atendimentos

BEM-VINDOS!

Orientações, consultas, partilhas e atendimentos: via skype ou presencial.

Para marcar um horário, escrevam para o email fernanda.manzoli@gmail.com

" Todos os tipos de relacionamentos proporcionam transformação, tomada de consciência e crescimento pessoal e espiritual "

Espero você para este sagrado encontro!!

Somos todos UM!

sábado, 30 de abril de 2011

ANNA



 
Eu sou Uma Estrela: Anna.

De Espírito a Espírito, de Coração a Coração, de Verdade a Verdade, que a Luz da Graça nos acompanhe e nos abençoe.





Como Semente de Estrela e Estrela OD, eu sou o OM e o Ômega, eu sou o OD de Yésodh, eu sou o fundamento e a fundação, eu sou a Via Láctea, eu sou a Inteligência, porque é o que vocês são.





Eu venho falar e Vibrar, em seu espaço, falar e Vibrar da matriz e da Terra, da Terra Interior e da Terra exterior, da matriz de Verdade e da matriz Falsificada.





A matriz é o lugar da manifestação.

Uma Dimensão é uma matriz onde se estende o conjunto e o infinito de potenciais, vibrando a uma frequência e a uma gama de frequências.





As Dimensões interpenetram-se.

As Dimensões são livres, de uma frequência a mais elevada à frequência a mais frágil.

A matriz dá corpo e dá liberdade.

A matriz é calor, calor de vida, vida não limitada, não confinada.

Vida onde se exprimem as qualidades da Fonte, a qualidade da Fonte.





Entre o Alfa e o Ômega, de um ao outro, do início ao fim, a mesma ressonância e a mesma liberdade.





Sobre a Terra nós fomos todos livres, depois fechados.

O que é o confinamento?

É a não possibilidade, a não liberdade, não mais ser.

A não liberdade de viver, de maneira simultânea, as outras Dimensões.





A matriz falsificada é uma ruptura da matriz de Verdade.

A manifestação, a vida, na matriz falsificada, é um confinamento.

Confinamento que impede a Consciência de viver seu ilimitado.





A Terra exterior que nos leva era, em suas origens, uma matriz de Verdade onde, portanto, existia uma Liberdade total de movimento, de Vibração, de frequência e, portanto, de Consciência.





A forma ligada à estrutura carbonada não é, em si, uma matriz falsificada.

A Terra é uma matriz de Verdade na qual foi colocado um confinamento.

Essa matriz foi, portanto, falsificada devido a mecanismos chamados exteriorização.





A Terra exterior, sobre a qual o humano, como outras Consciências, podia colocar sua alma, encontrou-se prisioneira de sua própria criação.

Isso foi chamado a queda.

Essa queda é uma queda desejada do exterior, nada tendo a ver com o Interior.





A limitação jamais foi decretada pelo ilimitado, mas por uma forma de ilimitado que desejou experimentar o limitado do confinamento.

Pouco a pouco essa matriz, falsificando-se progressivamente e à medida dos milênios, criou novas regras e novas leis, ligadas a esse confinamento, quebrando sempre mais e impedindo sempre mais a capacidade de conexão e de reconexão às esferas do ilimitado.





Assim, a Terra exterior tornou-se a única possibilidade do Espírito fechado nessa matriz.

A Terra Interior não podia mais existir, a não ser como um sonho distante, uma lembrança distante, que se estiolou progressivamente e à medida das épocas e dos tempos, até permanecer simplesmente como um impulso, muito distante, para reencontrar a Luz.





O homem, a mulher, guardou a lembrança de seu nascimento de maneira confusa e de maneira não clara, o confinamento tendo quase sido razão dessa ressonância de liberdade e do ilimitado.





Hoje, o confinamento toma fim.

Do limitado, a Consciência vai voltar a passar ao ilimitado.

Aquele e aquela que viveu o confinamento não pode imaginar o que é o não confinamento, porque mesmo a imaginação é tributária do confinamento.





Tudo o que é visualizado pelo 3º olho, tudo o que é imaginado pelo cérebro participa, de maneira inexorável, à lei de confinamento ou Ação/Reação.





Isso termina, sob seus olhos e sob sua Consciência, permitindo-lhes reencontrar a Multidimensionalidade ou os múltiplos estados do Ser que prevalece para toda Consciência pertencente à liberdade.





O homem, a mulher, fechados desde tanto tempo, guarda apenas a nostalgia dessa Liberdade, liberdade que, no entanto, não faz parte de sua vivência, que, no entanto, não faz parte de sua experiência [*].





O confinamento na matriz falsificada privilegiou, de maneira exclusiva, a Terra exterior.

A Terra Interior não sendo jamais acessível, exceto sob forma imaginada, quando de sonhos ou quando de alguns estados, limitados, de acesso ao que é chamado o Mundo Astral.

O Mundo Astral é uma matriz na matriz, uma matriz fechada na matriz fechada.





O homem e a mulher que vestiram essa casaca limitada chamada o Corpo, guardaram nele, entretanto, para além da lembrança, a possibilidade, nesse próprio corpo, de reencontrar seu ilimitado e sua liberdade e, portanto, voltar a percorrer a Terra Interior.





O mecanismo do confinamento na matriz falsificada é oriundo da projeção de um eixo falsificado, como vocês sabem, que desviou o eixo AL-OD por um eixo profundamente diferente, chamado Visão e Bem, traduz, hoje, nos termos de confinamento, a Vontade de Bem (ndr: esquemas na rubrica «protocolos / Yoga Integrativo» de nosso site).





O ser humano não pode conceber outra realidade, porque essa concepção requereria fazer a experiência para poder ser manifestada e exprimida.





Assim, o aparecimento de novas regras e de novas leis, já muito antigas, contribuiu, de maneira forte, a restringir sempre mais o acesso a essa lembrança, o acesso a essa memória, o acesso a esse ilimitado.





Assim, o humano reencontrou-se vivendo em meio a regras falsificadas, numa Terra exterior onde houve uma separação.

Separação entre Ele (território Interior não conhecido) e o resto (território exterior caindo sob o sentido da visão e sob o sentido da percepção), esquecendo a percepção Interior, vinda da matriz original ligada à Interdimensionalidade e à Multidimensionalidade preexistente e manifestada pela Vibração chamada Fogo do Coração.





O Fogo tornou-se, de algum modo, o inimigo, porque o fogo consome a forma, porque o fogo faz desaparecer o limitado.

Ora, o ser humano (e sua consciência) está fechado num corpo.





Existem mundos carbonados não falsificados, portanto, oriundos de uma matriz de Verdade.





A Consciência presente no Interior dessa matriz carbonada de Verdade tem a capacidade de manifestar-se, de maneira simultânea, no tempo e no espaço, nesse corpo carbonado como em qualquer outro corpo pertencente às matrizes de Verdade nos mundos Multidimensionais ou outras formas de manifestação, não ligadas ao tempo e não ligadas ao espaço.





Hoje, a hora chegou de reencontrar essa ilimitação.





A consciência limitada, chamada consciência do ego ou da personalidade, fez vislumbrar que ela estava separada (e ela esteve, realmente) de todas as outras Consciências, não podendo, portanto, viver a realidade de Tudo é Um.





Hoje, Tudo é Um desvenda-se, revela-se, permitindo a alguns homens e a algumas mulheres deixarem em toda lucidez a matriz falsificada, a fim de juntar-se às matrizes de Verdade.

Isso foi chamado Corpo de Personalidade e Corpo de Existência.





Corpo de Existência que veio ao seu reencontro, produzindo a síntese de um corpo ilimitado, baseado na estrutura carbonada, tendo sido fechado que, a prazo (cujo termo chegou), permite-lhes reencontrar seu estado ilimitado, multidimensional e interdimensional.

A única diferença está ligada a essa noção de confinamento.





A matriz carbonada é uma matriz perfeita, assim como as matrizes cristalinas ligadas à 11ª Dimensão, assim como as matrizes geométricas existentes na 24ª Dimensão.





De um extremo ao outro das Dimensões, as matrizes são perfeitas, como espaço e tempo homogêneos, tendo por regra uma e única regra da Liberdade, da autonomia e da capacidade para viver a re-aliança direta ao conjunto de seus corpos e ao conjunto de suas Dimensões, desde o átomo (assim chamado nesse mundo carbonado) até a Fonte.





A personalização, ligada ao confinamento, é uma identificação a uma ilusão.

Essa identificação à ilusão criou regras e leis que lhe são próprias, tendo sido aplicadas mesmo nesse confinamento e que excluiu dos cálculos da ciência tudo o que é ligado ao que é chamado pelo humano o não conhecido, o escuro ou a não existência.





Tudo está invertido numa matriz falsificada: o que é chamado Sombra é Luz.

O que é chamado Luz é Sombra.





A partir do momento em que o olho se coloca sobre esta Terra exterior ele se afasta cada vez mais de sua Terra Interior.





Essa Terra exterior é concebida como perigosa, é o que é observado no Cosmos, em relação ao que vocês chamam a ausência de Luz: os buracos negros ou, por exemplo, o vazio, que é, de fato, apenas o vazio em seu Espírito, enquanto que são vocês que estão vazios, porque vocês estão projetados para o exterior de algo de real.





Há, portanto, uma inversão, inversão total situando-se tanto ao nível do espaço como do tempo, como mesmo no princípio de manifestação da consciência.





O princípio de projeção sobre um eixo falsificado, tendo sido realizado por certo número de Consciências chamadas os Administradores permitiu, de algum modo, criar próprias leis aplicáveis exclusivamente no confinamento.

Essas leis, vocês as conhecem, estão ligadas à velocidade máxima da luz, tal como ela é observada neste Universo.





Esse confinamento tem apenas um único objetivo, é de manter-se ele mesmo através de certo número de regras confinantes, chamadas a limitação, chamadas, em outros termos, a gravidade, o eletromagnetismo, privando-os da Graça, ou seja, do acesso aos mundos supra Luminosos.





Os Mundos Unificados são, sem exceção, Supra Luminosos, mesmo os Mundos Carbonados.





Existem matrizes de Verdade, carbonadas, totalmente livres e totalmente autônomas.

Há um exemplo delas, atualmente, em seu espaço/tempo, pela intervenção de matrizes carbonadas de estruturas Vegalianas, penetrando e perfurando sua ilusão.

Isso se tornou possível pela Fusão dos Éteres, mecanismo de penetração da Luz Azul, restabelecendo a continuidade entre a matriz carbonada falsificada e as matrizes de Verdade.





O que foi visível em seus Céus, chamada Espiral Azul, chamada Luz Azul, é apenas a concretização e a reorganização dessa solução de continuidade Dimensional.





O Ser humano é chamado a passar da Terra exterior para a Terra Interior.

É exatamente o que realizam, hoje, os seres que vivem o que é chamada a Coroa Radiante do Fogo do Coração, a Coroa Radiante do Fogo da Cabeça ou o Triângulo do Fogo ao nível do Sacrum, permitindo restabelecer (através do que foi chamada a Fusão dos Éteres) a Multidimensionalidade, ou seja, uma matriz de Verdade.





Esse corpo é, portanto, chamado (como sistema de projeção induzido por um eixo falsificado chamado Atração e Visão) a desaparecer, inteiramente, a fim de por fim à matriz dita falsificada, permitindo então desvendar, viver e manifestar a matriz de Verdade.





A matriz de Verdade, por definição, não pode coexistir com uma matriz falsificada.

Somente os constituintes podem permanecer os mesmos.





Os Anjos do Senhor, chamados a intervir de modo cada vez mais extensivo em seu mundo, pertencem a uma matriz carbonada de Verdade.

Eles vêm, portanto, por uma analogia Vibratória ligada ao carbono, introduzir-se em sua realidade tridimensional alterada e perturbada, permitindo-lhes passar da Terra exterior para a Terra Interior.





Essa passagem da Terra exterior para a Terra Interior não é simplesmente um mecanismo de visão, mas concerne à realidade da vida nas atmosferas planetárias dos mundos Unificados.





Vocês vivem no exterior do Interior, vocês vivem na superfície da Terra, mas vocês não vivem no Interior da Terra.





Os mundos multidimensionais não estão no exterior, eles estão no Interior, o que quer dizer que vocês passarão da Terra exterior para a Terra Interior, seja deste planeta, em sua nova Dimensão, ou em seu mundo de origem estelar.

Ser-lhes-á feito, muito exatamente, segundo sua Vibração.





Passar da Terra exterior para a Terra Interior é a alquimia que vocês vivem nesse momento mesmo, e encontrando sua realização na aurora do último dia.

Fusão dos Éteres, revelação da Luz Azul, instalação da Luz Branca e retorno na matriz de Verdade.





Paralelamente a isso, a matriz carbonada da Terra, devido a um mecanismo de evolução, qualificado de lógico, passará de um sistema carbonado para um sistema silicado, sem entrar nos detalhes chamados química ou alquimia.





A passagem do carbono ao silício traduzir-se-á por qualidades Vibratórias, por qualidades de transparência e por qualidades de retorno ao ilimitado, permitindo-lhes, ao mesmo tempo, ser uma Consciência nesse novo corpo, como uma Consciência na Fonte, ou ainda uma Consciência em todas as matrizes de Verdade e ali passar, de maneira totalmente consciente e livre.

Para isso é preciso que o caminho AL-OD, a fundação, o OM, esteja estabelecido.





A fundação não é mais a estrutura carbonada, mas a fundação será a estrutura silicada encontrando-se e ilustrada pelo que é chamado o 8º Corpo, ponto OD, que é a passagem da antiga Terra para a nova Terra ou, se preferem, da Terra exterior à Terra Interior, chamada também nascimento do embrião Crístico.





O eixo AL-OD permite fechar o círculo.

Fechando o círculo, ele abre seu confinamento, permitindo-lhes reencontrar a linearidade e a não curvatura do espaço/tempo, tal como existiu na falsificação.

É o que descobre atualmente a consciência do ser humano começando a viver sua própria transparência e seu próprio retorno à sua eternidade.

Isso foi chamado, em termos metafóricos, passagem da lagarta à borboleta.

Eu chamaria a isso metamorfose, metamorfose alquímica, fazendo-os passar de uma forma para outra forma, de um confinamento para a liberdade e para a autonomia a mais total.





Esse processo realiza-se em vocês nesta Terra exterior, como na Terra Interior, mesmo se vocês não a conheçam ainda, realizando assim o que a Fonte chamou o Juramento e a Promessa, realizando o que os Anciões, bem antes desse confinamento, haviam prometido realizar quando do retorno da Luz e quando do retorno da Liberdade.





Reencontrar a liberdade necessita crer, não como crença, mas como suposição: «E se esse corpo que eu estou não fosse verdadeiro? E se o que eu exprimo não fosse verdadeiro, então, o que resta? O nada ou outra coisa?».

Essa suposição que é, de fato, uma interrogação, vai conduzi-los a viver o mecanismo chamado Abandono à Luz, porque não se trata de uma substituição de uma crença por outra crença, mas, bem mais, a passagem de uma crença para uma suposição que vai levá-los para sua liberdade.





É preciso já aceitar deixar morrer o limitado para reencontrar o ilimitado.

A única porta e a única chave é seu próprio Coração.

Nós estamos aí para acompanhá-los, Umas e Outras, Uns e Outros, quaisquer que sejam os meios que empregamos.

Sejam Embarcações de Luz, seja a própria Luz Azul, seja a própria Luz Branca, seja nossa Presença (nesse Canal ou em outros lugares), sempre um único e mesmo objetivo: restituí-los à sua Liberdade Dimensional.





Vocês não podem pretender a Luz e a liberdade Dimensional mantendo essa forma na qual vocês estão fechados.

Isso passa, obviamente, por uma mudança de status Vibratório, uma mudança de status de identidade, uma mudança de status de todas as regras ambientais de sua Terra exterior, pela desertificação dessa Terra exterior, passar, em Verdade, para sua Terra Interior.





Esse mecanismo deve ser tomado ao pé da letra, não é uma visão simbólica, mas é a visão real dos mecanismos que se desenrolam atualmente sobre esta Terra, traduzindo-se pelo fim do giro do confinamento abrindo a Terra, explicando que esta Terra vai passar de um raio de algumas seis mil e algumas milhas para mais de dez mil milhas.

Explicando que o próprio confinamento do Sol, dando essa visão de um Sol alaranjado, transforma-se hoje na visão de um Sol branco, tornando-se, ao final, após a transmutação transitória, no que foi chamado um super-gigante vermelho em um sol azul, traduzindo a filiação desse sol com seu sol original que é Sírius, em ressonância direta com a Luz Azul.

Tudo isso se vive em vocês antes de se viver no exterior.





Lembrem-se de que vocês estão numa projeção limitada, limitante e confinante.

Assim, o que é dado a ver aos seus olhos, durante esse período ligado aos mecanismos de emergência da Luz Azul, como a emergência dos Anjos do Senhor, corresponde, inteiramente, à sua revolução Interior de abertura, permitindo-lhes reencontrar o ilimitado, a fim de sair do limitado.

Isso passa, de maneira absoluta, pelo desaparecimento total desta Terra exterior, uma vez que a Terra é chamada (e ela responde ao apelo) para passar de uma dimensão à outra e deixar a dimensão de confinamento para reencontrar sua nova forma, ela também.

E aí que isso se chama metamorfose.





Se tomamos o exemplo da libélula que passa do estado de larva ao estado de libélula abandonando uma carcaça que morreu e que não suporta mais a vida (porque fixada num espaço/tempo de Dimensão ainda mais inferior à 3ª dimensão dissociada), é exatamente esse processo de metamorfose ligado à aurora do dia novo que vocês estão vivendo, traduzindo-se, para vocês, pela ignição de suas Estrelas, pela redenção das Cruzes Mutáveis e pela ativação da Merkabah Interdimensional, coletiva e pessoal, permitindo-lhes Vibrar em uníssono da Luz Una, até identificarem-se à Luz que é, ela mesma, Liberdade Absoluta e Inteligência Absoluta, tal como se estende sob seus Céus, apesar da falsificação, chamada a Via Láctea, chamada a Inteligência Criadora, em seu sentido o mais nobre.





A Inteligência Criadora os faz passar de uma criação fechada para uma criação totalmente livre.

Isso foi exprimido de diferentes modos por diferentes povos.





Vocês são criadores, mas, entretanto, não é porque vocês pensam em criar uma cadeira, um objeto, que este se manifesta.

Ele existe num outro Plano, mas vocês não o verão jamais aparecer sobre a Terra exterior.





Isso é diferente para alguns impulsos vindos dos desejos e das projeções, aí também, conduzindo à concretização de algo como, por exemplo: «quando eu for grande, serei isso ou aquilo», criando, portanto, uma intenção voltada para o exterior e traduzindo-se pela criação e pelo reencontro com o ideal projetado nesta Terra exterior.





O processo que se realiza atualmente, esta alquimia da metamorfose, é profundamente diferente, porque visa criar um novo corpo, uma nova Dimensão, uma Dimensão de liberdade, passando, aí também, pelo desaparecimento da larva ou da lagarta.

A metamorfose é total, ela concerne aos corpos como a tudo o que é projetado sobre o olho exterior da Terra exterior.

A Terra exterior, aqui, em todo caso, é uma Terra que não tem qualquer realidade objetiva, trata-se de um confinamento que privou, devido a essa privação da Multidimensionalidade, o próprio acesso a uma matriz de Verdade.





A matriz falsificada deve, portanto, apagar-se, como elemento de projeção exterior sob a influência da visão Interior de sua Terra Interior que não é outra que seu aspecto Interdimensional e Multidimensional.





Não há, portanto, que alarmar-se, não há, portanto, que amedrontar-se, porque o que vocês observarão no exterior, durante seu mês de maio, acontecerá, obviamente, de maneira sincrônica, no interior de seus corpos.

O que quer dizer que o que se dissolve no exterior dissolver-se-á no exterior do que vocês são, ou seja, desse corpo projetado, portanto, por intermédio da visão, como realidade tangível e que é, no entanto, tão intangível nos mundos Unificados.





Aquilo a que vocês são chamados, e, portanto a viver, de maneira concomitante, simultânea e perene: a metamorfose e o choque.





Se o choque é aceito, a metamorfose produzir-se-á cada vez mais rapidamente, liberando-os então da larva ou da lagarta.





Esse processo não é estabelecido de maneira sincrônica para o conjunto da humanidade.

Ele é chamado a desenrolar-se segundo um tempo específico, durando certo tempo no confinamento da matriz falsificada, devendo desembocar numa ignição progressiva dos países, dos continentes e das almas, permitindo transmutar a consciência, ao mesmo tempo em que a Terra, nessa nova Terra chamada Terra Interior.





Esse processo depara-se com certo número de resistências, essas resistências não são tanto ligadas à resistência à Luz, mas, bem mais, à resistência vinda do confinamento, ele mesmo tendo privado esse confinamento da Luz.

Vocês não são, portanto, nem no sentido responsáveis, nem no sentido culpáveis do que quer que seja.





É por isso que não é necessário identificar-se às suas próprias resistências, mas simplesmente aceitar olhá-las face a face, não para querer fazê-las desaparecer, não para querer transmutá-las, mas simplesmente olhá-las transmutarem-se, elas mesmas na aurora desse dia novo, permitindo-lhes então, gradual e progressivamente, passar da Terra exterior para a Terra Interior.





A Terra Interior não tem de modo algum a mesma gama de frequência que a Terra exterior.

Nessa Terra Interior vocês são criadores, mas, contrariamente à Terra exterior, a criação far-se-á, o que vocês podem chamar, hoje, de maneira instantânea.





Vocês criarão, nesse mundo Interior, de maneira instantânea (e transcendendo o tempo e o espaço), sua própria realidade.

Vocês passam, portanto, de uma criação diferida, fechada e confinante, para uma criação oriunda da liberdade e da autonomia.

Essa criação instantânea estará, inteiramente, terminada antes do final deste ano.

Vocês se tornarão, portanto, efetivamente o que vocês tiverem criado, seja seu Corpo de Existência ou ainda o que vocês tiverem projetado, não mais no exterior, mas, desta vez, no Interior da eternidade.





Assim, portanto, através do que acabo de lhes dizer, tomarão um relevo especial as palavras de Cristo quanto ao julgamento na medida com a qual vocês julgam: vocês serão julgados, porque se tornarão criadores de sua própria realidade.





Tornar-se criador não é uma visão do Espírito, mas é a realidade de um ato Consciente de alguém que é livre e autônomo e isso se faz fora do espaço/tempo tal como é conhecido nesse mundo.





Vocês são todos chamados, sem exceção, durante esse mês de maio, a tornar-se criadores de sua nova realidade.

Criar sua nova realidade consiste em aceitar, antes de tudo, desfazer-se de sua antiga realidade, aprisionante e confinante.





Vocês não poderão manter uma forma e a outra.

Vocês deverão então escolher entre uma forma e a outra forma.

Não há outra possibilidade.





Vocês devem preparar-se para viver a ressurreição.

Essa ressurreição não é uma vã palavra: vocês ressuscitarão na Verdade da Luz criadora, instantânea, de sua Verdade porque, nesse mundo, vocês estão sujeitos às leis de confinamento chamadas gravidade, gravitação, bem e mal.





No entanto, nos Mundos da Unidade vocês se tornam Criadores e Co-criadores de Universos, de maneira instantânea, imediata.

Isso significa que vocês não poderão ser ao mesmo tempo um e o outro.

Isso se chama uma passagem.

Essa passagem, que eu chamei metamorfose, não é a passagem para a morte, mas é a passagem para a verdadeira vida.

É, de fato (assim como lhes foi dito), quando vocês estão fechados nesta Terra exterior, quando vocês estão fechados nos limites desse corpo, que vocês estão mortos.





Em contrapartida, a criação é perfeita.

Desde sua origem ela é sustentada e mantida pela Luz, mesmo quando esta é falsificada.

O que explica o que vocês observam desse mundo, como o disseram algumas das Estrelas, algumas de minhas Irmãs, como por exemplo Snow, que falou da natureza, porque a natureza é perfeita: mesmo em seu confinamento, ela manteve a ligação à Fonte, o que não é o caso da consciência humana, e ela é perfeita, ela obedece ao seu programa de vida, mesmo no confinamento.





Somente o ser humano não pode cumprir seu programa de vida no confinamento, por uma razão que é muito simples, é justamente a perda da Multidimensionalidade, a perda da autonomia e a perda da liberdade, resultante de seu próprio confinamento.





É preciso, portanto, literalmente, extrair-se da ilusão para penetrar na Verdade.

Isso foi traduzido por numerosos ensinamentos, vividos por numerosos adeptos da Unidade (e não adeptos de qualquer pessoa), em diversas práticas existentes nas diferentes correntes tradicionais ou mesmo religiosas deste planeta.





Vocês são chamados, individual e coletivamente, a acompanhar a Terra em sua passagem de Terra exterior para Terra Interior, de uma Terra dissociada para uma Terra Unificada, onde o carbono será substituído pelo silício e pela sílica.

Essa passagem necessita uma mudança de estado Vibratório, uma metamorfose, passagem de um estado a outro, um renascimento, uma ressurreição.





Vocês entraram (e entrarão de maneira ainda mais formal) nos tempos da ressurreição.





Nós os convidamos, Umas e Outras, Uns e Outros, o conjunto da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres, a entregarem-se à evidência.





Então, é claro, muitos humanos, muitos Irmãos e Irmãs que conhecem apenas essa realidade (e que não podem conceber qualquer evolução mesmo nos limites desse mundo) não poderão aceitar a autonomia e a liberdade.





Não lhes compete fazê-los mudar de opinião, vocês podem apenas propor, sobretudo não palavras, mas unicamente sua qualidade Vibratória, pelo acesso à sua própria Terra Interior, pelo acesso ao seu próprio Fogo do Coração.





Vocês se tornarão, assim como disse o Arcanjo Miguel, não mais unicamente Semeadores de Luz, mas Estandartes da Luz que permitem à Luz manifestar-se.

Não há outro modo de aceder à sua Unidade.

Todo o resto seria apenas, novamente, uma falsificação e uma manutenção da Terra exterior em detrimento de sua Terra Interior e, portanto, uma manutenção de sua consciência, por si mesmos, no que é chamada uma matriz carbonada, não mais fechada e confinante, mas, entretanto, limitada devido mesmo às suas adesões a certo número de crenças limitantes e confinantes.





O que vem é totalmente novo.

Muitos de vocês, que não tiveram acesso à Existência, não podem mesmo imaginar o que pode ser a criação instantânea e, no entanto, vocês a viverão e, eu repito, antes do fim deste ano de 2011.





Vocês têm apenas que, progressivamente durante esse mês de maio, penetrar cada vez mais os mistérios da Terra Interior.

Lembrem-se: a Terra Interior não é a clarividência, a Terra Interior não é qualquer imagem nem qualquer coisa que possa ser elucidada pela visão exterior.

Somente a visão do Coração permite-lhes, pela Vibração e, sobretudo, pela qualidade de seu humor, que deve traduzir-se pela Alegria e acessos mais ou menos profundos ao obscurecimento de sua consciência comum, traduzindo-se por fases de letargia e de sono, que traduzem, de fato, sua passagem da Terra exterior à sua própria Terra Interior, mesmo se vocês não têm a percepção consciente disso.





Inúmeros humanos, Irmãos e Irmãs atualmente encarnados, vivem já essas premissas que se traduzem, no curso de seus dias, por sentimentos de obscurecimento ou de não mais estarem presentes e, efetivamente, é exatamente o que se produz.





Não mais estar enraizado não quer dizer estar desconectado da vida.

Não mais estar enraizado na ilusão permite enraizar-se na Liberdade e na Autonomia.

É o único modo que vocês têm de percorrer sua Terra Interior e tornarem-se criadores de seu próprio mundo.





Tudo o que é projetado, tudo o que é visto com os olhos é uma visão falsificada nesse mundo, a tal ponto, e como lhes foi dito por um dos Comandantes da Frota e das Tropas Vegalianas que se manifestam hoje sobre seus Céus e sobre sua Terra, que eles são obrigados, para vê-los, a colocarem óculos sobre os olhos, que vocês chamam escuros, que são, de fato, óculos iluminadores para eles, permitindo vê-los na ilusão, porque vocês estão fora da manifestação e fora da vida.





Vocês existem.

Etimologicamente, existir é «ex-stare», quer dizer «ter-se fora de».

Vocês se mantêm, efetivamente, fora da Vida e fora da Verdade, mas vocês estão tão acostumados a isso que, para vocês, isso se tornou a Verdade do Ser, enquanto que é apenas a experiência, ou seja, o que se mantém fora da Verdade, que se mantém no exterior e não no Interior.





A autonomia e a liberdade podem efetivamente dar medo.

Assim, Irmão K perfeitamente exprimiu, uma vez passado o choque da humanidade, o que lhes convirá estabelecer para tornar-se criador de sua própria autonomia e de sua própria liberdade.

OD.





Eu sou a ponta do Triângulo da Terra, zona particularmente ativa porque compreende, ao mesmo tempo, ao nível das pontas laterais, o Filho Ardente do Sol, Ki-Ris-Ti e, do outro lado, justamente, o que foi fator de confinamento, ou seja, a Visão.





Ki-Ris-Ti, Filho Ardente do Sol em vocês convida-os a superar a Visão para penetrar nas novas fundações, novos fundamentos.





O novo OM, estabelecido no 8º Corpo, chamado também a Porta Estreita, no momento em que vocês nascem, no momento em que vocês ressuscitam, passando do ego ao Coração, realizando o alfa e agora o Ômega.

É para isso que vocês são chamados, é para isso que vocês devem ressoar, se o Coração lhes diz isso.

Se o Coração não lhes diz isso, então, continuem em sua estrada, na experiência.

É o melhor modo de estar em acordo consigo mesmo.

O acordo consigo mesmo precede a transparência.

O acordo consigo mesmo precede a Verdade.

O acordo consigo mesmo precede o acordo com o Si.





Viver o Si apenas pode ser feito quando há acordo entre as diferentes parcelas da personalidade, mesmo na ilusão.





Passar da experiência ao Ser é passar da crença à Verdade, é não mais aderir a outra coisa que a Verdade, é não mais supor, é não mais imaginar, é passar do imaginário ao imaginável ou passar, se preferem, do imaginário da imagem à Verdade do que é Interior.

Passar do exterior ao Interior.

Passar do limitado ao ilimitado.





Alguns de vocês que realizaram os Casamentos Celestes viveram fenômenos de despertares Vibratórios.

Alguns levaram isso ao seu termo: saíram da experiência para penetrar o Ser.

Alguns mantêm ainda a experiência, por medo, por negligência, por incompreensão.





O indicador da passagem ao Ser tornar-se-á, durante esse mês de maio, unicamente a capacidade para Vibrar ao Som do Coração e ao Canto do Coração, traduzindo-se pelo Som Si, o som do Céu e o Som da Terra, misturando-se, para criar uma alquimia musical em seus ouvidos e criando também, se já não o foi, a Coroa Radiante do Coração.

Porque o Coração é a porta de saída da experiência para penetrar no Ser.





Então, ao redor de vocês, seus próximos, obviamente, aqueles que não estão no mesmo quadro de referência e de vivência que vocês, não poderão aderir, de maneira alguma, ao que vocês vivem.

Eles tentarão, por todos os meios, sem exceção, puxá-los para a visão deles, porque vocês representam o pior, ou seja, a Liberdade.





Contrariamente ao que reclama a existência do ser humano, ou seja, a Liberdade.

Essa Liberdade é algo que dá medo, porque a liberdade é infinita, porque a liberdade é perder o que é finito.

É perder a Terra exterior para penetrar a Terra Interior, é perder todos os marcadores estabelecidos e construídos na ilusão desse mundo.

É reencontrar-se sem marcadores.

É viver e experimentar essa ausência de marcadores.

É passar do finito ao infinito.

É passar da estupefação ao despertar, é tudo para o que vocês são engajados durante o mês que se abre a vocês.





Há, através do que vocês viverão, no Interior de vocês como no exterior de vocês, os mesmos mecanismos que vão estar no trabalho.





Olhem: onde se colocam seus olhos, seja nos conflitos entre humanos, em alguns lugares do planeta, se seus olhos voltam-se para os ciclones, se seus olhos voltam-se para terras que desaparecem ou para terras que emergem, é exatamente o mesmo processo que eu chamaria de Terra em formação que se produz no Interior do que vocês são, ao nível de sua Terra Interior.





Vocês estão criando sua nova Terra.

A Terra está criando sua nova Dimensão, que já nasceu nas outras Dimensões.

Resta simplesmente por fim ao limitado, por fim à Terra exterior.

É exatamente isso que está se produzindo.





Então, é claro, conforme o olhar que vocês adotarem, eu repito, isso poderá ser chamado catástrofe, apocalipse ou liberação.

Cabe a vocês escolher, cabe a vocês criar sua realidade.





As novas fundações apóiam-se na luz retificada AL-OD e no Aqui e Agora, a primeira Cruz Fixa desvendada há agora vários meses, no ano precedente, no mês de Agosto, pelo Senhor Metatron.





Assim como vocês sabem, o Senhor Metatron volta agora, em pouco mais de duas semanas de seu tempo, para manifestar a nova Terra.

Cabe a vocês, em vocês, manifestar essa nova Terra, a fim de acolher as últimas Chaves representando o acesso à sua nova Dimensão, portanto, o acesso à sua liberdade e à sua autonomia.





O eixo AL-OD, assim como os outros eixos presentes em sua Cabeça, vai lhes permitir realizar esse trabalho de transparência total à Luz, a fim de criar sua nova realidade, sair da experiência para entrar no Ser (ndr: ver a rubrica «protocolos / As 12 Estrelas de Maria» de nosso site).





Eu repito, a Luz dá medo.

A Luz, no entanto, tão desejada pelo homem, é chamada, pelos humanos, as irradiações Gama.

Essas irradiações Gama, vindas do Cosmos, assim como diversas partículas chamadas exóticas, estão se manifestando de modo cada vez mais denso, ao mesmo tempo sobre o último envelope isolante chamado ionosfera, mas também sobre o solo desta Terra.





A ação dessas irradiações Gama e dessas partículas chamadas exóticas sobre a Terra permite à Terra cantar.

A Terra canta, ela vai cantar em lugares cada vez mais importantes sobre esta Terra, até o momento em que o Canto da Terra tornar-se-á global no conjunto da Terra, o que corresponderá ao Canto do Céu que não é outro senão o Canto do Sol transformando-se em super-gigante vermelho antes de reencontrar sua dimensão de Sol Azul.





Isso corresponde ao que foi chamada, pelos Mayas, a passagem da quinta raça raiz para a sexta raça raiz.





O Sol, de alaranjado tornar-se-á azul.

Vocês são levados a viver isso.

Nós os acompanhamos.





Se vocês não querem vivê-lo, então, naquele momento, permaneçam em sua Terra exterior.

Ninguém o julgará, ninguém além de você mesmo decidirá para onde você irá.





Aí estão as algumas palavras que eu tinha a falar sobre a função do ponto OD que, eu os lembro, é cercado por KI-RIS-TI e Visão.





Ki-Ris-Ti, Cristo Interior, Terra Interior, vindo por fim ao processo da Visão exterior ocular para substituí-la pela Visão do Coração, assim como foi definido por NO EYES.





Cada uma de minhas Irmãs que vocês conhecem exprimir-se-á durante o período que vocês vivem aqui, dando-lhes, a cada vez, elementos complementares que lhes permitem decidir, em todo conhecimento de causa, sua evolução na experiência ou no Ser.





Certo número, não mais de ensinamentos, porque esses terminaram, mas de capacidades para colocar em ressonância, vocês mesmos, sua Terra exterior e sua Terra Interior, serão comunicadas por diferentes intervenientes, nos dias que vêm, permitindo-lhes, uma vez que o eixo AL-OD esteja definido, redefinir algumas Estrelas, quanto à capacidade de Vibração delas, e permitir-lhes viver essa passagem da experiência ao Ser, da Terra exterior à sua Terra Interior.





Existem em vocês questionamentos em relação ao que acabo de dizer?





Não temos perguntas, agradecemos.





Então, Irmãos e Irmãs, presentes em nós como presentes no outro (o outro que é como nós, não conscientizado), vivamos juntos a Graça de nossa Liberdade, de nossa Autonomia e de nossa Confiança.





Uma Estrela lhes diz até uma próxima vez.





__________________

Nota da tradução: nessa mensagem é falado o termo “existência”, que substituí por experiência (sinônimo dado pelo word e que dá total sentido no contexto), para não confundir com Existência, termo que usualmente utilizo para traduzir a expressão “Êtreté”, que não tem tradução exata, mas que significa o Corpo de Eternidade, Corpo de Existência.

__________________

Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo, se deseja divulgá-lo, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: www.autresdimensions.com.





Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário