atendimentos

BEM-VINDOS!

Orientações, consultas, partilhas e atendimentos: via skype ou presencial.

Para marcar um horário, escrevam para o email fernanda.manzoli@gmail.com

" Todos os tipos de relacionamentos proporcionam transformação, tomada de consciência e crescimento pessoal e espiritual "

Espero você para este sagrado encontro!!

Somos todos UM!

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Anael

ANAEL


Eu sou ANAEL, Arcanjo.

Bem amados Filhos da Luz e bem amadas Sementes de Estrelas, que a Graça, o Amor e a Unidade sejam seu estado.

 
Eu venho a vocês, hoje, para saudá-los e, também, como Embaixador do Conclave Arcangélico, para especificar certo número de elementos concernentes à preparação das Núpcias de Luz coletivas desta Terra.

 
Como Sementes de Estrelas e como Filhos da Lei de Um, vocês levaram a efeito, cada um e cada uma, segundo suas próprias Vibrações, uma preparação Interior que visa estabelecê-los ou aproximá-los do estado de Ser Unitário.

Esse estado, hoje, deve tender a estabilizar-se, a fim de permitir-lhes viver, num primeiro tempo, suas Núpcias de Luz, se elas já não estão realizadas.

 
Aquilo de que vou falar-lhes hoje não é para vocês que vivem o que vocês vivem, mas é destinado a favorecer, por sua Presença, seu estado de Ser, seu Amor e sua Alegria, a última revelação da Luz das Núpcias coletivas, concernente, é claro, à Ascensão final da Terra e, também, ao seu papel de Ancoradores de Luz, que vai e que deve representar um bálsamo de Luz para aqueles de seus Irmãos e de suas Irmãs que ainda não ativaram, por uma razão ou por outra, uma de suas Coroas, ou que se colocam ainda questões quanto a essa evolução, quanto à Luz, quanto ao seu estado de Ser.

Sua Presença sobre esse mundo, em sua Presença Unificada, vai tornar-se essencial e capital, não tanto para vocês, mas, efetivamente, para o resto da humanidade, a fim de que o que se revela, durante este período, de maneira final e definitiva, permita ao conjunto da humanidade, nesse instante final, tomar consciência da Luz, da Unidade, do Amor e da Alegria.

 
Lembrem-se de que isso não pode fazer-se por palavra alguma, por qualquer explicação, por qualquer persuasão, mas, simplesmente, apresentando-se num estado de Ser, de Alegria, de Paz, de Amor e, sobretudo, de Irradiação da Fonte, permitindo, então, em seu ambiente – tanto próximo como ao mais distante, do conjunto da Terra – recorrer a essa Fonte.

Aquela que, por sua Transparência, por seu estabelecimento em seu Coração é captável, assimilável por aqueles de seus Irmãos e de suas Irmãs que ainda não reconheceram ou aceitaram a Luz.

 
Lembrem-se de que cada um sobre a Terra deve viver o retorno da Luz e de que a evolução a esse retorno da Luz será profundamente diferente, conforme a vivência desse instante final.

 
É claro, muitos de vocês têm percorrido um caminho a que vocês chamam espiritual, de busca, que os conduziu onde vocês estão.

Alguns entre vocês descobrem, de maneira espontânea, se se pode dizê-lo, as Leis da Vibração da Luz Una em suas estruturas, sem ter, jamais, buscado o que quer que fosse.

 
Lembrem-se de que Maria, como outras, sempre disseram que vocês estavam, neste período, na exata idade, no exato lugar e nas condições as mais exatas, que lhes permitem viver o que vocês vieram viver.

Muitos de vocês, desde as Núpcias de Luz de 26 de setembro, vivem contatos, mais ou menos aproximados, sob diferentes formas, com os planos multidimensionais.

 
Bem além das percepções Vibratórias, a própria consciência começa a modificar-se.

Vocês têm, disso, uma consciência, mais ou menos realçada, mas no mínimo, vocês percebem, mesmo em sua consciência e em suas estruturas, que as coisas, de uma maneira geral, estão mudando.

 
Foi-lhes recomendado, também, portar sua Atenção, sua consciência, ao máximo, nos instantes em que a Luz chama-os ao seu Alinhamento, à sua Unidade, nos momentos em que a Luz penetra-os, qualquer que seja a Coroa que se ative, pedindo-lhes Atenção e estado de Alinhamento.

Estado, se preferem, de oração Interior, de meditação.

Quaisquer que sejam os nomes que vocês possam dar, o importante é responder «sim» a essa Luz.

Do modo pelo qual vocês vivem esse «sim», do modo pelo qual vocês aquiescem à revelação da Luz – qualquer que seja sua forma, para vocês – vocês poderão, efetivamente, cruzar essa Porta Estreita, tornar-se cada vez mais Transparentes, cada vez mais Unificados, cada vez mais observadores de sua própria vida e do ambiente da Terra.

Não para desinteressarem-se do que vocês são, mas, bem ao contrário, para permitirem-se distanciar, no choque da Revelação final da Luz.

Não para separarem-se disso, mas, bem ao contrário, para permitirem-se, durante esses tempos – que são agora – oficiar como Ancoradores, Semeadores de Luz, mas, também, agora, como Seres que participam da Unidade, da Presença, que participam da Irradiação da Luz Una, por seu próprio estado de consciência.

 
Ainda uma vez eu repito – como tantos outros o disseram – que a Luz é Inteligência, que ela não tem necessidade de sua participação mental ou intelectual para agir em vocês, como através de vocês, a fim de difundir-se, amplamente, sobre esta Terra.

 
Nós contamos, nós, Conclave, com o conjunto de seres que vivem esses processos de abertura, a fim de acolher, sempre e sempre mais, o mecanismos de Luz, de alinhar-se cada vez mais, de aproveitar momentos de efusão de energia e de consciência – que nós oferecemos e que lhes oferece o Sol ou as irradiações cósmicas – a fim de trabalhar agora, eu diria, numa outra oitava de seu Serviço, numa outra oitava de sua Presença.

Isso demanda, de sua parte, ao mesmo tempo, uma abnegação e um Abandono total à Luz.

Tornar-se Luz, inteiramente, permitir-lhes-á, também, irradiar essa Luz sobre o conjunto de seus Irmãos e de suas Irmãs, a fim de realizar, todos juntos, por intermédio da Merkabah Interdimensional coletiva, um fenômeno e um mecanismo de amortização da Luz, permitindo aos seus Irmãos e Irmãs viverem, e ainda é tempo, o tempo da Luz neles, a fim de rememorarem-se do juramento da Fonte, da Promessa – que havia sido feita às almas e aos Espíritos que se precipitaram nesse mundo – que, um dia, vivia sua Liberação definitiva do confinamento.

 
Guardem presente, também, no espírito que, qualquer que seja seu estado: a Unidade a mais pura e o estado Crístico o mais puro, vocês não podem e não devem forçar o que quer que seja.

Vocês devem, simplesmente, deixar emanar sua Presença e a Luz que vocês recebem, sem nada ali acrescentar, sem nada ali aportar e sem nada dali subtrair.

 
Viver no Amor, na neutralidade a mais total, a fim de que aqueles de seus Irmãos e Irmãs, que ainda não estão abertos, vivam esse Reencontro com a Luz, nas condições ótimas, nas condições as mais propícias para a vinda do CRISTO, aquele que virá como um ladrão na noite.

 
Assim, bem amados Filhos da Luz e bem amadas Sementes de Estrelas, o Conclave Arcangélico atrai sua atenção a fim de que, mais do que nunca, sejam implementados os quatro Pilares do Coração, os quatro Pilares da cabeça, a saber: viver AQUI e AGORA, entre ÉTICA e INTEGRIDADE, no interior de seus quatro pilares.

Esse é o único modo de passar a Porta Estreita e, ao mesmo tempo, de amortecer o choque da humanidade, as Núpcias coletivas de Luz que, como lhes disse Maria, ser-lhes-ão anunciadas pelo Canto do Céu e da Terra, pelo anúncio de Maria, não importa em qual momento, doravante.

 
Restar-lhes-á, então, o tempo útil para pôr em ordem o que vocês são e preparar a recepção da Luz e preparar sua evolução na Luz.

E, também, é desse modo que vocês aportarão a ajuda a mais grandiosa e a mais humilde aos seus Irmãos e às suas Irmãs.

É desse modo que vocês servirão, o melhor possível, à Luz e à sua instalação.

É desse modo que vocês servirão, o melhor possível, à Ascensão final da Terra.

 
Nós sempre dissemos, desde vários meses, que não era necessário procurar data para eventos, porque vocês são o evento que permite o Advento do CRISTO.

 
Ao longo deste período – quer vocês tenham se juntado à Luz Una durante essas últimas semanas ou há numerosos anos – escutando o que nós dizíamos ou escutando, diretamente, seu próprio coração, vocês passaram, uns e outros, por mecanismos precisos que permitem, conforme o ritmo de cada um, aproximá-los desse momento.

As Núpcias de Luz são-lhes oferecidas, a título individual, num tempo extremamente curto, a fim de permitir-lhes preparar as Núpcias coletivas da Luz.

Do modo pelo qual vocês aceitam viver suas Núpcias individuais, do modo pelo qual vocês aceitam abandonar-se e dar-se à Luz Una desenrolar-se-á o mecanismo de estabelecimento da Luz, da Ascensão final da Terra e do Despertar final de seus Irmãos e de suas Irmãs encarnados sobre esta terra, permitindo a eles, então, viver o contato com CRISTO, o apelo do CRISTO e a ele responder.

 
O importante não é preocupar-se com a resposta que eles darão, porque cada um é livre, mas, efetivamente, fazer de modo a que a mensagem da Luz seja veiculada, amortizada, por sua Irradiação.

 
Afastem-se do que é complicado.

Lembrem-se da Simplicidade.

Afastem-se do que infla, no ego.

Lembrem-se da Humildade espiritual: aceitar nada ser, completamente, aqui, permite-lhes ser Tudo, na Unidade.

Não há meia-medida; vocês não podem ser um e o outro: ou é tudo aqui ou Tudo na Luz.

Não podem ser os dois.

Essas palavras foram-lhes pronunciadas de diferentes modos, mas vão tomar, nos dias que vocês vivem, uma importância cada vez mais crucial.

 
As Cruzes da Redenção, assim como as Cruzes mutáveis vão ativar-se numa outra banda de Luz, permitindo, então, o derramamento e a revelação de Luz de modo muito mais intenso, para cada um de vocês, em função do que vocês já viveram.

 
Lembrem-se, CRISTO havia dito: «àquele a quem tiver sido muito dado, ser-lhe-á muito pedido.

A Luz vem, agora, pedir-lhes para estarem na Humildade e na Simplicidade, na doação de si, na Transparência, na Pobreza e na Simplicidade da Infância, para permitir ao CRISTO estabelecer-se em seu Templo, bater à sua porta, a fim de que MIGUEL transpasse seu Coração e que METATRON rasgue, inteiramente, a bainha isolante de seu Coração, permitindo-lhes, então, trabalhar, no silêncio e na humildade de sua Presença, para o conjunto de seus Irmãos e de suas Irmãs.

 
Suas Núpcias de Luz devem ser vividas ou já são vividas.

Elas têm um objetivo e uma única finalidade: O Amor, porque o que vocês vivem assinala, para vocês, sua evolução na Luz.

 
Mas não se esqueçam de que existem todos os outros sobre esta Terra, que são uma parte e uma parcela do Todo.

Um Todo que é o Um.

Eles são vocês, como vocês são eles.

Então, não se julguem e não os julguem.

Contentem-se de deixar trabalhar a Luz Una.

Contentem-se de viver a Alegria da Simplicidade, da Humildade.

Não se desviem, jamais, da Luz, qualquer que seja a forma que possa tomar, para vocês, seu apelo, porque esse apelo lhes é específico e permite viver o Serviço, a doação de si, o Amor.

E é nesse Amor, bem além do amor conceitualizado pela cabeça do humano, é nesse Amor, bem além de qualquer relação afetiva que vocês reencontrarão, no Céu, nas Dimensões Unificadas, a Verdade e a Beleza de seu Ser.

 
Assim, nesses tempos extremamente reduzidos, da instalação total da Luz, é agora que vocês devem fazer prova do que não foram, alguns de vocês, capazes de estabelecer, até o presente.

Vivam a Alegria.

Vivam a Paz.

Vivam a Unidade e a Simplicidade.

É a coisa a mais fundamental, de tudo o que pode existir na vida e em sua vida, neste período específico que se abriu em 26 de setembro.

 
Como vocês sabem, uma multidão de eventos estão tomando curso em seus céus, na Terra, no cosmos.

Muitos de vocês percebem a modificação do Som da alma e do Espírito, assim como começam a perceber o Som do Céu e da Terra.

O sinal final será dado pela persistência e a generalização do Canto do Céu e da Terra, indicando-lhes, então, unicamente naquele momento, que tudo está encadeado para a última fase da Revelação final, para a última fase da Ascensão final da Terra e de sua Consciência.

 
Durante esses momentos que os separam desses instantes, resta-lhes fortificar a ancoragem da Luz, fortificar sua capacidade de Irradiação da Luz e vocês apenas podem Irradiar a Luz se aceitam Dar-se, Abandonar-se e deixar a Luz trabalhar, pela Transparência, no Interior de sua Consciência, no Interior de seu corpo, no Interior de sua alma.

Tornem-se, realmente, o que vocês São, ou seja, Seres de pura Luz.

 
Vocês vão viver, alguns e muitos de vocês, momentos de Graça cada vez mais importantes e cada vez mais excepcionais em relação ao seu estado habitual.

Isso vai permitir-lhes aclimatarem-se ao seu novo estado de Ser, diretamente religados à Existência, diretamente religados ao que vocês São, na Eternidade, permitindo-lhes extrair-se, sem dificuldade alguma, se vocês o aceitam, do efêmero de sua vida, a fim de entrar na vida Eterna; permitindo-lhes preparar a Ascensão final desta Terra, e permitindo-lhes, também, por sua simples Presença, amorosa e de Serviço, junto aos seus Irmãos e Irmãs, viver esse Reencontro.
Ninguém nesta Terra, assim como foi dito, poderá ignorar o que vem.

É claro, o olhar de cada um será profundamente diferente, conforme se trate do olhar da personalidade ou do olhar do Espírito,.

Como havia sido dito pelo Comandante (ndr: O.M. AÏVANHOV): haverá o olhar da lagarta e haverá, também, em vocês, o olhar da borboleta.

Os dois olhares sobrepor-se-ão, induzindo, por vezes, o que foi chamada a noite escura da alma.

 
De fato, vocês devem, hoje, superar os últimos apegos, transcendendo-os ou, antes, deixando-os transcender-se pela ação da Luz em vocês.

Assim, vocês concorrerão para sua própria Transparência e para sua própria Cristização, o que lhes permite, então, Irradiar.

É nesse estado de Irradiação que sua vida deve, doravante, desenrolar-se.

É uma vida de Graça, que tem suas exigências, mas a Liberdade é a esse preço: aquele de levar a efeito a escolha da Luz ou a escolha de sua vida.

 
Eu não repetirei as palavras do CRISTO, que foram pronunciadas abundantemente nesses últimos tempos, porque elas são as imagens que devem permitir-lhes, no sentido o mais profundo, ir para o que vocês São, para consumar o sentido de sua Presença sobre esta Terra, o sentido de sua missão e o sentido do que eu seria tentado a chamar sua consumação, porque os tempos estão consumados e, como lhes disse Maria: no Espírito, tudo está consumado.

 
Mesmo se a noite escura da alma os faça dizer: «meu Pai, por que me abandonastes?», isso é apenas o olhar fragmentado da personalidade.

A Luz intima-os a elevarem-se para além dessas zonas de turbulências, a fim de penetrarem, diretamente e em plena consciência, a Morada de Paz Suprema: lá onde se vive o Samadhi, onde se vive a Alegria, onde se vive a Unidade, fazendo com que toda sua vida que resta a correr nesse mundo preencha-se da Graça inefável da Luz Una, da Presença do CRISTO e de Maria, ao seu lado e em vocês.

 
Como algum de nós o disse, nós estamos ao mais perto de sua Consciência.

Do mesmo modo, a Luz Branca e sua Revelação está ao mais próximo da Terra.

Ela aperta o cinto, doravante, de sua atmosfera.

A Ele não resta mais do que descer ao solo desta Terra, a fim de fecundar e dar o impulso final ao apelo do núcleo da Terra pra viver sua Liberação.

Isso se desenrolará de um instante para o outro, deixando-lhes uma margem de manobra, ligada ao Canto do Céu e da Terra, para aqueles de vocês, Filhos das Estrelas, que não alinharam, perfeitamente, sua Presença na Unidade, na Verdade e na Beleza.

 
Amados do Um, o anúncio que venho dar-lhes está na linha direta das intervenções do Anjo METATRON, de MARIA – que interveio em dois tempos em seu dia de Núpcias de Luz – (ndr: as duas intervenções de MARIA, de 26 de setembro, encontram-se na rubrica «mensagens a ler» de nosso site), porque ela interveio, portando a potência do conjunto dos Anciões, do conjunto de Estrelas, do conjunto do Conclave e, num segundo tempo, como Presença de Estado de Mãe entre vocês.

Hoje, vocês devem elevar a chama da Luz CRISTO.

Reste o tempo que restar.

A data é agora.

A data não é nem amanhã nem depois de amanhã.

Cada dia, cada minuto e cada sopro de sua vida que resta a percorrer devem ser focados nesse único objetivo: Transparência, Humildade, Simplicidade e Infância, a fim de viver o CRISTO e a fim de permitir-lhes consumar o sentido de sua presença nesse mundo.

 
Bem amados Filhos da Luz e bem amadas mentes de Estrelas, aí está a mensagem que o conjunto do Conclave Arcangélico dirige a vocês, por minhas palavras e por minha Vibração.

 
Eu permaneço, é claro, entre vocês, porque o tempo que me é atribuído não se escoou, para escutar o que vocês têm a perguntar-me, concernente, de maneira preferencial, ao que acabo de exprimir e de Vibrar em sua Consciência.

 
Questão: Como responder, com Simplicidade, às pessoas que fazem questões sobre o que vem?

Bem amado, nada há a responder, porque cada palavra que você pronunciasse, naquele momento, induziria não uma certeza e um apaziguamento provisório da dúvida, mas, bem ao contrário, reforçaria a ilusão das palavras pronunciadas e afastaria, ainda mais, esses seres de sua própria Luz.

O que há a fazer, nesses momentos, é compartilhar, com esses Irmãos e essas Irmãs, um instante de comunhão, no silêncio, sem usar palavras, sem usar do olhar, sem usar dos gestos, sem usar do mínimo magnetismo, mas, simplesmente, instalar-se, naquele momento, em sua Presença e deixar trabalhar a Luz.

 
Qualquer palavra, assim como vocês o constatam e constatarão cada vez mais, para aqueles que duvidam, fará apenas reforçar a dúvida.

Vocês nada podem mudar pelas palavras.

Vocês podem apenas Ser o testemunho da Luz, por sua Presença e por sua Irradiação.

Todo o resto irá direto ao malogro e à confrontação, que corre o risco de ser cada vez mais violento, conforme seus ambientes.
Quanto mais a Luz revelar-se, mais o Canto do Céu vai aparecer, mais aqueles de seus Irmãos e de suas Irmãs, ainda instalados na personalidade, estarão na reação em relação ao que vem, e isso é normal.

 
O olhar da lagarta não será, jamais, o olhar da borboleta.

 
Lembre-se de que, nesses momentos, o melhor Serviço que você pode oferecer, o melhor Amor que você pode oferecer é aquele que você emana quando você mesmo não está mais na emoção nem no mental, mas, efetivamente, instalado em sua própria Irradiação.

Durante esse período, nenhuma palavra poderá resolver o que quer que seja.

Só o silêncio permitirá à Luz trabalhar, pela Transparência, no interior do que vocês são.

 
Questão: SERETI havia falado de quatro colunas ligadas à revelação da Luz.

 
Bem amado, as Colunas revelam-se assim que os Pilares são postos.

Foi feita referência, é claro, a quatro Pilares do Coração.

Os Pilares e as colunas do Coração permitem, justamente, efetuar o que acabo de falar, ou seja, Irradiar a Luz do CRISTO, Irradiar a Luz da Fonte e deixar a Inteligência da Luz, que os atravessa, agir sobre seus Irmãos e suas Irmãs.

 
Se vocês misturam suas palavras, se vocês misturam suas emoções, seus pensamentos, seus prejulgamentos a isso, vocês obterão o efeito oposto àquele da Luz.

 
Não é mais tempo de explicar.

Não é mais tempo de progredir.

É tempo de Viver.

E isso é urgente.

 
Nessa urgência, vocês devem Viver a Paz e a Luz.

Nessa urgência, é necessário permitir à Transparência do que vocês São, permitir à Luz tocar, eu diria – de maneira horizontal e não mais descida vertical – seus Irmãos e suas Irmãs.

Para isso, façam silêncio.

Para isso, não utilizem qualquer artifício ligado às emoções, ligado à sedução ou ligado às relações existentes entre uns e outros.

Bem ao contrário.

 
Questão: para levar a efeito essa tarefa que você acaba de evocar, é necessário estar na proximidade física com esses Irmãos ou essas Irmãs?

 
Isso quereria dizer que você encara uma ação de proximidade.

O Amor não conhece qualquer proximidade, porque a Luz está por toda a parte e Ela não tem necessidade dessa proximidade.

 
No momento em que a Luz chama-os, se não há ninguém ao redor de vocês, então, deixem-se tomar pela Luz, porque a Luz é sua Essência e sua natureza, e a Transparência e sua Irradiação permitirão à Luz, vinda das Dimensões as mais altas, em sua Vibração a mais rápida, ser metabolizada, de algum modo, e assimilável por seus Irmãos e suas Irmãs, quaisquer que sejam e onde quer que estejam.

 
Isso poderá ser utilizado à vontade, por aquele que se põe questões no outro extremo da Terra e que vocês não conhecem, mas, também, por seus próximos.

Mas prestem, efetivamente, atenção para não dirigir a Luz por um ato de vontade, sobre um de seus parentes que nada pediu porque, naquele momento, vocês transgredirão e violarão a liberdade da alma e do Espírito.

 
Amar e Servir não tem necessidade de influenciar a Liberdade do outro.

Vocês nada têm a impor.

Vocês nada têm a demonstrar.

Vocês têm apenas que Ser.

O resto faz-se pela própria Luz e não por qualquer intervenção.

Vocês têm apenas que estar presentes, mas vocês nada têm a fazer, seja por aquele que está ao lado como pelo Irmão ou a Irmã que estaria no oposto do planeta.

 
Questão: sentir o Fogo do Coração significa que o ponto OD foi ativado?

 
Sim.

Cada vez mais, entre vocês, vão viver o Fogo do Coração agora, porque a densidade de Partículas Adamantinas organiza-se de maneira ainda mais inteligente do que era o caso até o presente.

 
CRISTO vem bater à porta.

MIGUEL vem bater à porta.

MARIA está ao seu lado e METATRON abriu a Porta Posterior.

 
Então, sim, durante este período, é exatamente o que vocês vivem.

E se vocês o vivem, lembrem-se, ainda mais, de sua responsabilidade de ali não misturar uma vontade – qualquer que seja –, de ali não misturar um medo ou um apego – qualquer que seja.

 
Questão: quando o Fogo do Coração está ativado, isso significa que há Vibração do Coração e ativação da Coroa Radiante do Coração?

Sim.

A intensidade da Transparência que vocês poderão estabelecer, naquele momento, a qualidade dessa Transparência será função apenas de sua capacidade para apagar-se, para deixar todo o lugar para CRISTO e para sua Presença na Unidade.
Questão: sentir o Fogo do Coração significa que a Porta Estreita está ativa ou aberta?

Eu dou exatamente a mesma resposta que para a questão que foi similar (ndr: questão precedente), ou seja: sim.

Questão: a passagem da Porta Estreita é associada a um fenômeno físico de ruptura?

 
Isso pode, bem amada, efetivamente, ser percebido como uma ruptura.

A passagem da Porta Estreita acompanha-se, de maneira audível ou, por vezes, física, de uma ruptura.

É essa ruptura que foi referida para o pericárdio.

Do mesmo modo que existiram, nesse Sistema Solar, três envelopes isolantes, existiram, nesse Templo que é seu corpo, três envelopes isolantes.

O primeiro envelope isolante foi rasgado pelo apelo da Luz que permitiu a vocês reencontrar-se nas partes as mais altas da personalidade.

A segunda ruptura ocorreu quando da passagem da garganta e fez-se – no ano passado, eu seu ano 2010, no mês de dezembro – sob a intervenção do Anjo URIEL.

A última ruptura faz-se, doravante, pelo impulso Metatrônico da Porta posterior do CRISTO e da Porta Estreita, conjugando seus efeitos para permitir-lhes estabelecer-se no Coração.

 
Questão: quando se sente o Fogo do Coração, os quatro Pilares estão ativos?

Na maior parte do tempo, sim.

 
Questão: existem outros meios físicos como os cristais para religar-se à Fonte?

Bem amado, sua própria Consciência.

Agora, o que você entende por meios físicos?

De que você fala?

O Coração é o Coração.

Não há necessidade de mais nada que não do Coração.

Não há necessidade de qualquer elemento exterior ao Coração.

A mudança dimensional é uma Reconexão Eterna à Fonte.

 
Não temos mais perguntas. Agradecemos.

 
Bem amados Filhos da Luz, bem amadas Sementes de Estrelas, em meu próprio nome e em minha própria Presença, além do Conclave, eu lhes peço para honrar minha Presença em sua Presença.

Eu persistirei em seu Coração, em seu Alinhamento.

 
Que a Paz e o Coração sejam sua Morada Eterna.

... Efusão Vibratória...


Até já.

___________________

Mensagem publicada em 29 de setembro, pelo site AUTRES DIMENSIONS.
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo. Se você deseja divulgá-las, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: http://www.autresdimensions.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário