atendimentos

BEM-VINDOS!

Orientações, consultas, partilhas e atendimentos: via skype ou presencial.

Para marcar um horário, escrevam para o email fernanda.manzoli@gmail.com

" Todos os tipos de relacionamentos proporcionam transformação, tomada de consciência e crescimento pessoal e espiritual "

Espero você para este sagrado encontro!!

Somos todos UM!

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

COLETÂNEA: ACESSO AO CORPO DE ESTADO DE SER OU CORPO DE EXISTÊNCIA - AUTRES DIMENSIONS



Do mesmo modo que em seus espaços de alinhamento à sua própria Presença, alguns de vocês sentirão, em número importante, o sentimento de estar preso pelos tornozelos ou pelos pulsos. Isso é proteção de sua própria Existência [Estado de Ser] para que vocês não desapareçam, pelo momento, desse plano.
Temos necessidade de vocês nesse plano. Entendo por plano, o Plano e seu plano dimensional. Vocês todos, sem exceção, fazem parte de um plano que aceitaram desde sua primeira descida nesta Ilusão. O acesso à Existência, o acesso à Vibração e à Presença de seu próprio Coração não está aí para revelar-lhes suas memórias de vidas passadas, mas a memória final de sua promessa e do juramento da Fonte. É esse despertar que assinalará seu desaparecimento desse plano e sua entrada na Glória.

Foi necessário primeiramente realizar, nesse sistema solar, a ‘ressonância do Sol e da Terra’, permitindo receber, de maneira muito mais intensiva do que o que era o caso, na matriz, a Vibração mesmo da Fonte. Isso foi concretizado pelos Casamentos Celestes, que conduziram, para alguns seres humanos, à capacidade de se estabelecer na Existência e de ali viajar. Agora, a segunda onda está em curso. Ela corresponde à ‘ativação do Fogo do Coração’ e, portanto, à conexão entre o corpo da personalidade e o corpo da Existência. É esta conexão, pela irrupção do Supramental em suas células, que permite efetivamente viver o Fogo do Coração.

Pode-se dizer que o Triângulo Sagrado e o Despertar do Kundalini permitirão dar o impulso, necessário e suficiente, a fim de passar a totalidade de sua consciência ao Corpo de Existência. Isso explica que, considerando o alinhamento das três Lareiras que vocês vivem hoje, algumas pessoas têm o sentimento de estarem aprisionadas ao nível dos pulsos ou dos tornozelos. Isso é uma proteção, colocada pelo próprio Espírito, a fim de manter esse corpo de densidade até o momento oportuno, assumindo, assim, seu papel de Semeador, de Ancorador e de Despertador da Luz. Senão, eu posso assegurar-lhes que há muito tempo já teriam partido.

Questão: vocês impedem algumas pessoas de viajar, porque elas devem permanecer ainda algum tempo...
Quem é que impede?
Vocês nos fazem levar um peso que não temos.
São medidas que são tomadas diretamente por seu Anjo Guardião.

Questão: o anjo guardião poderia então deixar partir alguns minutos e «obrigar» a voltar?
Não, para alguns, se partem, não voltam mais.
Portanto, para esses seres, é preciso esperar o último minuto.
Recordem-se de que, no ano passado, era partir na Existência, mas que, hoje, o esquema é um pouco diferente: é a Existência que vem a vocês. E é muito mais importante, é isso que transmuta a matéria e que a eleva, que a ascensiona, se preferem. Há a mesma qualidade Vibratória se vocês estabelecem o Fogo do Coração, como se partem na Existência deixando o corpo. Assim, efetivamente, o mais importante, hoje, não é partir na Existência, é ‘acolher a Existência’, porque os movimentos de energia são diferentes, agora. Como Miguel anunciou, Cristo estará em breve de volta, em vocês, através do Fogo do Coração. Então, alguns de vocês têm a chance de viajar na Existência, voltar e, em breve, reencontrar o Cristo.

Pergunta: durante essas efusões e a sua intervenção, minhas pernas se tornam pesadas e se comprimem na terra. Por quê?
Meu Filho, isso corresponde ao que eu expressei.
Eu falei de amarrar os tornozelos, mas, para alguns, são realmente as pernas de chumbo, impedindo, na verdade, você de se juntar muito cedo à sua Existência.
Novamente, o trabalho é aqui, no momento.
Não é em outros locais.

De fato, a um dado momento, e assim como isso lhes foi também significado pelo Arcanjo Uriel, quando de sua penúltima intervenção como de sua última intervenção, há, doravante, uma ‘ponte de Luz’ muito mais estável estabelecida entre o Sol e a Terra, permitindo a muitos de vocês acolherem, mesmo no corpo de personalidade, a Vibração do corpo da Existência.
É exatamente o que acontece, em você, hoje.

Tanto mais que existem, ao nível dos processos ascensionais que vocês vivem doravante, dores que aparecem por vezes ao nível dos tornozelos, ao nível das raízes dos membros ou ao nível dos membros. Estas, como o sabem, são destinadas a impedi-los de saírem para seu Corpo de Existência.

O acesso à Vibração da Existência e ao Corpo de Existência realizar-se-á, muito mais facilmente, nesse Corpo. Para alguns de vocês, os laços ao nível dos tornozelos, dos punhos ou dos membros, que os impediam, literalmente, de juntar-se à sua Existência, serão suprimidos. Muitos de vocês, então, viverão, em Consciência e inteiramente, esta liberação.

Questão: essas cadeias são justamente para impedir as pessoas de partir?
Qual é a razão de partir se o Corpo de Existência vem a vocês, aqui?

Questão: a liberação total do Sol permitiu a liberação total dos Corpos de Existência?
A liberação dos Corpos de Existência é total, necessário ainda que as resistências, ainda presentes no ‘Corpo de Desejo’ ou ‘Corpo de Personalidade’, sejam suficientemente aliviadas para que, pela ressonância e atração, o Corpo de Existência seja guiado diretamente, para que a justaposição desses dois Corpos possa se fazer. Isto está a caminho. Mas não há mais obstáculo, exceto seus próprios obstáculos Interiores.

Questão: esse contato com o Corpo de Existência pode supor um risco de deixar esse Plano?
Caro Irmão, permita-me dizer que desaparecer desse Plano não é um risco, mas um favor. Hoje é um favor, desde muito pouco tempo.

Alguns, também, não têm o direito de aceder à Eternidade pelo momento, sem isso, eles não voltariam. Mas isso já lhes disseram. Há seres que, durante as meditações de 19h, vão sentir como se fossem apertados os tornozelos ou os punhos, por vezes as pernas ou os braços. Estes não têm o direito de partir, porque, se eles partissem na Existência, não voltariam. Ora, como nós sempre dissemos, os Arcanjos e nós também, nós temos necessidade de vocês aqui.
Por conseguinte, vocês podem muito bem ter feito a escolha da Existência e da multidimensionalidade e ali não aceder pelo momento, porque vocês são retidos pela ‘missão’, pelo ‘sentido de responsabilidade’, nesse corpo, nesta Vibração de Alegria, mas vocês não podem dele sair.

Há seres que podem sair, cada vez mais numerosos, pelo menos de modo transitório excepcional, como de modo regular. Enquanto que aqueles que escolheram a 3ª Dimensão dita Unificada, progressivamente e à medida das semanas, vão perder o que se chama a ‘Vibração do Coração’, que é a Vibração de acesso à Existência. Aqueles que, em contrapartida, ainda não viajaram na Existência, mas que abriram as Coroas e que sentiam menos o Coração, vão senti-lo cada vez mais. É tão simples assim. É um problema de ‘encanamento’, vejam vocês, não é complicado.

Questão: que fazer quando se sente a Coroa da cabeça, mas não a do Coração?
Recordem-se de que o chakra do Coração é a porta de saída.
E, se abrisse a porta de saída, esses Seres que nada sentem, eles partiriam imediatamente. E, portanto, há Seres que são capazes de sentir o Coração e de irem à Existência e de voltarem. E outros, se lhes permitisse isso, obviamente, eles não permaneceriam sobre a Terra. Agora, há, efetivamente, seres que não percebem ainda a Vibração da Coroa Radiante do Coração porque, se percebessem, ativariam inteiramente e deixariam esse Plano.
E o objetivo não é deixar esse Plano agora.
Vocês estão nos primeiros camarotes.
Não vão deixar esse Plano agora, não é?
Coisas apaixonantes vão chegar.

Questão: a Consciência da Existência é viver os alinhamentos sem ter vontade de voltar?
Não, é viajar no multidimensional, ir ao Sol, ir num outro planeta, num outro sistema solar. Vocês têm a Consciência da Existência pelas Coroas Radiantes, pela Paz, pelo Samadhi, mas muitos de vocês, mesmo se os laços foram retirados ao nível dos tornozelos, não penetram ainda conscientemente o corpo de Existência.

Pergunta: a que correspondem os momentos de estase que se pode viver?
Os momentos de estase correspondem ao estabelecimento da Consciência Turiya.
Ela os faz sair, extrair-se, de qualquer modo da Ilusão, cada um ao seu ritmo.
Alguns de vocês vivem momentos chamados de estase, fazendo-os sair, já, da Matriz, em Consciência. Resta agora sair deste corpo e desta alma, de uma maneira ou de outra.

Pergunta: o que significa “retirar o corpo da Matriz”?
Bem amada, isso significa o fim deste corpo e o fim desta alma.

Pergunta: ter o corpo percorrido integralmente por Vibrações assinala um acesso ao Estado de Ser?
Isso corresponde ao desdobramento da irradiação da Luz, chamada de Fogo do Corpo, ao nível do corpo. O acesso ao Estado de Ser [Existência] ocorre de duas maneiras: ou por reprodução do Corpo de Estado de Ser em meio à estrutura corporal de 3ª Dimensão dissociada. Naquele momento, ativa-se, nesse corpo, um conjunto de circuitos e de funções, algo que vocês vivenciaram. O acesso ao Estado de Ser pode ocorrer também, independentemente desse corpo, formando em sobreposição um Corpo de Estado de Ser. Em um caso como no outro, a Vibração é efetivamente o que permite aceder a esse Corpo de Estado de Ser. O Corpo de Estado de Ser ou Corpo de Glória ou Corpo imortal ou Corpo da Ressurreição ser-lhes-á restituído a partir da Eterização do planeta.

Pergunta: a que corresponde o fato, durante um protocolo, de sentir a parte do tronco completamente liberada, enquanto que os tornozelos estão plantados no solo?
Bem amado, os laços dos tornozelos foram liberados para toda a humanidade.
Mas para alguns seres, é indispensável mantê-los ainda para evitar uma partida muito antecipada.

Questão: o Corpo de Existência apresenta-se sob a forma de um corpo, realmente?
Mas há sempre um corpo.
Esse corpo é mutável, ele não está fixo no carbono.
Ele toma uma forma diferente, segundo as Dimensões que vocês percorrem.
O Espírito, tal como vocês o nomeiam, de seu ponto de vista, é uma abstração total. Mas o Corpo de Existência é o Espírito, é seu Veículo, é o que vocês São.
Se você prefere, suprima a palavra Corpo e chame a isso Veículo (o que isso é, aliás).

Questão: foi dito que os laços nos pulsos e tornozelos não eram mais úteis, mas eu os sinto sempre. Por quê?
Os laços foram retirados, mas há aqueles nos quais se deixa um pouco mais os laços, ainda. É assim. Porque há aqueles que aproveitariam para partir, hein, se se retirasse tudo deles (os laços).

Há Almas – como nós já especificamos – para quem é preferível não ir ao Sol, imediatamente, senão, não haveria retorno algum e, como nós sempre dissemos, nós temos necessidade de vocês – os Semeadores e os Ancoradores de Luz – até o fim desta Dimensão.

Os Pontos do corpo são as Portas e as Estrelas.
Os Pontos do corpo são as Coroas Radiantes.
Os Pontos e as Portas podem ser os tornozelos e os pulsos, as mãos e os pés.
Lembrem-se de que esses Pontos, Portas ou Estrelas são lugares de Reencontro Interdimensional, entre seu corpo de carne e seu Corpo de Existência, ou seja, com o Espírito.

Vocês podem também, para alguns de vocês, não mais ser tributários dos laços dos pulsos, e dos laços dos tornozelos, que os confinava nesse corpo, permitindo-lhes viver, nesse corpo e fora desse corpo, a Vibração total do Si.
Vocês podem, naquele momento, Fusionar com não importa qual Consciência.

Quando a Porta OD é cruzada, há Crucificação e Ressurreição.
O Corpo de Existência instala-se e a Consciência Ilimitada instala-se.
Estando presentes sobre esse mundo, obviamente que existe, ainda, uma personalidade, mas não é mais ela que dirige, não é mais ela que decide, mas, efetivamente, a Luz.


Enviado por Rosa
Trechos extraídos das mensagens do site
Traduzidas para o português por:
Seleção e edição: Zulma Peixinho
http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário