atendimentos

BEM-VINDOS!

Orientações, consultas, partilhas e atendimentos: via skype ou presencial.

Para marcar um horário, escrevam para o email fernanda.manzoli@gmail.com

" Todos os tipos de relacionamentos proporcionam transformação, tomada de consciência e crescimento pessoal e espiritual "

Espero você para este sagrado encontro!!

Somos todos UM!

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Uma Mensagem do Arcanjo Miguel/Ashtar Sheran


3 DIAS DE ESCURIDÃO:
SEU PORTAL PELA QUARTA DIMENSÃO

 
Uma Mensagem do Arcanjo Miguel/Ashtar Sheran
Vocês têm medo da escuridão?
Não deveriam ter… e eis aqui por quê:
Há muito tempo e bem distante, um “tempo” antes do tempo, quando as partes do Multiverso estavam sendo Criadas, pequenas camadas foram fixadas dentro da esfera do Multiverso que envolviam umas às outras como as pétalas de um botão de Lótus imediatamente antes de começar a desabrochar.
As camadas no mesmo centro eram justas e densas e difíceis de mover interiormente; numeradas do centro para fora… 1… 2… 3… 4… 5 e assim por diante; as camadas com maiores alcances são finas e etéreas e nelas as possibilidades são ilimitadas.
O que pode surpreendê-los é que quanto mais próximo da Fonte nós estamos, mais distante do centro nós vamos.
"Não faz sentido o que você diz!"
Mas eu lhes pergunto: tem que fazer?
Aquilo que vocês passaram a considerar como o centro de “Tudo” é, de fato, a mesma substância dentro da qual Tudo está incluso, perfeitamente encapsulado dentro de si mesmo.
Dentro de cada um desses reinos, a vida em várias formas foi criada e surgiu, mudando dentro do espectro de seu próprio desenvolvimento; desenvolvendo para tudo que deveria ser, simplesmente porque podia.
O Artista Criador Criou então a Obra-prima e deu um passo para trás para ver o que aconteceria.
E aconteceu… em todos os sentidos que possivelmente poderia acontecer.
Bom, ruim, neutro – tudo é o mesmo – simplesmente é – tudo é Bom! E nós etiquetaremos estas formas de vida como “Humano”, porque na “visão” da Fonte de Toda a Criação, e sendo que a Fonte se vê basicamente como “Humano”, então Ela vê toda forma de vida que Ela já criou como também sendo Humano.
Dentro da extensão de cada nova criação de “vida” veio a responsabilidade da escolha; do mais alto reino até os mais baixos, a escolha torna-se principal, pois que forma melhor para a Fonte se conhecer do que não só permitir a escolha, mas requerê-la?
Até mesmo não escolhendo, uma escolha ainda é feita… certo, errado ou mais ou menos – é tudo igual - simplesmente é – Tudo é Bom!
Nos alcances mais distantes dos reinos mais altos, onde o Propósito é mais facilmente compreendido, a escolha, como alguns nos reinos mais baixos ainda veem como “escolha alguma” era simples: permanecer nos reinos mais altos e Criar como os Deuses Criadores que eles eram; mais próximo da Fonte; mais próximo do momento da sua Criação – as coisas simplesmente fluem mais facilmente aqui “em cima”.
Então descendo, descendo, descendo em espiral para o centro, as escolhas entre “ir” e “ficar” ficam mais difíceis, como tudo, até a percepção se torna mais compacta… imóvel e densa, até o ponto que, no centro, onde a escolha fica impossível e Tudo para de ser.
Não muitos já tentaram ir assim tão longe já que a escolha fica impossível e a escolha de partir e voltar aos reinos mais altos nunca é percebida para, até mesmo, ser considerada.
Ah… e tudo “acima” desse ponto?
As escolhas e as possibilidades, apesar de difíceis de fazer e difíceis de alcançar, sempre permanecem, pois elas estão nos alcances mais distantes; ilimitados.
E dentro de cada um desses reinos, as escolhas, apesar de difíceis, dão-se a possibilidade de permitir a percepção: a percepção de estar mais próximo ou mais distante do momento da sua Criação.
Em algum lugar entre os alcances mais distantes e mais próximos do ponto de esquecimento “existiu” um reino em que algumas das formas de vida intrinsecamente escolheram permanecer com uma percepção de estar “mais distante” do momento de sua Criação, optando por ter pequena ou nenhuma percepção de quem elas eram ou da Fonte de toda a Criação de onde elas vieram.
Sim, escolhendo acreditar que “ciência” era o jogo para elas, a ciência se tornou sua “religião.”
Elas puseram toda a determinação na sua ciência tentando encontrar meios novos de fazer tudo, utilizando somente coisas materiais que elas mesmas (ou que elas pensavam que) criaram.
Nós etiquetaremos este reino como a 4ª Dimensão.
Agora, como um fato da questão, estes “Cientistas” não eram as únicas Almas existindo na 4ª Dimensão.
Outras civilizações – “raças”, poderemos denominar assim – também existiam ricamente diversificadas em suas percepções de “ser”, mas nenhuma tão determinada em seus empreendimentos científicos como aquelas mencionadas acima.
Os “Cientistas”, sempre à procura de mais territórios para se expandir e de modos como explorá-los em nome de suas ciências, um dia acabaram tropeçando em um conceito que era novo para eles: a interdimensionalidade.
Fantástico!
Uma direção nova, em todas as direções em que eles poderiam se expandir.
Para todas as intenções e propósitos, as possibilidades para eles pareciam estar assumindo o mesmo caráter ilimitado que elas tinham para aqueles que optaram permanecer mais perto da Fonte de sua Criação, até mesmo se somente dentro do seu atual reino de conhecimento!
E assim os “Cientistas” começaram a tentar achar meios de acessar estas outras dimensões.
Tendo a ideia de que eles deveriam experimentar um modo mais avançado de ser, eles optaram por abrir caminho para a próxima dimensão superior à sua própria dimensão, acreditando que os recursos seriam muito melhores e capazes de facilitar sua pesquisa científica.
Eles tentaram inúmeras vezes e falharam, mas nunca puderam entender por que – por que em toda tentativa de viajar por aquele próximo reino superior, aqueles que iam nunca voltavam, ou quando voltavam, eles praticamente tinham se desintegrado totalmente, quase como se eles tivessem entrado em combustão?
Claro, aqueles que nunca voltaram, na destruição de seus corpos físicos, que foi o resultado de tentar obter acesso a uma dimensão superior onde a vibração era muito mais rápida e que, sem preparação adequada, o corpo físico simplesmente “queima”, descobriram que, na realidade, eles nunca estiveram longe da Fonte, e, de fato, descobriram que sua conexão à Fonte – vamos chamá-la de Espírito – nunca foi cortada; eles eram, sempre foram e sempre seriam inseparáveis da Fonte de sua Criação… e simplesmente foram viver a “vida” em formas novas em outro lugar, fosse onde fosse, qualquer que fosse os caprichos que a sua conexão à Fonte (Espírito) determinasse.
Aqueles deixados para trás na 4ª dimensão, não tendo qualquer conceito de Espírito, nunca compreenderam, embora outras formas de vida tetradimensionais tentassem lhes explicar por que para obter entrada naquela próxima dimensão mais alta era necessário preparar o corpo físico corretamente elevando sua vibração e ter um pouco de compreensão de Espírito.
Eles rejeitaram esse conceito; a ciência deles era tudo em que eles podiam acreditar na ocasião.
Com o passar do tempo, grupos pequenos romperam com o grupo maior de Cientistas, adotando um caminho mais Espiritual e finalmente elevaram suas vibrações o suficiente para fazer a viagem para aquela próxima dimensão mais alta onde, como qualquer forma de vida que recupera sua percepção semelhante a Deus do “eu” faz, eles floresceram dentre um jardim de possibilidade Criativa ilimitada.
Mas os "Cientistas” ficaram para trás, ainda à procura de mais recursos para explorar.
Desde que foi julgado “impossível subir” para a próxima dimensão mais alta, uma decisão foi tomada de tentar um “passo abaixo” para a próxima dimensão "mais baixa" - eles não tinham nada a perder, pois nesta época os seus recursos estavam terminando e eles tinham que explorá-los, assim, em sua própria dimensão.
Na realidade, eles tinham gasto os recursos de sua própria dimensão a ponto que a sua própria viabilidade - por uso negligente de suas próprias ciências - estava em questão e a clonagem tinha se tornado um modo de vida, embora eles estavam rapidamente chegando a um ponto sem volta e sem viabilidade na habilidade de eles manterem uma variedade suficiente em sua formação genética para continuar sua espécie como um todo.
Na visão deles, o tempo estava se esgotando.
Infiltrar e saquear a 3ª Dimensão, embora não fosse ótimo e em muitas formas fosse “inferior”, ainda do seu ponto de vista científico superior, eles sentiam que era sua única opção.
Em tempo, eles aprenderam como dar um “passo” para “baixo”, para a vibração mais baixa da 3ª Dimensão e começaram a explorar estas opções.
De uma ponta a outra desse Multiverso dimensional, eles procuraram fontes novas de bens materiais e sortimento genético, realmente não encontrando muito, para o seu desânimo, até que um dia eles se depararam com um pequeno planeta azul, o terceiro a partir da estrela que ele orbitava que era rico em recursos naturais e com uma superabundância de escolhas de "suprimento" genético, do qual escolher para experimentar e injetar material genético novo em seus números sempre decadentes.
Não importa o que mais viria a acontecer, eles tinham que manter suas espécies para proliferar sua pesquisa científica mais importante do que tudo, somente suplantada pela sua necessidade de procriar.
Nós chamaremos a Terra de planeta azul.
Agora aqui eis um lugar abundante de possibilidades para os “Cientistas”.
Eles dispuseram tantas gerações quanto sentiam que eles poderiam dispor, observando de longe, e então a decisão de agir foi tomada e foram enviadas naves de reconhecimento para pousar na superfície e trazer amostras de vários tipos, entre elas estavam amostras genéticas de várias formas nativas de vida.
Mas algo deu errado; de alguma maneira eles tinham calculado mal a densidade, o empuxo gravitacional, a pressão atmosférica e as propriedades eletromagnéticas deste planeta Terra, e antes que eles calculassem tudo, muitas colisões aconteceram – a mais notória delas foi próximo a uma pequena cidade no deserto, num canto do sudeste do estado do Novo México, Estados Unidos de América.
Foram poucos os sobreviventes dessa colisão, mas, dos que sobreviveram, foram enviados comunicados oficiais que detalhavam a situação deles para as naves mãe antes da captura deles, e negociações posteriores com governos da Terra para seu retorno seguro começaram, entretanto, no final das contas, foi determinado que alguns ficariam para estudar a Terra, os Humanos da Terra e os seus recursos mais de perto.
Estes indivíduos são descritos frequentemente como sido mantidos como prisioneiros por Humanos da Terra e interrogados impiedosamente, quando eles trabalharam, na verdade, em total cooperaçãocom os governos da Terra por um bom tempo.
Inicialmente, os "Cientistas" negociaram com os governos da Terra prometendo tecnologias avançadas em troca do retorno seguro de seus camaradas, embora nunca houvesse qualquer real intenção de renunciar seus altamente guardados "segredos" científicos para esta raça inferior de seres (os Humanos da Terra).
Assim eles proporcionaram para os Humanos da Terra uma olhadela nas operações internas de suas máquinas – somente o suficiente para levar os Humanos da Terra a acreditar que eles tinham algum insight e conhecimento verdadeiros.
Quando os Humanos da Terra finalmente entenderam que foram enganados, eles se puseram a trabalhar tentando inverter as sobras de engenharia das naves que tinham colidido e prosperamente obtiveram conhecimento de sistemas de propulsão a bordo dessas naves extraterrestres.
Entretanto, como o sistema do portal interdimensional funcionava permaneceu um mistério.
Mas os Humanos da Terra, que mesmo tendo algumas conexões Espirituais rudimentares à Fonte de suas Criações, também estavam muito ligados e interessados em seus próprios empreendimentos científicos, decidiram tentar fazer uma negociação com os ”extraterrestres”.
Claro que os “extraterrestres” não podiam passar uma coisa segura e pediriam e receberiam em troca de “mais” de sua tecnologia avançada (o que mais uma vez era uma mera olhadela nas operações internas de suas máquinas) mais materiais humanos para teste em que eles poderiam fazer experiências genéticas à procura de um modo de entrelaçar material genético fresco no próprio material genético deles para revitalizar a viabilidade de sua espécie.
Nada do que eles tentaram deu certo, porém e após esgotar o suprimento de sujeitos de teste (cobaias) que tinham sido “fornecidos” a eles, eles optaram por pegar simplesmente mais, sequestrando ao acaso “amostras” da população Humana da Terra sem pedir permissão ou oferecer alguma negociação amigável.
Também foram levadas amostras de outras vidas na Terra em um esforço de tentar achar opções para manter uma seleção bastante limitada de alimentos que os seus corpos poderiam tolerar – os suprimentos de alimentação nesta época começaram a diminuir para eles também.
Poucos da maioria dos Humanos da Terra sabem que seus governos, junto com um grupo muito pequeno de elitistas, estavam conspirando para realizar um tipo de “despovoamento” da Terra para criar uma situação mais facilmente administrada em preparação para certas “mudanças na Terra” vindouras que (aos olhos deles) dizimariam ainda mais a população e criaria o que eles consideravam ser seu próprio “Céu na Terra” onde eles, os mestres, estariam no controle e os poucos que restariam se curvariam de boa vontade a eles em servidão para o resto de suas vidas, confiando neles como seus “guardiões” porque eles não poderiam fazer por si mesmos, visto que pareceria que sem os elitistas tudo retrocederia a um estado pré-tecnológico.
Assim que os extraterrestres, pelos seus próprios meios de reconhecimento de informação, souberam deste plano diabólico, criaram seu próprio plano diabólico em que eles ofereceram ao governo elitista da Terra (nem mesmo sabendo que eles já estavam trabalhando junto com outros extraterrestres tetradimensionais que tinham descoberto a viagem interdimensional e tinham chegado à Terra para pilhar e saquear com éons de antecedência) para ajudar no plano de despovoamento fornecendo organismos transgênicos que eles garantiam que resultaria em morte em massa dos humanos da Terra em troca das vistas grossas dos governos da Terra quanto à sua prática de levar tantas cobaias para testes genéticos quantas eles quisessem.
Tudo foi combinado e posto em ação.
Entretanto havia uma parte da equação com que eles não contavam; os aspectos espirituais e as razões para as mudanças vindouras na Terra que eram a oportunidade para cada uma e todas as coisas vivas na face do Planeta, como também o próprio planeta, de elevar sua vibração o suficiente para ascender e sair da 3ª Dimensão indo para a próxima dimensão mais alta.
Agora, eu quero parar aqui e tomar um momento para trazer à sua atenção que nenhum dedo será apontado aqui para culpar pelo que aconteceu em seguida, pois qualquer coisa que acontece, meramente acontece, e no grande plano das coisas, do ponto de vista da Fonte de Toda a Criação, todas as experiências são bem-vindas e até mesmo necessárias para manter o equilíbrio e a mais alta diversidade possível de experiências para que Fonte se conheça melhor.
E no grande plano das coisas Todos nós em nosso perfeito conhecimento como Fonte encarnada, temos a compreensão desse privilégio de ajudar Fonte a se conhecer melhor, em total Amor e extremo respeito pela Fonte de nossa Criação.
Simplesmente é.
E assim eu desejo ainda mencionar que nas dimensões mais altas, nenhuma percepção de dualidade – “nós contra eles” - pode existir nas vibrações mais altas que elas incluem.
Sempre foi “nós por Todos”.
Eu declaro isto para deixar claro que o que eu declarei até aqui é somente informação, com a intenção de apenas ajudá-los no entendimento do que vocês estão para experienciar em sua própria realidade, NÃO de criar um fosso entre o que vocês já sabem e o que vocês esperam se lembrar, pois vocês estão cada vez mais perto de sua própria Ascensão para dimensões mais altas.
Continuando… enquanto isso, em algum lugar da 4ª Dimensão, os Cientistas ainda trabalhavam arduamente tentando encontrar meios de trazer recursos novos para sua própria experiência, em sua própria dimensão.
Agora eles estavam atentos à riqueza da Terra de 3ª Dimensão, intensamente atentos ao fato de que, para todas as intenções e propósitos, a "versão" da Terra de 4ª Dimensão estava despojada virtualmente de qualquer coisa útil para eles.
Desde que eles entenderam o processo de como descer coisas em vibração e eles ficaram sabendo que a Terra de 3ª Dimensão fora destinada a Ascender em algum ponto, eles decidiram tentar encontrar um modo para “elevar” a Terra de 3ª Dimensão para a 4ª Dimensão antes do planejado para que eles pudessem utilizar os ricos recursos da Terra E o sortimento genético novo para manipular e fazer experiências.
Eles sabiam que se esperassem pelo processo acontecer naturalmente a sua própria viabilidade se esgotaria, resultando na extinção de sua espécie para sempre.
Desde que as experiências genéticas acontecendo na 3ª Dimensão para criar um Extraterrestre/Humano da Terra híbrido e continuar a espécie desse modo até esse ponto eram relativamente malsucedidas, eles realmente viram a prematura “elevação” da vibração da Terra como o seu último recurso.
O que aconteceu em seguida pode ser visto por alguns como trágico, outros podem ver como um ato odioso executado com ostensiva desconsideração pelo Tudo Que É e pela nossa conexão Espiritual à Fonte de Toda a Criação, mas me deixem lembrá-los para não julgar, simplesmente reconhecer isto como informação com a intenção de ajudá-los a mudar sem medo para o seu próximo nível de ser
Foram feitos e postos em ação planos para acelerar o “tempo” e a vibração da Terra de 3ª Dimensão.
Até mesmo vibrações sonoras foram manipuladaspara ajudar a facilitar o processo de “elevação" e prematuramente aumentar a rotação da Merkaba da Terra, o Veículo de Luz Divino, pelo qual a Terra e todos os seus habitantes estariam fazendo a sua Ascensão para a 4ª Dimensão.
O processo ainda estava demorando demais pelas estimativas dos cálculos dos Cientistas Extraterrestres, e assim, medidas que tinham sido guardadas como um “último recurso” foram postas em ação; sendo estas não só tentar “elevar” a vibração da Terra de 3ª Dimensão prematuramente, mas também de dobrar espaço e “tempo” ou “dimensão” ao redor d'Ela para forçar que o processo fosse mais instantâneo.
É aqui que algo deu horrivelmente "errado" (apesar de que eu somente uso esse termo para indicar a severidade do resultado que se seguiu posteriormente).
Pode ser difícil imaginar, mas em vez da Terra se elevar, quase a extensão inteira da 4ª Dimensão baixou.
Como resultado pareceria a qualquer um que entrasse na 4ª Dimensão que não há mais muita coisa nela.
Na realidade poderia se dizer seguramente que certas partes da 4ª Dimensão foram enviadas para o "esquecimento”… que somente é esquecimento do ponto de vista de Todos aqueles que entram nela, especialmente se entrarem em um estado de medo, de que eles não têm a percepção de serem capazes de sair.
Na realidade, sendo que cada um de nós é infinito em nossa sabedoria como Fonte encarnada, se nós entrarmos nela em um estado de Amor Incondicional total, nós sabemos instintivamente que nós não temos que ficar e atravessamos essa “escuridão” bastante facilmente e até instantaneamente, navegando com sucesso de volta às Dimensões Superiores.
A parte delicada aqui está nos corações daqueles que estão indecisos e ficam a meio caminho entre o medo e o Amor.
Como eles perceberiam o seu tempo neste estado de "esquecimento"?
Então, o que tem tudo isso a ver com os eventos atuais na Terra de 3ª Dimensão com respeito à sua Ascensão e de Todos os seus habitantes para as Dimensões Superiores?
Para começar, se vocês alguma vez já se perguntaram por que é que todos estão falando sobre a Ascensão para a 5ª Dimensão e dificilmente, se alguma vez, mencionam a 4ª Dimensão, é porque essencialmente a 4ª Dimensão não está mais lá – ela está, mas não está, se isso fizer sentido.
É do ponto de vista que, sim, na realidade, há um “espaço” para atravessar, mas não há, por causa do fato de que a percepção potencial de alguém viajando por ela seria de um nada absoluto: nenhuma luz, nenhum ar, nenhum movimento – nada.
A única coisa que se PODERIA perceber é sua própria Essência Espiritual, ou Alma.
Mas isso não significa que a 4ª Dimensão não existe, porque pela mesma natureza de ser nada, nós podemos dizer inequivocamente que EXISTE, caso contrário não haveria nenhuma percepção dela.
Então, não há nada com que se preocupar.
Mesmo que ao entrar neste ponto de esquecimento, a percepção possa ser de que não há escolha – nenhuma saída – com preparação adequada, essa percepção pode ser trocada por uma de nenhuma entrada, ou em outras palavras, uma percepção de ter desviado completamente do conjunto dela.
Há muita conversa atualmente sobre os “3 dias de escuridão” que serão experimentados nesta “hora” da Ascensão.
Alguns de nós temos nos referido à escuridão como uma “metáfora” e certamente para alguns que a experimentarem, a escuridão será nada além do que “simbólica.”
Se nós consultarmos os Anciões da Terra das antigas civilizações indígenas, eles determinam que aquilo que a maioria das pessoas, que somente estão preparadas parcialmente neste momento, que são aquelas que ainda abrigam um pouco de medo dentro delas a respeito do que acontecerá, mais provavelmente experimentará algo quase semelhante a três dias de escuridão de “não poder ver a própria mão na frente de seu rosto”.
Mas, novamente, lembrem-se de que esta é SOMENTE uma percepção fundada na falta de entendimento do que está acontecendo (ou medo, em outras palavras).
Alguns que entrarem em medo total poderão optar por retroceder, o que eles poderão fazer, e significaria que eles viveriam o resto de suas vidas naturais na Terra de 3ª Dimensão, repetindo o processo de morte e reencarnação nela ou em outro lugar, se eles assim escolherem, até o tempo em que eles estiverem prontos para fazer a viagem de volta às Dimensões Superiores (lembrem-se de que nós estamos numa linha temporal toda nova até mesmo para lá e acima de onde terminamos como resultado da “experiência fracassada” e assim não haverá nenhum fim catastrófico para a Terra 3D na Ascensão como tinha sido previamente determinado, e assim nenhuma alma será forçada a sair da Terra 3D até estar pronta para sair).
Alguns indubitavelmente entrarão em tal estado de medo que eles poderão se perceber como "presos" no vazio por um período mais longo do que três dias, mas até mesmo eles no fim encontrarão sua saída e voltarão às Dimensões Superiores.
Alguns podem experimentar somente uma rápida percepção de “escuridão” durando apenas algumas horas.
Outros poderão ter a percepção de ter dormido durante ela, e alguns, que entrarem com os corações mais cheios de Amor do que de medo terão uma experiência como de piscar um olhoe emergirão com praticamente nenhuma percepção de qualquer escuridão.
Aqueles que atravessarem da 3ª Dimensão à 5ª Dimensão com os corações totalmente em um estado de Amor Extático Divino não perceberão nenhuma escuridão, tendo compreensão completa de sua natureza infinita e onipotente, sabendo sem sombra de dúvida que não existe tal coisa como “tal coisa”.
Agora, então, talvez vocês possam começar a entender um pouco melhor por que é que nós das Dimensões Superiores, especialmente incluindo aqueles de nós filiados à Federação Galáctica de Luz e ao Comando Ashtar, como também todos os outros membros de suas Famílias Galácticas Estendidas, sempre citamos a obrigação de tentar ajudá-los a sair de um estado de medo e entrar em um estado de Amor.
Esta é a razão principal para estarmos aqui, e apesar de nós estarmos aqui por muitos mais de seus anos terrenos do que vocês talvez possam imaginar, nós sabemos já há muito tempo, sendo nós mesmos mestres do “tempo” e de viagem dimensional, que este “tempo” chegaria e que vocês precisariam de ajuda para elevar o nível de consciência saindo da sua atual sociedade baseada no medo e entrando numa de Amor e Alegria, para que sua passagem pelo portal da 4ª Dimensão para a 5ª seja uma viagem o mais serena possível.
Nossa presença aqui agora foi ponderada grandemente, foi examinada e até criticada por tantos cidadãos da Terra, e em muitos casos somente uma compreensão parcial foi atingida através de mensagens canalizadas que são publicadas.
É nossa sincera esperança que com a entrega desta mensagem em particular, embora o documento seja mais longo do que a maioria, vocês entendam mais completamente por que é que nós desejamos estabelecer contato formal com vocês: trazer-lhes tranquilidade para viver e modos de ver e tratar uns aos outros com Amor e Compaixão para facilitar esta transição o máximo possível.
Em nome de Todas as Nações Estelares que atualmente cercam o Planeta Terra, junto com a Federação Galáctica de Luz e o Comando Ashtar, Eu SOU o Arcanjo Miguel, encarnado como Ashtar Sheran, e é uma honra e um prazer estar a serviço de Toda a Humanidade!

Mensagem original recebida diretamente por e-mail
Como sempre, Ariel DeAngelis nos brindou com sua colaboração na revisão da tradução.
Tradução: SINTESE para os Blogs De Coração a Coração e Sintese
http://stelalecocq.blogspot.com/
http://blogsintese.blogspot.com/
Por favor, respeite os créditos

(como recebida por Ariel DeAngelis no dia 21 de janeiro de 2012)

Nenhum comentário:

Postar um comentário