles não imitam o Cristo no Coração, eles estão persuadidos de ser o Cristo histórico e levam-nos nos caminhos atravessados.





O Cristo, ele vem ao Julgamento Final, no Fim dos Tempos, após a tribulação e, aliás, é o único modo de juntar-se à Existência.





Questão: quando se diz que o Cristo volta como ele partiu, o que isso significa?



Sobre a nuvem.

O que é a nuvem?

É o modo que tinham os Antigos de descrever as Embarcações de Luz.

Ele partiu levando um corpo de carne, numa nuvem.

Isso foi chamado, aliás, a Ascensão, não é?

E, para Maria, foi chamada a Assunção, em 15 de agosto.

Ela também partiu na nuvem, com os Anjos.





E vocês sabem, agora, que são os Anjos do Senhor (ndr: os Vegalianos).

Portanto, ele voltará como partiu.

Portanto, se vocês cruzam com alguém que diz, num corpo, que é o Cristo, virem-se e saiam.





Há muitos que, como se diz, vão queimar os fusíveis, que vão delirar, mas muito gravemente, ao nível espiritual.

Haverá, cada vez mais, ou pessoas que serão arrastadas pelos impulsos inferiores (a violência, a sexualidade, os atos de barbárie) e há aqueles que estarão na Ilusão Luciferiana, portanto, vão tomar-se pelo Cristo, por Deus, por que não? Por um grande apóstolo etc. etc.





Portanto, eles procuram apropriar-se da Luz em uma personalidade, enquanto viver a Luz é, justamente, não mais estar em qualquer personalidade.

Vejam vocês a diferença.

Ela é grande.





Portanto, Cristo voltará como partiu: na nuvem.

Numa forma de 5ª Dimensão, mas vocês estarão, vocês também, na 5ª Dimensão, naquele momento.





Eu os lembro que Cristo viveu a Ressurreição, parece-me.

Vocês, vocês não a viveram.

E, aliás, ele dizia aos Apóstolos: «Não me toquem, eu não retornei ainda ao meu Pai».

Ele estava numa outra Dimensão.

Poder-se-ia chamá-la, se preferem, 3ª Dimensão Unificada.

Isso se pode viver apenas no Interior de si, o Cristo.





Pelo momento, isso pode ser apenas Vibratório, mas é o mais importante.

KI-RIS-TI, isso quer dizer Filho Ardente do Sol.

É reencontrar a Coroa Radiante do Coração e a Existência.





Questão: poderia explicar o que é o Cubo Metatrônico?



O que posso dizer, simplesmente, é que o que foi definido como o Quadrado, presente entre os dois braços horizontais da Cruz Anterior Crística e da Cruz Posterior Crística (ou seja, CLAREZA-PRECISÃO e UNIDADE-PROFUNDIDADE) está diretamente religado a uma das faces do Cubo, ou seja, um quadrado.

Mas, para que o quadrado torne-se cubo, é necessário que o desenvolvimento geométrico, no espaço dos eixos das Cruzes Fixa e Mutáveis, transforme-se, o ponto ER estando ao centro.





Há conexões, por intermédio das seis pirâmides que constituem o Cubo, ligadas entre o ponto ER e cada um da projeção interior do ponto ER, para dois pontos, dando uma aresta.





O Cubo Metatrônico é uma representação Vibratória.

Ele é representado, também, esse Cubo Metatrônico, pelas doze Estrelas presentes ao redor da cabeça, mas essas doze Estrelas estão religadas duas a duas.

Isso vocês sabem.

Elas estão religadas e passam por um ponto ER central, no plano.

Se vocês colocam sua estendida, isso faz um plano.





Mas, o desenvolvimento interdimensional e multidimensional do Cubo se faz num cubo, ou seja, que o que estava nos eixos e nas Cruzes tornam-se as arestas e os ângulos do Cubo.

É isso que recria, de algum modo, a multidimensionalidade.





Questão: quando se deve ativar esse Cubo?



Ele está ativado.

Ele ativou-se pela intervenção que foi realizada no último ensinamento de Um Amigo.

Ele lhes disse, aliás, era o último consistente para ativar as Cruzes Mutáveis.

Ele retificou o eixo e Metatron veio impactar-se em suas estruturas.





Aliás, vocês são muito, muito numerosos, certamente, a sentir que a qualidade Vibratória de seus alinhamentos está diferente, agora.

Os sons modificaram-se também, para aqueles que o vivem, é claro.





Questão: que fazer, no caso de escolha, quando não se sente sempre a resposta do Coração?



E bem, propor uma terceira solução.

Frequentemente, vocês alternam.

Vocês têm a escolha entre duas coisas e, nesse caso, vocês põem uma questão.

Vocês têm uma escolha, vocês dizem: «é isso ou isso».

Num caso, como no outro, não há, verdadeiramente, Vibração do Coração.





Proponham outra escolha.

Não se limitem assim.





Agora, perceber a resposta do Coração é ser capaz, já, de perceber a Vibração do Coração.

Se não há Vibração do Coração, não pode haver resposta do Coração, de acordo?





A Vibração do Coração é perceptível, para a maior parte de vocês, não continuamente, mas de modo descontínuo, de acordo?

Portanto, se você põe a questão em um momento em que não há Vibração alguma no Coração, você não terá jamais a resposta.

É tão simples assim.





Questão: como liberar-se de emoções que voltam e que estão ligadas à pequena infância?



Basta olhá-las.

Não se deve dar corpo, nem peso, nem atenção.

Em contrapartida, vê-las, é tudo.





Há muitas coisas que se eliminam nesse momento.

Nada mais há a fazer.

Se vocês as veem, é que elas se eliminam.





Eu os lembro que, durante a Passagem do Arcanjo Uriel, no fim do ano, no mês de dezembro, as eliminações se faziam ao nível físico e, as cristalizações, ao nível psicológico.





Agora, a quantidade de Luz, desde a Passagem, é diferente.

Portanto, as coisas eliminam-se, simplesmente, voltando a subir à Consciência, então, acompanhadas de emoções diversas.

Mas é uma eliminação.





Portanto, como eliminação, não é preciso identificar-se, não é preciso jogar o jogo Sombra / Luz.

É preciso aceitar que isso se elimina, assim.





Questão: o Sol desempenha um papel no processo de eliminação das emoções?



Sim, na medida em que o Sol foi liberado e que sua irradiação, agora, vocês podem captá-la diretamente no Coração.





Vocês sabem que o ser humano tem um centro, um chacra eletromagnético, o mais potente, que é aquele, é claro, do plexo solar.

Está passando ao Coração.

Portanto, quanto mais vocês captam as Vibrações solares, mais a Coroa Radiante do Coração está ativa, menos o plexo solar pode manifestar-se.

É, aliás, o Coração que ilumina o ego.





Não temos mais perguntas. Agradecemos.





Então, caros amigos, eu os agradeço por terem me feito falar assim.





Eu lhes transmito todas as minhas Bênçãos.





Quanto a mim, eu lhes transmito todas as minhas Bênçãos, todo o meu Amor.





Até breve.

__________________

 
Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário