atendimentos

BEM-VINDOS!

Orientações, consultas, partilhas e atendimentos: via skype ou presencial.

Para marcar um horário, escrevam para o email fernanda.manzoli@gmail.com

" Todos os tipos de relacionamentos proporcionam transformação, tomada de consciência e crescimento pessoal e espiritual "

Espero você para este sagrado encontro!!

Somos todos UM!

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

GEMMA GALGANI

GEMMA GALGANI


Agradecido ao autor desta imagem


Eu sou GEMMA GALGANI.

Irmãos e Irmãs presentes, aqui e encarnados, eu venho, como Estrela UNIDADE, a fim de tentar fazê-los penetrar, um pouco mais, a diferença entre a experiência da Unidade e o estabelecimento na Unidade.



O Arcanjo ANAEL falou-lhes dessa passagem entre a consciência atual e a Consciência nova, da consciência comum do humano à Consciência que lhes permite tocar a Graça, viver a Graça e manifestá-la, de diferentes modos, em sua vida.



É claro, inúmeros elementos já lhes foram aportados, concernentes aos Quatro Pilares do Coração.



A Consciência da Unidade existe apenas quando o Coração está aberto.

Esse Coração aberto não é uma atitude de pensamento ou uma atitude unicamente de comportamento, mas, efetivamente, um estado específico do Ser que vive, em sua carne, estados absolutamente não comuns e não confundíveis com outra coisa.



A abertura da Porta Estreita e o acesso à Porta do Coração estabelecem a Consciência que o vive num estado absolutamente extraordinário e inédito.

Nesse estado, todas as dúvidas desaparecem, todos os humores desaparecem e, à vontade, é possível fazer desaparecer todo pensamento, toda emoção, todo mecanismo habitual da vida, e imergir-se, inteiramente, na Luz.



Então, é claro, de acordo com o caminho da alma que vive isso, de acordo com o país em que ela o vive e de acordo com as Vibrações que estão presentes nesse país, nessa cultura, podem existir palavras diferentes.

Mas essas palavras, de fato, vocês podem imaginar, apenas fazem traduzir a mesma Verdade e a mesma Consciência, sobretudo.



Esse estado em que se manifesta a Alegria, como vocês sabem, é um estado que não depende, absolutamente, de qualquer ação no exterior, mas é, efetivamente, um mecanismo de entrada em si, no qual a Consciência vai tomar consciência, realmente, e viver, que tudo, de fato, existe no Interior do Ser.

E que, quanto mais se faz pequeno na encarnação, mais se apaga diante da Majestade da Luz, mais a Luz cresce e mais ela satura de Alegria a experiência.



Como alguns testemunhos, alguns Seres mostraram (seja entre as Estrelas ou os Anciões que vocês conhecem, ou entre inumeráveis seres humanos que realizaram isso), nesses estados é possível reencontrar, é claro, outras Consciências que não pertençam ao que existe nesse mundo em que estivemos, todos, encarnados.



Alguns Seres tiveram um acesso privilegiado a informações.

Vejo, por exemplo, minha Irmã HILDEGARDE, que pôde trazer, de algum modo, e relatar um conjunto de Conhecimentos que, ainda hoje, aparentemente, pode servir-lhes.

Porque esses Conhecimentos não são os conhecimentos oriundos desse mundo, mas, efetivamente, do mundo para além das causas, para além dos próprios princípios.

Quanto a mim, em minha vida, talvez vocês saibam, eu falava, permanentemente, com meu Anjo Guardião.

Outros tiveram outras manifestações e outros estados de Graça específicos.

O que nos religa a todos, nós todos que vivemos isso, e vocês todos que vivem ou viverão, é esse sentimento de Infinito, esse sentimento de Paz e de Alegria Eterna, que nada pode abalar.



O que quer que aconteça nesse corpo que vocês habitam, o que quer que aconteça em seu ambiente, quaisquer que sejam os eventos chamados exteriores, isso não pode, de modo algum, alterar o que vocês vivem em sua Consciência.

Isso foi levado até certo ponto como, por exemplo, nossa Irmã MA ANANDA, que viveu muito tempo nesse estado de Felicidade, até extrair-se, inteiramente, das atividades comuns do mundo.



Hoje, neste período específico que é seu (que é, como vocês sabem, uma grande Passagem, uma mudança de Dimensão), não lhes é pedido para extrair-se do mundo, mas estar, ao contrário, plenamente Presentes e plenamente Conscientes.

Não para escaparem em sua Existência, não para Dissolverem-se na Luz, mas, efetivamente, afirmar, de algum modo, a Luz.

É o melhor modo de superar a experiência da Unidade, que lhes é oferecida, e de manterem-se na Unidade, sem esforço, tornando-se cada vez mais Transparentes.



Lembrem-se, também, dos Pilares que lhes foram dados, há alguns meses.

Esses Pilares do Coração que são a certeza de que sua consciência não possa ir, demasiado tempo, fora dessa Consciência nova (ver «Os Quatro Pilares do Coração», na rubrica «Protocolos a praticar» de nosso site).



A Consciência nova, efetivamente, vai nutri-los, inteiramente, porque, como vocês sabem, a Inteligência da Luz vai tomar o passo na conduta de sua vida, se vocês aceitam entregar-se à Luz e, como diz o Arcanjo ANAEL, Abandonar-se a Ela.

Ela agirá, com Inteligência, em sua vida, e tomará o encargo de tudo o que possa parecer-lhes, hoje, na consciência limitada, insuperável ou mesmo impossível.



Nada existe de impossível à nova Consciência.

Nada existe de impossível à Unidade, e ainda menos à Inteligência da Luz, a fim de levá-los a ainda mais Luz, a ainda mais Alegria, a ainda mais Serenidade.

Mas, para isso, vocês devem, verdadeiramente, além dos Quatro Pilares, realizar um estado de confiança absoluta.



Ora, como vocês sabem, o medo é, verdadeiramente, o que vem opor-se à confiança.

Mas, se sua Atenção, sua consciência, portam-se, única e exclusivamente, na Luz, na Vibração e em sua Consciência, estejam certos de que, durante esses momentos que vocês vivem e que viverão, a Alegria invadi-los-á, independentemente do que se produza, independentemente do que se desenrole sobre esse mundo.



Vocês terão (como lhes foi dito e anunciado em múltiplas reprises) um pé sobre esse mundo e o Espírito no Outro Mundo.

Não para escaparem, eu repito, mas, efetivamente, para acompanhar esta Terra em seu mecanismo chamado, aí também, Ascensão para sua Nova Dimensão de vida.



Vocês são parte da Terra, através do corpo que vocês habitam.

Como vocês sabem, os princípios ligados ao isolamento e ao confinamento foram muito amplamente Transcendidos pela Luz e pelo Amor.

Resta, há já dois anos, Conscientizar-se disso, para vocês (como vocês estão fazendo), mas, também, para o conjunto da consciência coletiva da Humanidade e para o conjunto de consciências além da Humanidade, presentes sobre a Terra.



Tudo isso está engajado, de maneira final, vocês sabem.

É importante que, durante este período, vocês privilegiem os momentos de Paz.

Eu não disse os momentos de isolamento, mas os momentos em que vocês poderão acolher e, de algum modo, abarrotar-se dessa Luz que se derrama em quantidade, tanto sobre vocês como sobre cada um porque, se vocês mantêm sua Consciência no Coração, vocês estão seguros de que a Luz instalar-se-á no Coração, cada vez mais, e de que Ela lhes permitirá manter o estado de Unidade, um estado, de algum modo, no qual a Paz, a Alegria serão sua Morada, a cada minuto, no qual vocês não poderão mais ser assaltados pelas dúvidas, no qual vocês não poderão mais ser assaltados pelas questões e, ainda menos, pelas interrogações sobre o sentido da vida, porque vocês o terão encontrado, porque vocês o viverão.

É isso que lhes é pedido, e é isso que vocês têm a realizar nesses tempos finais.



Lembrem-se de que a Luz está no Interior.

É claro, Ela invade esse mundo, também exteriormente, mas o objetivo é, antes de tudo, que Ela se fortifique e que ela se forje, de algum modo, a fim de estabelecer-se, permanentemente, em seu peito, permitindo-lhes, então, acolher, no momento final, a totalidade da Luz do CRISTO, daqu’Ele que, de todos os tempos, disse que viria como um ladrão na noite, permitindo-lhes, também, prepará-los para o Anúncio de MARIA.



Esses momento estão extremamente próximos, mesmo se a data (para nós e para vocês, em termos humanos) não seja conhecida, ela já está realizada nos Planos os mais elevados da Consciência.

E é por isso que, hoje, muitos de vocês descobrem expansões de Consciência extremamente importantes, e vivem estados absolutamente não comuns.



Eu não voltarei sobre o que lhes disse o Arcanjo ANAEL, dessas múltiplas passagens que podem existir de um estado a outro, mas isso vai ilustrar-se, cada vez mais potentemente, em suas vidas.

Não para desestabilizá-los, mas, bem ao contrário, para permitir-lhes aclimatar-se a essa nova Consciência, e, também, efetivamente, para diferenciar entre os momentos em que vocês estão no Coração e os momentos em que vocês ali não estão.

Porque, no Coração, não há questão.

No Coração, não há medo.

No Coração, não há dúvida.

No Coração, há a Alegria e há a Graça de sua própria Presença, no que vocês fazem ou no que vocês São.



Cada vez mais, as percepções Vibratórias, e o que eu chamaria os sintomas da Crucificação, vão aparecer em seu corpo físico.

Isso vai traduzir-se, efetivamente, por calores, por zonas que vão fazer-se sentir, de modo privilegiado, preferencial, e que vão levá-los a não mais duvidar do que vocês estão vivendo: não poderá mais existir possibilidade para o pensamento, o mental, de tomar a ascendência em sua Consciência.

Isso se tornará extremamente nítido, porque, nos momentos em que vocês estiverem no Coração, o mental não poderá mais embalar-se, as emoções não poderão mais aparecer, as preocupações do dia seguinte não existirão mais.



Vocês estarão imersos, totalmente, nesse estado, e cada vez mais.

Isso pode acontecer à noite.

Vocês podem, aliás, ser acordados para isso, como disse o Comandante (Nota: O.M. AÏVANHOV).

Vocês podem, também, viver isso de maneira totalmente imprevista.

Não se inquietem.

Aquiesçam ao que acontece, aquiesçam àqu’Ele que começa a bater à Porta de seu Templo.

Que Ele bata pela Porta Posterior (ndr: o Ponto Ki-Ris-Ti / TRANSPARÊNCIA, nas costas, entre as omoplatas), que Ele bata pela Porta inferior (Nota: o Ponto OD / INFÂNCIA, na ponta do esterno), ou que Ele bata por um dos Pilares (Nota: o Ponto AL / SIMPLICIDADE, situado uma mão acima do mamilo do seio direito e o Ponto UNIDADE / HUMILDADE, situado uma mão acima do mamilo do seio esquerdo), quando vocês sentem uma pressão, uma Vibração ou uma dor em um desses quatro Pontos, agradeçam e, sobretudo, acolham a Graça que a Luz faz a vocês, porque é a Luz que vem bater à sua Porta, não duvidem disso.

E, se sua Atenção, sua Consciência portam-se, naquele momento, no que vocês estão percebendo no corpo, vocês vão abrir bem a Porta, para o afluxo da Luz.



A Luz vem bater à porta.

Ela ainda não está inteiramente Presente (como quando Ele vier, como um ladrão na noite), entretanto, os momentos em que Ela se apresenta, Ela vem, efetivamente, inesperadamente, de improviso.

E esses momentos tornar-se-ão cada vez mais intensos e cada vez mais frequentes.

Eles se reproduzirão várias vezes em seus dias.

Pode ser uma dor sobre um dos Pontos dos Pilares do Coração, pode ser, também, algumas das Estrelas da cabeça que os Chamam.

O Apelo é ilustrado pela Vibração e, por vezes, pela dor, conduzindo-os a levar sua Consciência ao que está acontecendo em seu corpo, em sua carne.

E é nesse momento que será necessário responder.

É nesse momento que será necessário, se lhes for possível, parar de fazer, recolher-se e acolher o estado de Ser e a Comunhão que vocês estão vivendo.



Lembrem-se de que MARIA pediu-lhes para emitir essa Graça e essa Comunhão (Nota: ver a canalização de MARIA, de 15 de outubro).

E essa Graça e essa Comunhão que vocês recebem é, talvez, aquela que um de seus Irmãos, do outro lado do planeta, emitiu, nesse reservatório de Graça da Merkabah Interdimensional da Terra que vocês recebem.

Não façam pergunta.

Acolham com Graça, acolham com Humildade e Simplicidade esse Apelo da Luz.

Ele é diferente do que podiam ser chamadas as Partículas Adamantinas ou a Radiação do Ultravioleta, que, há algum tempo, ou mesmo mais tempo, para alguns de vocês, haviam ativado a Coroa Radiante da cabeça e as Novas Frequências do OD-ER-IM-IS-AL.



Hoje, a Luz pode apresentar-se em múltiplos Pontos, em múltiplos momentos.

E Ela não é, unicamente, a Luz que vem de Sírius ou de Alcyone ou do Sol, mas é, também, a Luz de seus Irmãos e de suas Irmãs que trabalharam, como vocês, para facilitar a Transição.



Então, nesses momentos, tenham a delicadeza, se é possível, de acolher o que se manifesta.

E acolher o que se manifesta, eu lhes dizia, é parar de fazer, pôr-se, onde vocês estão, portar sua Intenção e sua Atenção sobre o que seu corpo percebe.

E, naquele momento, vocês constatarão que a Graça preenche-os e inunda-os, que a Alegria e o sorriso estabelecem-se em seu rosto.

Nesses momentos, vocês estarão em Comunhão e na Graça com um de seus Irmãos e de suas Irmãs.



Assim, portanto, o que desceu do Céu subiu da Terra.

Essa Tripla Radiação da Luz é, hoje, emitida de Irmão a Irmão e de Irmã a Irmã, e de Irmão a Irmã.

É a vocês que cabe acolher.



O conjunto de Anciões, também, e nós, Estrelas, assim como o conjunto da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres, doravante, realizam, também, essa Comunhão com vocês.

Então, não se surpreendam com alguns contatos que, até o presente, podiam parecer-lhes ilusórios ou impossíveis.



Para alguns, poderá ser o contato com os Anjos do Senhor.

Para outros, poderá ser seu nome, sussurrado em seu ouvido, por uma das Estrelas.

Por vezes, vocês terão, diretamente, a Visão do Coração de uma das Estrelas que se dirige a vocês, de maneira pessoal, e vocês não estão sonhando, vocês não estarão sonhando, isso é a estrita Verdade.



Não se esqueçam de que a Comunhão não é uma comunicação.

A comunicação entre seres humanos faz-se, sempre, de um a um, e, mesmo se é de coração a coração, ela é limitada do coração de um ao coração de um.

Enquanto, nessa Comunhão, é o Coração de todos ao Coração do Um e o Coração do Um ao Coração de todos.

Isso lhes permitirá verificar, por si mesmos, que a Merkabah Interdimensional coletiva, que religa o conjunto de Irmãos e de Irmãs encarnados, é uma Verdade, e que essa Verdade está instalando sua Verdade, a fim de favorecer a dissolução da Ilusão e do que os afastou da Verdade do Espírito, se tal é seu desejo de Espírito.



Então, não hesitem em ir para o que vocês sentem, o que vocês vivem.

Não se façam pergunta sobre por que, sobre como, sobre quem, mas dignem-se, simplesmente, a acolher e a aceitar essa Graça que lhes é feita.

E não rejeitem nenhum contato porque, na Luz, na Unidade e na experiência da Unidade, não existe Sombra, como vocês sabem.

As Sombras são apenas projeções de seus medos, criações que mantiveram a Ilusão desse mundo.

Mas, assim que vocês tocam o Apelo da Luz, num dos Pontos, numa das Portas ou numa das Estrelas, então, vocês, estritamente, nada arriscam.

Tudo o que se estabelecer, naquele momento, far-se-á na Fluidez, na Unidade.

Haverá uma reconexão natural, de Ser a Ser, de Consciência a Consciência e, pouco a pouco, vocês se aperceberão de que poderão estabelecer essa Comunhão com um conjunto de Consciências sem, contudo, ali colocar nome, sem, contudo, poder, sempre, identificar.

Mas vocês identificarão, sempre, a qualidade de Coração que é emitida, naquele momento.

É isso que vai, durante este período, reforçá-los em sua Fé, reforçá-los em seu acesso à Unidade, reforçá-los em sua fortificação Interior de Luz.



É isso que vai permitir-lhes, também, dar-lhes os últimos elementos para passar a Porta Estreita, porque vocês não estarão mais, naquele momento, em território Desconhecido.

Mas o que era ainda Desconhecido, para muitos de vocês, vai tornar-se cada vez mais acessível e cada vez mais Conhecido.



De fato, aquele que tiver a oportunidade de ouvir MARIA falar-lhe (ou uma das Estrelas) não poderá, nunca mais, duvidar da realidade do que ele vive.

A Intensidade da Luz, a intensidade da Alegria que será sua naquele momento não poderá, jamais, deixar mais qualquer lugar para qualquer dúvida.

E o mental será obrigado a capitular: ele estará ao seu serviço, mas vocês não estarão mais ao serviço dele.

Será o mesmo para as emoções: vocês decidirão viver as emoções que desejarem, seja o riso, seja o prazer, seja uma nostalgia, mas que não imprimirão seu corpo nem sua Consciência.

Vocês serão livres para navegar, em si mesmos (no que resta de emoção, no que resta de mental), porque serão os mestres, sem querer forçá-los, mas, simplesmente, porque a qualidade da Luz que será a sua, naqueles momentos, permitir-lhes-á estabelecer-se, cada vez mais facilmente, na Unidade.



Nada há a temer.

E, quanto mais vocês penetrarem nessa Unidade e nessa Alegria, menos vocês temerão eventos exteriores, quaisquer que sejam, menos vocês temerão o que quer que seja de seu ambiente, de seus próximos.



Vocês não terão inquietação por ninguém porque, naquele momento, vocês se conscientizarão, realmente, de que cada consciência, cada evento e cada elemento de sua vida e da vida desse mundo está em seu muito exato lutar para realizar a Transição da Luz.

Isso, vocês são chamados a viver, aí também, de maneira cada vez mais acelerada, porque os Tempos são mais do que reduzidos, como vocês sabem.

E o próprio tempo, que vocês conhecem de modo comum nesse mundo, não é mais, de modo algum, o mesmo que aquele que era, há alguns anos.



A densidade de Luz é tal que o tempo modificou-se (talvez alguns de vocês já se aperceberam disso): ou dias que podem esticar-se ou, ao contrário, ser extremamente encurtados.

O tempo não é mais, jamais, o mesmo ou, em todo caso, não é mais, jamais, linear, do modo como era anteriormente.

Tudo depende, é claro, de sua captação de Luz, em vocês, em seu Coração.



Vocês constatarão, também, que inúmeros desagrados que podiam existir em seus corpos vão ou desaparecer, ou soltar-se, em relação à sua Consciência.

Vocês observarão, então, esse corpo como o Templo no qual se realizam essa alquimia e essa transformação, mas vocês o considerarão, também, como sendo, simplesmente, um Veiculo que acolheu seu Espírito.

Vocês não serão mais dependentes dele, de modo algum.



E, do memo modo, vocês não serão mais dependentes nem de suas emoções, nem de seu mental, nem de ninguém mais.



Vocês descobrirão, como lhes disse IRMÃO K, a Autonomia e a Liberdade.

Vocês se tornarão Autônomos e, sobretudo, vocês se tornarão Livres, porque a Luz torna-os Livres e Autônomos.

O que não é o caso do mental, o que não é o caso da sociedade, o que não é o caso de seus parentes, qualquer que seja o amor com o qual eles os regam e portam-lhes.

O amor nesse mundo é uma relação; ele não é Liberador.



Vocês descobrirão a Liberdade.

E, quanto mais penetrarem o Coração, mais suas relações, mesmo afetivas, serão diferentes, porque vocês não estarão destacados, no sentido distante e indiferente, mas vocês estarão na Liberdade comum e no respeito comum, total, da Liberdade do outro, que os faz passar da comunicação afetiva à Verdadeira Comunhão afetiva, que está bem além do que vocês poderiam chamar a comunhão de corpos (ou seja, a sexualidade).



Muitas coisas vão modificar-se, em diferentes níveis.

De maneira muito mais importante que o que foi o caso até o presente (por exemplo, para as necessidades alimentares), nos anos das Núpcias Celestes, e depois, quando o Arcanjo ANAEL falava disso.

Muitas de suas necessidades vão desaparecer e vão parecer-lhes supérfluas.

Vocês irão, progressivamente e à medida que acolherem a Abertura de seu Coração e da Luz, para cada vez mais Simplicidade e cada vez mais supressão de toda necessidade.



Vocês constatarão que o simples fato de estar na vida basta-lhes.

Vocês não procurarão mais lazeres.

Vocês não procurarão mais distração no exterior de si mesmos.

Vocês não terão mais busca, no sentido espiritual, porque nada mais haverá a buscar, uma vez que terão encontrado a Essência e o Coração de seu Ser.

E isso vai instalar-se, de maneira mais ou menos rápida, com idas-e-vindas, como foi dito pelo Arcanjo ANAEL (ANAEL, de 24 de outubro).

Mas isso, vocês estão seguros de viver a partir do instante em que portam sua Atenção no Apelo da Luz, qualquer que seja o modo pelo qual se apresente esse Apelo da Luz.

E retenham que ele se apresentará, sobretudo, por Vibrações, ou mesmo dores nos Pilares, nas Portas, nas Estrelas e, por vezes, na escala do corpo inteiro.

E, por vezes, também, em suas noites, quando vocês serão acordados.

Qualquer que seja esse momento, agradeçam e rendam Graças.

E, naquele momento, portem sua Consciência e sua Atenção no que estão vivendo, e vocês se aperceberão que a Alegria e o sorriso vão preencher seu Ser.



Isso se tornará, progressivamente e à medida dos dias e das semanas, cada vez mais evidente, cada vez mais fácil.

Então, é claro, de acordo com o que pode restar em vocês de medos, algumas coisas podem ressurgir, de maneira brutal, nos eventos que vocês terão a viver em sua vida.

Mas lembrem-se, sobretudo nesses momentos, mesmo se a Luz não os Chamou, que vocês podem Chamá-la.

E que vocês podem, pela Atenção e a Intenção de sua Consciência, colocar-se em um dos Pilares, em uma das Portas ou uma das Estrelas que os Chamou anteriormente.

E, naquele momento, vocês constatarão que, qualquer que seja o elemento que lhes foi posto face a face (em relação aos últimos medos, em relação às últimas contrariedades), não haverá mais qualquer peso em relação à Potência do Amor e da Luz que será sua, naquele momento.



Então, não procurem reagir ou lutar contra, mas, aí também, Abandonem-se à Luz, após tê-la Chamado.



Chamem a Luz, como Ela os Chama.

Estabeleçam essa Comunhão, de Coração a Coração, do Coração do Um ao Coração de todos, e do Coração de todos ao Coração do Um.

Lembrem-se dos momentos anteriores, em que vocês viveram essa Comunhão e essa Graça, porque essa Comunhão e essa Graça, que se estabeleceu a um momento do que vocês chamam o passado, é Eterno.

E ela é acessível, também, no Instante Presente, qualquer que seja esse Instante Presente, a partir do Instante em que vocês mesmos colocam-se nesse Instante Presente.

Isso lhes aparecerá cada vez mais fácil, se vocês retiverem minhas palavras e pensarem em aplicá-las naqueles momentos: vocês constatarão que sua vida vai mudar completamente, quaisquer que sejam os elementos desse mundo, porque vocês se aproximarão, cada vez mais, da nova Consciência, porque vocês se aproximarão, cada vez mais, dessa Alegria Eterna, que é a Alegria do Espírito.



Então, retenham minhas palavras.

Elas são extremamente simples, esta noite, porque é o que vai, muito exatamente, desenrolar-se.

Seja o Apelo de MARIA, o Apelo do CRISTO, seja o Apelo de seus Irmãos e de suas Irmãs (sobre esta Terra ou nas Dimensões as mais Etéreas que se aproximam de sua Dimensão), vocês não estarão mais, jamais, sós, mas vocês estarão em estado de Comunhão permanente com o conjunto do Universo e algumas Consciências que estão, em ressonância, mais próximas de vocês.



E é nessa Comunhão que vocês encontrarão a Graça.

É nessa Comunhão que vocês poderão restabelecer a Alegria, se ela os deixou em face de alguns eventos de suas vidas.



Lembrem-se de que a Luz Chamou-os.

E lembrem-se de que, agora, cabe a vocês Chamar a Luz e estabelecer essa Comunhão e essa Graça.

Isso vai tornar-se cada vez mais fácil, mesmo se alguém não está presente, simplesmente pensando.



Vocês podem Chamar, do mesmo modo, os Anjos do Senhor, e suas Embarcações aparecerão a vocês nos Céus.

Do mesmo modo, alguns de vocês poderão estabelecer uma comunicação, antecipada e privilegiada, com MARIA, seja simplesmente porque Ela vem tocá-los, ao nível do braço, acariciar seu rosto ou falar-lhes.

Não, vocês não estarão sonhando, essa é a estrita Verdade.

E, nesse estado de Comunhão e de Graça, mais nenhuma dúvida poderá aparecer.

Seu mental, suas emoções, a consciência comum estarão totalmente submissos e Transcendidos pela Consciência de Unidade, pela Consciência do Amor, Vibratório e Vibral.

É a isso que vocês são Chamados, nesses Tempos específicos da Terra, que são os Tempos finais.



E é nesses Tempos de Revelação finais que deve realizar-se o mais belo dos presentes para a Humanidade: aquele que vocês se dão a si mesmos, de reencontrar sua Liberdade e de reencontrar sua conexão à FONTE e ao conjunto de Consciências do Universo e ao conjunto de Consciências das Dimensões.



Não existe outro obstáculo que não seu medo de falhar.

Não existe outro obstáculo, doravante, que não seu medo de ali não chegar.

Se a Luz Chama-os, então, vocês podem Chamar a Luz.

E, se vocês estão aí, e se vocês leem essas palavras, é que, em algum lugar, a Luz já os Chamou,

Não lhes resta mais do que Chamá-la, por sua vez.

Não para pedir outra coisa que não estar em Comunhão e em Graça porque, naquele momento, é Ela que agirá em sua vida.



Como dizia o CRISTO: «o pássaro preocupa-se com o que ele vai comer amanhã?».

E como dizia, também, o CRISTO: «deixe os mortos enterrarem os mortos e siga-me».

Isso queria dizer: imite-me, torne-se como eu, faça o que eu faço, e faça coisas ainda bem maiores.

Permaneça Simples.

Permaneça Humilde.

Permaneça o menor possível nesse mundo, na Humildade a mais autêntica.



Então, a Transparência da Luz torná-los-á Transparentes e cada vez mais resplandecentes de Luz, cada vez mais saturados e repletos de Alegria, cada vez mais com o sorriso.

O que quer que aconteça para a personalidade, o que quer que aconteça para a vida exterior, a Vida Interior tomará o passo sobre essa vida exterior: a Vida verdadeira tomará o passo sobre a vida Ilusória e sobre a Ilusão.

Vocês compreenderão, realmente, o que nossos Irmãos e nossas Irmãs orientais disseram, quando falavam de Maya como Ilusão.

Vocês compreenderão, naquele momento, o que é uma matriz falsificada, porque vocês estarão sobre esse mundo, mas vocês não serão mais, definitivamente, desse mundo.



Naquele momento, vocês farão suas as palavras do CRISTO e viverão o Apelo do CRISTO.



Aí está o que as Estrelas pediram-me para traduzir-lhes esta noite, por minha Presença, pela Vibração e pelas palavras.



Eu fico aí, no que eu tinha a dizer-lhes, mas permaneço com vocês.

Se se apresentam, em vocês, questões concernentes ao que eu acabo de dizer, concernentes a esse processo e a essa alquimia da Luz, então, eu responderei, com Graça, aos seus questionamentos.



Questão: fora das Portas, se zonas do corpo reagem (ligadas a memórias, por exemplo), convém inclinar-se acima, para Transcendê-las, dialogando com elas, por exemplo?



Meu Irmão, absolutamente não porque, naquele momento, você recai na Dualidade e afasta-se da Unidade.

Os Pontos do corpo são as Portas e as Estrelas.

Os Pontos do corpo são as Coroas Radiantes.

Os Pontos e as Portas podem ser os tornozelos e os pulsos, as mãos e os pés.

Mas nem toda dor fisiológica chama a Luz acima, se não, é um ato Dual e não Unitário.

E, além disso, não haverá, estritamente, ação alguma, porque você não pode forçar a Luz.



Questão: centrar-se em alguns Pontos (em especial os Pilares do Coração) permite acelerar, apesar de tudo, esse Reencontro com a Luz?



Minha Irmã, eu, efetivamente, especifiquei que aí onde a Luz Chama-os é aí onde vocês podem Chamá-la.

Vocês não poderão, de modo algum, acender um Pilar do Coração se a Luz não os Chamou nesse Pilar.

Isso é impossível.



Eu especifiquei, efetivamente, que havia, primeiro, o Apelo da Luz sobre um dos Pontos, Portas ou Estrelas, e que, a partir do instante em que o Apelo da Luz tivesse ocorrido, numa ou em várias reprises, naquele momento, e unicamente naquele momento, vocês podiam Chamar a Luz sobre aquele Ponto.

Isso corresponde a processos que inúmeros Irmãos e Irmãs encarnados começam a viver: uma dor aparece, uma Vibração aparece num dos Pontos.



É a partir do momento em que a dor ou a Vibração ou a percepção apareceu sobre um dos Pontos que se pode, por sua vez, chamar a Luz sobre esse Ponto.

Porque é o Ponto no qual a Luz Chama-os.



Vocês sabem muito bem que, mesmo se vocês portam sua consciência no Coração, não é por isso que seu Coração põe-se a Vibrar (isso é mais fácil para a cabeça).

Mas isso se tornará fácil, assim que os Pontos Portas do corpo forem ativados e, em especial, para as Portas que estão ao redor do peito, que são constituídas, eu os lembro, de Pontos em que a Luz pode bater à sua Porta: o Ponto UNIDADE, o Ponto AL, o Ponto ATRAÇÃO, o Ponto VISÃO, o Ponto OD e o Ponto KI-RIS-TI.



Mas se vocês não sentiram e viveram o Chamado da Luz, pela Vibração ou pela dor (por exemplo, no ponto KI-RIS-TI), se vocês portam sua consciência pura, na Atenção, sobre o ponto KI-RIS-TI, vocês não o viverão.

Em contrapartida, a partir do instante (ou pela primeira vez) em que a experiência do Chamado da Luz realizou-se, então, naquele momento, você poderá realizá-lo.



Questão: isso é, igualmente, válido para o Ponto ER do peito?



Em geral, o Ponto ER é a resultante do Ponto UNIDADE e do Ponto AL.

Eles estão na mesma linha e são as duas vertentes do Ponto ER: ER que os remete ao Éter e à Irradiação da FONTE.



Questão: a Graça é, portanto, algo que nos é dado, mas que não se tem que procurar?



Quem é que procura a Graça?

Se é a personalidade, a personalidade não será, jamais, satisfeita pela Graça.

Vocês conhecem muitos seres humanos que viveram a Graça procurando-a?

Ao contrário, há necessidade de fazer-se o menor possível para viver a Graça.

As coisas são diferentes, a partir do instante em que o Apelo da luz ocorreu sobre um dos Pontos da Graça.



Questão: pode haver Apelos da Luz em outros Pontos que não os Pilares do Coração?



Meu Irmão, o Apelo da Luz pode fazer-se pelas Coroas Radiantes, pode fazer-se, também, pelo Triângulo Sagrado do Sacrum.

Esses chamados far-se-ão em um dos Pontos da Luz e, por vezes, como eu disse, nos pulsos ou nos pés.

E em nenhuma outra parte.



Imaginar que uma dor no joelho, ligada a uma artrose, seja um Apelo da Luz, nada quer dizer.

Ele virá, simplesmente, num momento em que o conjunto do corpo for tomado pela Luz.

Isso vocês viverão como uma Vibração ou um calor que está presente em todo o corpo e que não é mais identificável num Ponto, Porta ou Estrela ou Coroa.



Questão: pode-se considerar que um calor no Sacrum, que sobe para a Coroa da cabeça e do Coração seja um apelo da Luz?



Não, isso é a realização da Luz.

O Apelo da Luz faz-se, constantemente, pela Coroa Radiante da cabeça, do Coração e pelo Sacrum.

Isso faz parte do que foi chamada a Nova Tri-Unidade, reproduzida no Triângulo do Coração, entre o chacra do Coração, o ponto AL e o ponto UNIDADE (ou o Ponto MARIA, MIGUEL e CRISTO).



Agora, o Apelo da Luz, específico para cada um de vocês, far-se-á em um dos Pontos.

O Apelo da Luz está, portanto, presente para todos aqueles que foram Despertados, em uma das Coroas, já há numerosos anos.



Aquilo de que falo é diferente, porque o que eu evoco, com vocês, é ligado à Graça da Luz e não à descida da Luz ou à subida da Luz.



Nós estamos, aí, em mecanismos não unicamente Vibratórios, mas, efetivamente, na Graça da Consciência que permite instalar, justamente, a Unidade.

Não viver, simplesmente, a experiência da Unidade, mas estabelecer-se na Unidade.

É, de algum modo, aí também, uma etapa final que lhes é proposta nesses Tempos de Graça.



Questão: quando se sente o Apelo da Luz em um dos Pontos evocados, é suficientemente específico para que não se tenha qualquer dúvida sobre a realidade desse Apelo da Luz?



Meu Irmão, enquanto você não tenha feito a experiência, como você quer saber?

Quem duvida e quem põe essa questão em você?

Certamente não a Luz.



Lembrem-se de que esses Pontos, Portas ou Estrelas são lugares de Reencontro Interdimensional, entre seu corpo de carne e seu Corpo de Existência, ou seja, com o Espírito.

Como poderia tratar-se de outra coisa que não isso, nesses Pontos?



Lembrem-se de que há ainda pouco tempo vivia-se a revelação da Luz, entre a Coroa Radiante da cabeça, as Estrelas e as Portas do corpo.

É isso que se atualiza agora, permitindo-lhes, justamente, viver a Graça.



Não temos mais perguntas, agradecemos.



Irmãos e Irmãs, eu rendo Graças por seu acolhimento e, como agora temos o hábito (Estrelas, Anciões ou Arcanjos), vamos viver um momento de Comunhão, do Coração de cada um ao Coração de todos.





Eu rendo Graças por sua Presença.

Vivamos, juntos, essa Comunhão, e eu lhes digo, talvez, até breve.





…Efusão Vibratória…





Até breve.



Mensagem de Gemma Galgani,

pelo site Autres Dinebsions

em 24 de outubro de 2011
Gratidão às fontes:

www.autresdimensions.com

Versão do francês: Célia G.

http://leiturasdaluz.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário