atendimentos

BEM-VINDOS!

Orientações, consultas, partilhas e atendimentos: via skype ou presencial.

Para marcar um horário, escrevam para o email fernanda.manzoli@gmail.com

" Todos os tipos de relacionamentos proporcionam transformação, tomada de consciência e crescimento pessoal e espiritual "

Espero você para este sagrado encontro!!

Somos todos UM!

domingo, 12 de agosto de 2012

METATRON - INTEGRANDO A PRESENÇA NO DIA A DIA

 

INTEGRANDO A PRESENÇA NO DIA A DIA
Mensagem do Mestre A. Metatron
Canalizado por Elsa Farrus
em 09 de agosto de 2012

Todo ser possui lótus interiores, que em seu equilíbrio se iluminam perante uma decisão ou experiência.
As flores interiores dos chakras, ou lótus, quando respiramos ou decidimos algo ou bem vivemos uma experiência se iluminam e vibram: todas e cada uma de suas pétalas, como as teclas de um piano, emitindo um tom e aroma pessoal, que estruturam a geometria que impulsiona, por sua vez, a chave tonal que impregna o campo eletromagnético que, ao receber a decisão, ativa as sete leis universais pela ressonância.

Cada ser tem uma geometria própria que se move, que se transforma e vibra formando milhares de combinações harmônicas. Somente quando um ser teme ou não aceita uma mudança é que a geometria se desestrutura e reforma o código genético, desestruturando o corpo físico.


Somos como milhares de cristais que giram em um caleidoscópio e formam desenhos perante cada fato de nossa vida, formam realidades de cores e infinitas combinações.

Ao ativar o PONTO MÉDIO restauramos através da energia solar essa estrutura ao ponto original de maneira gradual ao integrar a consciência solar à luz do sol central.

Quando um ser está em ressonância com seu Logos Solar, ele está em ressonância direta com sua essência e em sincronia com sua encarnação atual.

É o momento de ser e estar.
De decidirmos integrar tudo e estará dissolvido... voltando à essência.

É hora de estar dentro, não de escutar o exterior.

Cada ser com sua renovação celular voltará à sua Mônada, à sua realidade tonal. Então, que não olhem como os outros evoluem... porque a chave tonal de cada Ser, de cada alma, é única e intransferível e isto os distancia de seu processo e de seu tempo.

Queridos irmãos, é uma oportunidade única para abrir o seu livro da vida.
O seu autêntico, o de sua realidade e vivam em Gaia em plena harmonia.

O planeta não se acaba, ao contrário, cresce.
Ele se expande, se multiplica para elevar a energia junto com vocês.

A porta dupla, que alguns intuem ou sentem entre as polaridades, é a essência deste processo. Sim, há mais astral do que nunca, visível, milhões deles. Já estavam aí, só que agora se renovam para partir. Por isso se faz tão evidente a polarização perante seus olhos.

Sua reação determinará se vão com eles ou permanecem em harmonia. O astral inferior, antes de ir, vai tentar provocar raiva, então verifiquem bem como pode ser que ele conseguiu ressoar em vocês para que na próxima vez não ressoe.


Vibração, vibração, vibração essa é a chave real neste momento, a realidade de serem humanos.
É a chave real humana.
E a porta firme da multidimensionalidade.

Metatron os ama.

Como meditar com o Ponto Médio:


Quando falamos de ponto médio, nos referimos à ponte de luz que se estabelece entre a glândula pineal e a glândula pituitária. Quando a respiração nos deixa em um estado de serenidade e de silêncio essa conexão se estabelece e que nos dará infinitas possibilidades.

O ponto médio nos permite sentir o silêncio.

Escuto o silêncio interno quando não penso e ao não pensar, permito manifestar fora, porque a energia flui livremente e se materializa.

Este exercício nos permite dar forma real e tangível à Presença, ou seja, a presença da alma ou o Eu Crístico, etc., que já reside em nós e está muito ativa, mas que se vê coberta pelo acúmulo de acontecimentos a que somos crescentemente submetidos.

A PRESENÇA DE VIDA = A FONTE


É fruto da nova fusão, o físico mais o indeterminado, dando assim forma à Mônada.

É como quando o poeta cria palavras para definir uma forma abstrata. É isto que ocorrerá dentro de nós: é quando a alma abstrata dá a melhor forma ao físico, mas como habitualmente não há silêncio nem no consciente e nem no inconsciente, dão-se formas que se chocam entre si.

Até agora as relações, todas as relações provinham da informação dos cinco sentidos. Mas à medida que entra energia em nosso interior e que as tormentas solares ou as práticas energéticas despertam o timo, produz-se a transição, abrindo-se a nova fonte de energia que nos comunica esses sentidos em uma oitava mais alta, ou seja, tudo quanto percebemos se une no timo e se eleva direto a um ponto interno entre a glândula pineal e a pituitária, para ser exatamente a ponte de união de luz entre ambas, então é quando se dá a verdadeira comunicação da alma com o exterior, é quando se abre "o ponto médio".


É o ponto de onde nasce a conexão com o fio prateado da alma, o lótus de mil pétalas do Himalaia. O portal cósmico do coração através da alma.

A pineal é que cria a nossa consciência de DNA e a respiração é que desenvolve o ponto médio.

Se o chamado Fogo cósmico se abre, se abre o Agna: é a união entre o segundo e o sexto chakra.

Entraremos na abertura na energia de ponto zero e por vibração se transcende todo o resto, o que antigamente chamávamos HATHA ioga, a ioga da mente.

O cérebro leva o conhecimento da mente, o conhecimento das experiências, com a iluminação do ponto médio, se une a ele o conhecimento da mente. É aí que nasce o sexto sentido. Entendendo por sexto sentido, o captar com os cinco sentidos, a verdadeira linguagem da alma, as emoções, não a clarividência, etc.. E sim ver com claridade as situações, as emoções que as envolvem e como se estabelecem os comportamentos de quem participa delas sem julgar... etc..

Tudo isso nos permite captar o mundo perene e dar forma a ele, o famoso mundo da luz, do amor e da compreensão.


MÉTODO PARA ABRIR O PONTO MÉDIO:

A lei de ação da energia segue o padrão do pensamento.
Se adicionamos a alma ou a consciência.
É quando se gera a luz ou o poder pessoal.

Respiramos fundo várias vezes, respiramos e sentimos como a energia entra através da respiração e centra todo nosso corpo físico no presente. Respiramos e compartilhamos essa experiência com nossos pulmões e, ao fazermos lento, nós a compartilhamos também com nossas células.

Visualizamos como se do centro de nosso tórax, no plexo solar, nasceu um tubo de luz que desce de nossas pernas ao núcleo de Gaia, sentimos como desce e se une a ele. Em vertical para baixo e como através da energia do núcleo de Gaia, sobe diretamente ao plexo solar em forma de luz branca, respiramos fundo várias vezes... entre três e nove vezes e sentimos como se o plexo solar se amplia e desperta todo nosso chakra do coração, o unifica iluminando desde o plexo até o pescoço, enquanto se ilumina o timo (para isto é melhor nove vezes, para que o processo seja profundo).

Respiramos de novo e, pouco a pouco, sentimos como a energia se concentra em uma pequena esfera de luz dentro da esfera, que sobe diretamente através do prana até o chakra do terceiro olho, Agna.

Respiramos de novo nove vezes e sentimos como se estabelece a comunicação coração/alma.
E vai se fortificando a luz no prana, abrindo assim o ponto médio dentro do chakra Agna.

Enquanto respira, sinta como infinitos de luz se formam em torno de você, desde o centro do ponto médio, e como começamos a abrir um ponto de luz que vai se conectando diretamente com o sol de Alcione, como se um raio de luz viesse desde o sol de Alcione e entrasse pelo sexto chakra, enchendo-o de luz, baixando pelo seu prana e abrindo pequenos pontos de luz em cada um de seus chakras, abrindo o sol interno de cada um deles; e assim todos mandam luz de novo ao ponto médio, que está recebendo, por sua vez, a energia dos sete sóis internos, ou seja, os sete sóis de nossos chakras que vão se abrindo e emitindo a luz interna de nosso ser.


Ao respirar o fogo do sol central de Alcione, nos enche da luz original como sementes estelares, nos devolve a mônada, o fogo espiritual inerente.

Respiramos fundo e visualizamos como se em cada um dos sóis internos de nossos chakras se abrissem milhares de reflexos, são os fractais de luz de nossa consciência cristalina e sentimos como se expandem em nosso campo áurico para reconstruí-lo de maneira original e gradual.

Restaurando a presença em mim.

É então quando permitimos esse silêncio e decretamos que toda essa energia resplandeça e irradie toda a realidade em sua melhor manifestação para a minha aprendizagem presente.

PONTO MÉDIO EU SOU O OBSERVADOR...

O plexo solar, o contato com a mãe, minha mãe é Gaia, minha alma...

E permanecemos aí respirando o tempo que desejarmos, entre cinco minutos até ao desejado... quantas vezes por semana quanto quisermos.

Quando desejar retornar, visualize que toda essa luz haverá se expandido, formado umas lindas raízes de luz em suas pernas que se unem ao núcleo de Gaia.

Respire fundo três vezes e sinta como seu corpo integra tudo no mais denso, o chamado corpo físico.

Respire e comece a se mover fisicamente, sem pressa, levando o seu tempo de cinco minutos ou mais de alongamentos, antes de abrir os olhos e começar a atividade diária.



Podem compartilhar sempre de maneira gratuita com quem desejar, Elsa.
Fonte: http://ascensionalquimicageometrica.blogspot.com.es
Tradução: SINTESE para os Blogs SINTESE e DE CORAÇÃO A CORAÇÃO
http://blogsintese.blogspot.com/
http://stelalecocq.blogspot.com/
Por favor, Respeite todos os Créditos

Nenhum comentário:

Postar um comentário