atendimentos

BEM-VINDOS!

Orientações, consultas, partilhas e atendimentos: via skype ou presencial.

Para marcar um horário, escrevam para o email fernanda.manzoli@gmail.com

" Todos os tipos de relacionamentos proporcionam transformação, tomada de consciência e crescimento pessoal e espiritual "

Espero você para este sagrado encontro!!

Somos todos UM!

domingo, 19 de dezembro de 2010

VAMOS FALAR DE TRANSIÇÃO PLANETÁRIA E CINTURÃO DE FÓTONS?
 ANTHONIO E THAÍS



1,2,3,4,5,6...12 segundos caminhando para 1 minuto, seguindo para 1 hora após 24 e mais 1 dia completará mais 1 semana que concluirá 1 mês e começaremos mais 1 ano. E assim viemos e vamos. Os átomos se movimentam, a Terra se movimenta promovendo o nosso tempo com suas rotações em torno de seu eixo. Junto a Terra todos os planetas do nosso sistema solar também girando ao redor do nosso sol local. Nosso sol local com todo o nosso sistema giram em torno do Sol Central, Alcione.



Alcione é envolvida por um anel magnético chamado cinturão de fótons, e cada passagem da Terra sob este cinturão é necessário aproximadamente 12.400 anos, ou seja meio ciclo. Foi na Lemúria e depois Atlântida, agora com esta atual humanidade. Pela primeira vez há a chance de passarmos pelo cinturão em corpos vivos. Toda a hierarquia cósmica está focada neste evento planetário inédito. Eles, através de canalizações e centenas de outras ações estão nos orientando a elevarmos a nossa vibração energética.



Eis a Transição Planetária, independentemente de profecias, vidências, manuscritos, canalizações, avisos de ETs e tudo que haja relacionado a isto, ela é uma realidade científica e comprovada historicamente por várias civilizações. A “ciência moderna” (moderna? Parece piada, ela tem pouco mais de 100 anos se comparada aos milênios de muitas transições) já admite o cinturão de fótons, inclusive a fonte mais manipuladora, mentirosa e omissa, a NASA, também já anunciou o cinturão. Com isto quero dizer que, assim como todos acreditam piamente que depois da primavera vem o verão, procurando aprender um pouco mais além deste mundinho chamado humanidade de 3D, poderão aprender que a entrada no cinturão é uma realidade que marca o início desta atual Transição Planetária.



Ao redor do cinturão de fótons há uma enorme barreira chamada Zona Nula, que contém uma região de incrível compressão energética. É um lugar onde os campos magnéticos estão tão fortemente entrelaçados entre si, que é impossível para qualquer tipo de campo magnético tridimensional atravessá-lo sem ser alterado.


Este fato significa que o campo magnético da Terra e o do Sol devem ser transformados em um novo tipo de magnetismo interdimensional. Por conseguinte, vocês devem esperar uma mudança nos campos elétricos, magnéticos e gravitacionais da Terra. Tal mudança já está ocorrendo atualmente.

Cinturão de Fótons


O nosso sistema solar gira em torno de Alcione, estrela central da constelação de Plêiades.



No início da década de 60, astrônomos detectaram pela primeira vez, através de satélites, que Alcione possui à sua volta um gigantesco anel, ou disco de radiação, em posição transversal ao plano das órbitas de todos os sistemas que giram em volta deste sol central.



Este anel de poeira cósmica foi chamado de cinturão de fótons, representando um marco do início de uma expansão da consciência além da terceira dimensão.

Desde o início da década de 70, o sistema Solar vem entrando no cinturão de fótons e recentemente a Terra começou a interagir com ele, e gradativamente está avançando sintonizando-nos com a quarta dimensão e nos preparando para receber a radiação de Alcione.





O Ponto Vermelho representa o nosso sistema solar.

O Ponto Amarelo representa Alcione, O Grande Sol Central.

A Linha Azul representa o cinturão de fótons.

O que é o Cinturão de Fótons?



É uma nuvem de poeira cósmica, de micropartículas de cargas totalmente positivas, desprendida do grande Sol central, denominada Alcione, que está situado nas Plêiades.



Ela é conhecida como nuvem de fótons ou cinturão de fótons e quer dizer cinturão de luz, ou nuvem de luz. Um fóton consiste na decomposição ou divisão do elétron, sendo a mais ínfima partícula de energia eletromagnética.

O cinturão de fótons tem uma dimensão imensa, por volta de 25.000 vezes maior que a nossa galáxia.



Esta grandiosa nuvem de poeira cósmica desprendida do grande sol central praticamente não se movimenta, ficando parada enquanto o nosso e também outros sistemas solares caminham de encontro a ela, no sentido anti-horário.

Imaginem o cinturão de fótons na forma de um imenso prato espalhado no cosmo. Imaginemos um ponto no lado A, à direita deste prato, e no lado esquerdo um ponto B.



O período que o Sistema Solar gasta para ir de A a B é aproximadamente 12.400 anos, e outros 12.400 anos para voltar ao ponto A novamente.



Isto significa que são 24.800 anos para que o Sistema Solar dê uma volta completa em torno dessa nuvem de fótons, e quando o Sistema Solar atinge um dos lados dessa nuvem de fótons, ocorrem várias mudanças em relação ao choque dessas micropartículas com outras partículas mais densas.



Todas as moléculas e átomos de nosso planeta passam por uma transformação sob a influência dos fótons que cria uma excitação molecular, gerando um tipo de luz constante, permanente.



Estas transformações que já estão ocorrendo em nosso planeta e também em todos os seres nele viventes, exigem uma readaptação a novos parâmetros, uma preparação especial para realizarmos uma mudança dimensional, além de uma maior expansão de nossa consciência.



Com isto, um novo campo de percepção está disponível para aqueles que aprenderem a ver os acontecimentos e fatos de outra forma.

Que mudanças no plano físico decorrerão da influência do cinturão de fótons?

As partículas deste gigantesco anel de fótons por serem totalmente positivas, alteram os prótons e elétrons de tudo aquilo que é matéria e que tem uma energia menor, inferior à energia desses fótons.

Isso provoca um choque, que poderíamos denominar choque anti-matéria.

Uma transição, uma mutação decorrida deste choque de partículas, potencializa nossos prótons e elétrons transformando-os em pósitrons (antipartícula do elétron), como se fosse uma só molécula, totalmente potencializada.


Um choque desse tipo com a matéria densa, ou melhor, inanimada, vai provocar alterações diversas; por exemplo, explosões do átomo dessas partículas densas, resultando em aumento de volume destas matérias, podendo provocar até rachaduras, deformações físicas, torções, explosões, etc.



Já o choque dessas partículas positivas nos seres vivos (homens, animais, insetos, etc.) que não estiverem na vibração compatível com elas, provocará praticamente a mesma reação que na matéria inanimada, ou seja, explosões nas células, nos átomos.

Nos pontos onde os fótons atingem, moléculas e mais moléculas vão explodindo, provocando infecções e sérios danos físicos no metabolismo de cada ser vivo.

Isto no homem significa doenças, hemorragias, tumores cerebrais, tumores cancerígenos, problemas cardíacos, mortes fulminantes, etc.

Então, de acordo com a densidade da matéria, ocorrerão vários danos.

A pessoa com uma energia superior, isto é, com energia compatível, igual ou superior à dos fótons, não sofrerá nenhum prejuízo, nenhum dano físico de maneira negativa.

Neste caso, o choque dessas partículas na nossa própria densidade, com os nossos prótons e elétrons, resultará em uma interação harmoniosa de nossos átomos com essas partículas positivas, e podemos nos beneficiar fisicamente, e até mesmo energeticamente, através da alteração mental.



O benefício físico que nós adquirimos com o choque vibratório seria mais imunização do corpo, alterações nas nossas glândulas, potencialização da nossa capacidade mental e física, facilitando o desprendimento da energia mental que atuaria nos objetos e a própria manipulação da energia interior em nosso próprio metabolismo, onde a imunização será de uma maneira muito mais ativa.



Nós estaríamos muito mais resistentes às inflamações , infecções, ou à quaisquer outros problemas que venham prejudicar o nosso sistema físico ou nervoso.

Compreendem agora o motivo de os Mestres através de canalizações pedirem que aumentemos a nossa vibração, ou seja, elevarmo-nos espiritualmente, crescer em consciência?


Quais as mudanças no plano espiritual, mental e vibracional?

No plano espiritual, provoca uma ampliação no nosso perispírito (nosso campo energético) potencializando, isto é, alterando a sua espessura energética em nossa mente, facilita fenômenos paranormais, tais como teletransporte, transmutação da matéria e até torção de objetos pelo poder da mente. Aumenta a resistência vital, com este acréscimo imenso na energia mental, de modo que, qualquer pensamento pode tomar uma forma na matéria.


Isto quer dizer que a forma pensamento vai ter uma manifestação, vai se tornar realidade, com a interação dessa energia.

No plano vibracional, tudo se acelera, tudo é muito mais rápido.

Até mesmo no nosso planeta, que já foi atingido por esses fótons, a velocidade do tempo é muito mais rápida.

Hoje, mal amanhece o dia, já chega a noite.

Está tudo muito mais acelerado, nossa vida, nossos pensamentos, nossas vontades. Isso na energia vibracional.

Quando tudo isso iniciou?


Esse processo é um fenômeno cíclico, que já aconteceu várias vezes desde o início dos universos.

As passagens através do cinturão de fótons provocam várias mudanças na estrutura geológica de todos os mundos densos e também no plano energético. Desde o início da formação de todo o cosmo, esse fenômeno acontece ciclicamente.

E mais uma vez o sistema Solar se aproxima do grande sol central.

Os fenômenos geológicos, climáticos, também são totalmente alterados.

Por exemplo, vai haver movimento das placas tectônicas no interior da Terra.

Não só a Terra, mas outros planetas também serão atingidos, todos os planetas tridimensionais terão sua estrutura física alterada, além da alteração climática, mudando sua temperatura, ou para mais positivo ou mais negativo.

Haverá muitas outras mudanças físicas, ativações de vulcões, muito desprendimento de gases, que poderia provocar uma fenda que cortaria o planeta ao meio, ou que cortaria uma boa parte da crosta terrestre, provocando explosões de gases no interior da Terra, derivado do petróleo e até mesmo a queima do próprio líquido negro.

A gravidade do nosso planeta vai diminuir por volta de um terço da gravidade atual.

Isso significa que tudo aquilo que é matéria, inclusive nosso próprio corpo físico, vai ter uma redução de um terço no peso.

Atualmente, o sistema solar está 1/3 dentro dessa nuvem de fótons, sendo que os planetas mais distantes do sol já foram atingidos de maneira intensa.

Cada micropartícula desta nuvem, é como se fosse 1/10 de um grão de areia, porém cada uma delas tem 1 bilhão de vezes a potência de um raio.

O seu núcleo é 1 milhão de vezes mais potente que cada micropartícula.

Em novembro de 1998, o planeta Terra já havia iniciado uma maior interação dessas micropartículas.



No mês de março de 1999 essa interação se intensifica ainda mais com essa nuvem de fótons.

E no mês de novembro e dezembro desse ano de 1999, o planeta já estará 1/4 dentro dessa nuvem de fótons, um choque maior por volta de 2006, quando não só o planeta Terra, mas todo o sistema solar estará envolvido dentro dessa nuvem de fótons.



Aí, sim, o período de transição se torna mais intenso e também os acontecimentos geológicos vão se dar com muito mais frequência, por exemplo, mudança na atmosfera climática, movimentos e elevação de placas tectônicas, terremotos, maremotos, explosões, etc.



Poderá haver também explosões de alguns planetas, não só do sistema solar, como de outras galáxias. Por isso, a presença de vários meteoros e meteoritos caindo na Terra, vários cubos de gelo vindos do espaço e outros objetos caindo na nossa atmosfera, ou sendo também arremessados para fora da atmosfera terrestre pelas explosões que aqui ocorrerem.



Como se preparar para esta interação com a Quarta e Quinta Dimensão?



A interação dessa energia de uma maneira positiva, é conhecida como a radiação manásica, ou seja, a conscientização da energia crística.

Essa potencialização é a mesma coisa que a aceleração do nosso GNA, para harmonização e imunização do corpo.



Na energia crística de transmutação, a pessoa não perde a sua matéria densa, ela se sutiliza e vai passar para uma dimensão superior, totalmente positiva.



Como nos preparar para não sofrermos esse choque de vibração, que pode resultar num processo negativo para nós?



Desenvolver a mente para que nossas ondas cerebrais se acelerem, que fiquem iguais ou superior a 17 ciclos por segundo ou 17 hertz.

O ideal seria que todas as pessoas fizessem um eletroencefalograma, no mínimo, a cada 8 meses, para constatar se suas ondas cerebrais estão hiper ativas, ou seja, aceleradas além do beta normal, que é de no máximo 14 ciclos por segundo.

É preciso estar no mínimo a 17 ciclos por segundo para se possa livrar das influências negativas dessas partículas, ou seja, transmutar a energia dessas micropartículas de uma maneira positiva, coordenando seus desejos e pensamentos para a realização deles, de modo que todo pensamento se materialize mais rapidamente.



Além disso, é necessário uma mudança de atitude, para a realização desta energia crística.

Nosso planeta, nossos corpos e nossa consciência, todos devem atingir e ressoar numa frequência bem mais alta e intensa, para acomodar a consciência Crística.

Todas as células de nossos corpos, todos os átomos serão rearranjados de modo que preparem nossos corpos atuais de densidade e mortalidade, num veículo de luz transformacional, capaz de facilitar esta Consciência.



Para realizar esta expansão de consciência é preciso fazer uma limpeza, tanto no corpo físico como no emocional e transmutar os miasmas, as influências deletérias a nós agregadas.



Responsáveis pelas doenças em nosso organismo, os miasmas são compostos de massas etéricas que carregam memórias genéticas, ou de vidas passadas, memórias de doenças que ficaram encruadas devido a antibióticos, poluição, química ou radioatividade.



Estes miasmas serão intensamente ativados pelo cinturão de fótons. Trabalhar o corpo emocional através de diversos métodos terapêuticos - psicológicos ou corporais - ajuda a liberar as energias bloqueadas em nossos organismos pela atuação destes miasmas.





O que significa Transição Planetária?



Todo esse processo de mudanças, transformações e transmutações significa transição planetária, ou seja, nós passaríamos da fase de ação para a transição, uma interação maior, onde tudo aquilo que é matéria densa, compatível com os tais fótons sutiliza e potencializa a sua carga, passando para uma dimensão superior, que nós chamamos de quarta dimensão.



O resultado dessa transição e desses acontecimentos para as pessoas que conseguirem superar e desenvolver uma potencialização e um melhor aproveitamento dessa energia transmutadora, será a transformação total do seu corpo, um corpo de mais energia do que matéria.



Assim poderá permanecer tanto no sistema solar, como em outros mundos paralelos, porque terão a interação na quarta dimensão e com a maior facilidade poderiam chegar até a nona dimensão.



A pessoa que passa por este processo, passará a ter maior domínio sobre a matéria, podendo até atravessar uma parede sólida com facilidade.

Por outro lado, tudo aquilo que não está compatível, não vai conseguir a transmutação, será auto destruído, entrará em combustão e explodirá.

Esta destruição ocorrerá, não só no plano denso, como também no espiritual, mental, físico e extra físico.



E todas aquelas pessoas que não estiverem preparadas e não conseguirem essa transmutação, com certeza morrerão, terão uma morte repentina, especialmente através de doenças citadas anteriormente tais como: hemorragias, tumores cancerígenos, etc, sendo que, até os animais passariam por isto.



A transição planetária oferece uma nova conscientização à humanidade, que podemos chamar da entrada da humanidade na Nova Era, na Idade da Luz.

Esse processo de conscientização da energia Crística é uma etapa que a humanidade urge em passar, para ampliar sua consciência e alcançar a tão esperada evolução superior.



Na atualidade, vemos que muitas pessoas ainda estão estacionadas no tempo, permanecendo violentas, egoístas e negando seu amor e respeito ao próximo, especialmente aos idosos, deixando-os abandonados, sem o menor carinho e proteção, sem a menor orientação do que fazer para se manterem protegidos.

Através de uma reorientação de nosso modo de vida, mudanças de atitudes e comportamentos, tendo mais amor, respeito, tolerância para com o próximo e para conosco, todos temos condições de nos livrarmos dos efeitos negativos destes fótons, bastando um pouco de interesse e disposição para promover estas mudanças.





E como realizar estas mudanças?



Através da prática regular de técnicas de aceleração mental, auto-estabilização dos chacras, desprendimento de energias negativas, armazenamento de energias vibracionais, entre outras, e, principalmente, através da busca do Eu interior, da realização do Cristo Interno, o que nos possibilitará estados cada vez mais ampliados de consciência, permitindo-nos a convivência com os seres de luz, habitantes de dimensões mais elevadas.

A transição planetária é um processo de transformações que já está batendo às nossas portas.



Não dá para ficarmos de fora.

Ela está chegando na forma de uma imensa nuvem de micropartículas cósmicas, onde nosso sistema solar estará totalmente mergulhado por vários anos.

As mudanças serão extremas, podendo ser muito dolorosas.

Ou não...



A humanidade está aprendendo uma lição importante nesta época, que é perceber a sua divindade, a sua ligação com o Criador Primordial e com tudo o que existe. A lição é perceber que todas as coisas estão interligadas e que todos fazem parte de tudo isso.

O resultado desta transição planetária, será a vivência de um período completamente novo para a humanidade, onde reinará mais harmonia e amor entre os homens.

Será a entrada da humanidade na "Idade da Luz" , o despertar da Consciência Crística.

Durante toda essa face, não estaremos sós; existem em todo o universo inúmeras raças, culturas e sociedades de seres com consciência mais ampla, cuja principal missão é dar orientação, apoio e até mesmo proteção a todos os planetas em fase de transição da terceira para a quarta dimensão.



O auxílio desses seres de luz, tem acontecido desde os primórdios da humanidade, através daqueles adequadamente preparados.

Porém, com a entrada do planeta no cinturão de fótons, este apoio dos seres já está mais amplo e se intensificará, de acordo com as necessidades.

Nossa missão nessa passagem é estarmos preparados, atentos e receptivos a essas emanações de amor e energias superiores provindas destas entidades de luz, e nos tornarmos conscientes de que somos canais de cooperação e suporte a estes seres, para que essa transição se torne mais suave e positiva para todos, reinserindo luz neste planeta e restituindo à Terra a seu propósito original - tornar-se um magnífico centro de troca de informação intergaláctico.



Anthonio e Thaís

http://minhamestria.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário