atendimentos

BEM-VINDOS!

Orientações, consultas, partilhas e atendimentos: via skype ou presencial.

Para marcar um horário, escrevam para o email fernanda.manzoli@gmail.com

" Todos os tipos de relacionamentos proporcionam transformação, tomada de consciência e crescimento pessoal e espiritual "

Espero você para este sagrado encontro!!

Somos todos UM!

terça-feira, 20 de julho de 2010

O DESPERTAR DE SÍRIUS EM 2010
Uma mensagem de Gillian MacBeth-Louthan


Numa manhã silenciosa do abafado mês de julho, a estrela Sírius vai se levantar antes da Estrela do Dia, nosso Sol, declarando para todos que o Ano Novo Atlante-Egípcio-Siriano acaba de nascer. Isto criará uma abertura para a oportunidade de se nadar com a onda estelar de consciência que precede a luz do dia.

Os antigos egípcios viam Sírius como uma doadora de vida, porque ela sempre reaparecia na época da enchente anual do Nilo. Quando a estrela mergulhava no oeste e desaparecia do céu noturno, ficava escondida durante 70 dias, antes de surgir no leste pela manhã. Isto era visto como um período de morte e renascimento. Sírius, conhecido como nosso Sol Espiritual, é o coração e a alma do nosso Sol físico. Durante os Dias da Canícula(1), quando Sírius desaparece na luz do nosso Sol, o nosso Sol físico está abraçando o nosso Sol Espiritual.

Quando o sol emite seus raios de claridade, uma explosão supersônica pessoal e planetária é ouvida por toda a terra. São explosões atômicas de tudo que é antigo e é jogado fora como poeira num aspirador de pó. A verdade se descortina para ser vista em toda a sua extensão, contando uma estória de ninar que só pode ser aprendida pelo coração. O sono acena, mas a energia grita tão alto e é tão exigente, que o sono é breve e nem um pouco suave.

A conjunção entre Sírius e o Sol não ocorre no mesmo instante em todas as latitudes, e nunca é constante. Em 2010, Sírius se levantará antes do Sol no último dia de julho, em algumas áreas. Quando Sírius se elevar acima do horizonte leste, este despertar helíaco ocorrerá na área de São Francisco, no dia 7 de agosto de 2010. Em cada lugar, fuso horário e continente será um pouco diferente, por isso acho que o melhor é que cada um se sintonize energeticamente com o aparecimento da Estrela Sírius na sua área. Use sua intuição para isto. O despertar helíaco é a primeira e breve aparição visível de uma estrela no horizonte antes do nascer do sol.

O PROTÓTIPO ESPIRITUAL DE SÍRIUS

Sírius tem sido conhecida e reverenciada desde a Antiguidade. Na antiga Atlântida, os mistérios eram baseados em informações recebidas pelos Mestres de Sírius. Depois da terceira queda da Atlântida, os mistérios sirianos se espalharam para o antigo Egito. Já em 3000 AC os egípcios começaram a celebrar o nascer helíaco da estrela Sírius, considerando-o como o Ano Novo, quando o Nilo inundava suas margens no período do grande leão, no mês de Leo.

Sírius é o lar da Consciência Crística, não só para o nosso planeta e sistema solar, mas também para toda esta Galáxia Una. Diz-se que todos os grandes Avatares são originários de Sírius, a estrela mais brilhante dos nossos céus. Sírius sempre foi um protótipo espiritual para a Terra e desempenhou um papel importante no início da evolução da Terra. A energia espiritual se irradia da estrela Sírius para o chacra cardíaco do nosso Sol e depois se dirige à Terra através dos raios abençoados do Sol.

À medida que os raios de Sírius se dirigirem para a Terra através do pré-alvorecer do Sol, as sementes Crísticas dentro de cada um de nós serão levadas a um novo padrão quântico. Estas sementes Crísticas são codificações do DNA que esperaram por esta emanação e configuração estelar particular para abrirem registros até então selados, que revelam verdades que estavam caladas. Nos momentos de silêncio entre as palavras e pensamentos é que vocês encontrarão a chave que destranca o que não foi visto até agora.

No dia 8 de agosto de 2010 nos será oferecida uma oportunidade rara para atravessar mais um “Portal do Despertar Acelerado”, o PORTAL 8:8 DE LEÃO. Este Despertar ocorrerá no interior dos registros celulares de todos os seres. Estes registros celulares são mantidos dentro de um código cristalino que existe em cada fio de DNA.

Na Antiguidade, os “Registros da Lembrança” eram escondidos fisicamente nas profundezas da Terra, sob, acima e ao redor de locais sagrados. A Matriz Mãe dessas codificações vive dentro da Grande Pirâmide do Egito, tendo a Esfinge como Sentinela Estelar. Quando os céus antigos se alinhavam numa configuração estelar específica, abria-se uma passagem energética para os locais sagrados, permitindo a entrada através dessas codificações geométricas sagradas. Todos nós trazemos, dentro de nós, o conhecimento celular de todos os locais sagrados que já foram oferecidos à Terra desde os começo dos tempos neste planeta e através dos tempos no nosso sistema solar imediato. Precisamos apenas sintonizar nossa intenção para receber essas energias.

A única maneira de a Terra evoluir é através do coração. Todas as ferramentas, meditações e entoação de OM são como uma árvore que não dá frutos, a menos que nos coloquemos em contato direto com o coração, ativando um portal de amor tão amplo que sejamos incluídos sem nenhum esforço. Estamos destinados a nos tornarmos mais do que imaginamos. Esta nova imagem refletida nos dará aquilo que temos esperado há éons.

O dia 8 de agosto é uma passagem natural. Não há nada que seja forçado, estimulado ou artificial; apenas uma lembrança natural ativando nossos códigos de luz adormecidos, elevando-nos para um espaço de onde poderemos ver o desfile de luz que ainda está para chegar. O TEMPO conhecido e desconhecido se combinam, enquanto a corrente de sincronismo do universo faz uma pausa para calibrar a si mesma. Tudo que estava escondido é visto, tudo que era visto fica claro.

 www.thequantumawakening.com thequantumawakening@hughes.net
Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br
(1) Dias da Canícula = No hemisfério Norte, o período mais quente do ano, correspondente ao começo do verão.
http://www.luzdegaia.org/


Nenhum comentário:

Postar um comentário